Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês
Na Plateia Tudo sobre teatro

Cenógrafo José de Anchieta morre aos 71 anos

O artista será velado no Teatro Municipal a partir das 22h e, na sequência, transferido para o crematório da Vila Alpina

Por Dirceu Alves Jr. Atualizado em 24 Maio 2019, 13h15 - Publicado em 23 Maio 2019, 19h15

Um dos principais cenógrafos do teatro brasileiro, o pernambucano José de Anchieta Costa morreu aos 71 anos nesta quinta (23), no Hospital Sancta Maria Maggiore, em São Paulo. Ele estava internado desde a segunda-feira e enfrentava problemas decorrentes do diabetes. O artista será velado no Teatro Municipal entre as 22h e as 15h de sexta, sendo transferido depois para o Crematório de Vila Alpina.

José de Anchieta nasceu em Caruaru e estava em atividade na cena paulistana como cenógrafo e figurinista desde o final da década de 60. Ganhou visibilidade no começo dos anos 70 em parceria com o diretor Antunes Filho nos espetáculos Em Família, O Estranho Caso de Mr. Morgan e Bodas de Sangue. Na década seguinte, junto com o Teatro do Ornitorrinco, contribuiu para montagens marcantes assinadas pelo diretor Cacá Rosset, entre elas O Doente Imaginário, O Avarento e Sonhos de Uma Noite de Verão, assim como trabalhos mais recentes, como O Marido vai à Caça e A Megera Domada. No ano passado, ele assinou a direção de arte da comédia Meu Filho Vai Casar, dirigida por Alexandre Reinecke. Anchieta ainda trabalhou como roteirista e diretor de cinema.

Publicidade