Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês
Carol Pascoal - Passagem de Som Por Blog Dicas e novidades sobre o universo musical.

Studio SP da Vila Madalena passa a receber shows

Depois de funcionar por dois anos e meio na Vila Madalena, o Studio SP aproveitou o bom momento da região do Baixo Augusta e transferiu-se para lá em 2008. Aumentou a sua capacidade de 320 para 450 pessoas e se firmou na noite paulistana como um lugar  onde é possível dançar, beber e ouvir um […]

Por Leonam Bernardo Atualizado em 27 fev 2017, 12h21 - Publicado em 29 jun 2012, 22h00

Fachada do Studio SP: apresentações a partir de 3 de julho (Foto: Divulgação)

Depois de funcionar por dois anos e meio na Vila Madalena, o Studio SP aproveitou o bom momento da região do Baixo Augusta e transferiu-se para lá em 2008. Aumentou a sua capacidade de 320 para 450 pessoas e se firmou na noite paulistana como um lugar  onde é possível dançar, beber e ouvir um bom som ao vivo. Em novembro de 2011, o sobrado onde tudo começou (na Rua Ignácio Pereira da Rocha, 170) foi reativado. A proposta inicial era a de deixar a programação de shows na Rua Augusta, enquanto o “novo” espaço abrigaria debates, peças de teatro e festas. A partir de 3 de julho, porém, o Studio SP da Vila passa a abrigar apresentações musicais de pegada autoral. “O local tem uma característica multiuso e continuaremos explorando isso”, diz o sócio Ale Youssef. “A mudança se deve porque sentimos falta de um palco com boa estrutura para receber por volta de 300 pessoas”.

De segunda-feira, o samba e o jazz predominarão nas caixas. Gratuito no Baixo Augusta, o projeto Cedo e Sentado Fora do Eixo migra para as noites de terça do Studio SP Vila Madalena. O formato é diferente. Para incentivar os novos nomes do cenário musical, aplica o “Quanto Vale o Show”, que deixa o público livre para escolher o preço da atração (R$ 5, R$ 10 ou R$ 15). Quarta-feira tem Studio SP Incentiva. Trata-se de um projeto em que toda a bilheteria da festa ou show é voltada a projetos culturais. Entre quinta e sábado, ocorre o Jornada Dupla, que teve início no Studio RJ. O programa casado realiza uma apresentação seguida de uma festa residente, entre elas Doce Babado, Gas Gas, Sambarbudo Project e Guacharaca.

O Studio do Baixo Augusta passa abrir apenas de sexta e sábado. Covers e artistas de mais apelo dominam a programação. “A Augusta está em um momento de incerteza por causa de especulação imobiliária, mas somos símbolo da resistência e não sairemos dali”, afirma Youssef.

Confira os destaques do primeiro mês de shows na Vila Madalena:

5/7: Apanhador Só

Continua após a publicidade

6/7: Vanguart

7/7: Siba

13/7: Isca de Polícia

20/7: Monique Maion

21/7: Marcia Castro

27/7: Pélico

28/7: Junio Barreto

Continua após a publicidade
Publicidade