Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês
Na Plateia Tudo sobre teatro

Roberto Cordovani volta a viver enigma de performer que imita Greta Garbo

A peça Olhares de Perfil — O Mito Greta Garbo, que se apresenta há décadas, voltou aos palcos paulistanos

Por Maria Alice Prado Atualizado em 6 ago 2021, 00h41 - Publicado em 6 ago 2021, 06h00

Depois de vinte anos, Olhares de Perfil — O Mito Greta Garbo retornou aos palcos no domingo (1º), no Teatro Commune. A trama sobre a enigmática atriz que nomeia a montagem e que já foi indicada quatro vezes ao Oscar rodou nove países, fez mais de 1 800 apresentações e faturou catorze prêmios internacionais.

O diretor Roberto Cordovani (foto) volta à pele de Gustafsson — sobrenome verdadeiro de Garbo —, um performer que ganha a vida imitando a diva em teatros nova-iorquinos nos anos 1940. A Greta Garbo de carne e osso havia decidido se retirar dos holofotes pouco antes das tais apresentações — um prato cheio para que os espectadores passassem a desconfiar que o artista, na verdade, fosse a real Greta Garbo.

Os demais personagens, dois deles interpretados por Ruben Gabira — um manequim falante e a escritora Jane Suset — e o fotógrafo Jorge, vivido por Alan Ferreira, ora tentam abafar, ora incitar a incógnita (80min). 16 anos.

Teatro Commune. Rua da Consolação, 1218, Higienópolis, ① Higienópolis-Mackenzie, ☎ 3476-0792. Sáb., 20h, e dom., 19h. R$ 60,00. Até 17 de outubro. Ingressos em sympla.com.br.

+Assine a Vejinha a partir de 8,90.

Publicado em VEJA São Paulo de 11 de agosto de 2021, edição nº 2750

  • Continua após a publicidade
    Publicidade