Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês
Filmes e Séries - Por Barbara Demerov

Mundo em Caos traz universo futurista e pós-apocalíptico longe do clichê

Em um novo mundo, mulheres estão praticamente desaparecidas da sociedade e os homens passaram a ter todos os seus pensamentos audíveis

Por Barbara Demerov Atualizado em 20 Maio 2021, 22h59 - Publicado em 21 Maio 2021, 06h00

Mundo em Caos, lançamento adaptado da série de livros homônima, está em cartaz nos cinemas. Estrelado por Daisy Ridley e Tom Holland e dirigido por Doug Liman (A Identidade Bourne), o longa de ação se passa em um universo futurista e pós-apocalíptico.

A premissa pode parecer um tanto clichê, mas a história é capaz de transmitir a sensação de novidade devido a algumas características, como o fato de as mulheres terem desaparecido da sociedade e os homens possuírem uma condição chamada “ruído”, que torna todos os seus pensamentos audíveis.

A trama evolui quando o jovem protagonista, Todd (Holland), encontra Viola (Ridley), uma garota que aterrissou no local onde ele mora. Mundo em Caos apresenta um cenário em que os humanos já colonizaram outros planetas além da Terra — fator este que torna o clima de aventura mais latente.

Com belas paisagens, bons efeitos visuais e uma dinâmica instigante entre Todd e Viola (resultado do empenho de ambos os atores), o longa entretém ao mesmo tempo que impacta com momentos nos quais a violência toma conta. Uma mistura de elementos fantasiosos com dramas reais.

+Assine a Vejinha a partir de 8,90.

Publicado em VEJA São Paulo de 26 de maio de 2021, edição nº 2739

  • Continua após a publicidade
    Publicidade