Clique e assine por apenas 6,90/mês
Blog do Miguel Por Miguel Barbieri Jr. Fique por dentro das melhores dicas de filmes e séries.

O que vale a pena ver no Projeta Brasil

Há catorze anos, a rede Cinemark faz (com muito sucesso) o Projeta Brasil, um evento dedicado ao cinema nacional. Ocorre anualmente sempre às segundas-feiras, em todos os complexos do Brasil e em todas as sessões. A edição deste ano é nesta segunda-feira, dia 11, e terá 25 longas-metragens, espalhados pela capital paulista, que estrearam entre […]

Por Miguel Barbieri Jr. - Atualizado em 26 Feb 2017, 23h50 - Publicado em 21 Oct 2013, 19h01

Há catorze anos, a rede Cinemark faz (com muito sucesso) o Projeta Brasil, um evento dedicado ao cinema nacional. Ocorre anualmente sempre às segundas-feiras, em todos os complexos do Brasil e em todas as sessões. A edição deste ano é nesta segunda-feira, dia 11, e terá 25 longas-metragens, espalhados pela capital paulista, que estrearam entre novembro de 2012 e outubro de 2013. Há filmes recentes, como Serra Pelada, Mato sem Cachorro e Meu Passado Me Condena, e alguns que, mesmo já lançados em DVD/Blu-ray, merecem uma olhada no cinema. Fiz uma lista abaixo com os que valem a pena, os que tanto faz e os dispensáveis. Preço do ingresso: R$ 3,00.

Confira aqui a programação e em quais cinemas os filmes vão ser exibidos! 

 Sinal verde – Vá em frente

Sinal verde para Vai que Dá Certo: certeza de boas risadas

De Pernas pro Ar 2, de Roberto Santucci

Vai que Dá Certo, de Maurício Farias

Somos Tão Jovens, de Antonio Carlos da Fontoura

Continua após a publicidade

Faroeste Caboclo, de René Sampaio

Serra Pelada, de Heitor Dhalia

 

Sinal amarelo – Vá sem muita expectativa

Minha Mãe É uma Peça: sucesso de bilheteria com Paulo Gustavo

Minha Mãe é Uma Peça, de  Andre Pellenz

Odeio o Dia dos Namorados, de Roberto Santucci

Continua após a publicidade

Colegas, de Marcelo Galvão

Vendo ou Alugo, de Betse De Paula

Mato Sem Cachorro, de Pedro Amorim

A Busca, de Luciano Moura

Tainá – A Origem, de Rosane Svartman

Flores Raras, de Bruno Barreto

Meu Pé de Laranja Lima, de Marcos Bernstein

Continua após a publicidade

O Renascimento do Parto, de Eduardo Chauvet

O Som ao Redor, de Kleber Mendonça Filho (vale um adento: embora eu não goste do filme, ele é o candidato do Brasil ao Oscar de melhor filme estrangeiro).

Meu Passado Me Condena, de Júlia Rezende

O Tempo e o Vento, de Jayme Monjardim

 

Sinal vermelho –  É perda de tempo e dinheiro

Se Puder, Dirija: um dos piores filmes nacionais do ano

Continua após a publicidade

O Concurso, de Pedro Vasconcelos

Se Puder… Dirija! , de Paulo Fontenelle

Os Penetras, de Andrucha Waddington

Uma História de Amor e Fúria, de Luiz Bolognesi

 

Filmes que eu não vi

Casa da Mãe Joana 2, de Hugo Carvana

Continua após a publicidade

Bonitinha mas Ordinária, de Moacyr Góes

Giovanni Improtta, de José Wilker

Gostou deste post? Então clique aqui e curta a minha página do blog no Facebook e tenha mais informações sobre cinema

Publicidade