Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês
Cidade das Crianças Por Blog Os melhores programas para crianças e família espalhados por São Paulo. Por Maria Alice Prado (maria.alice@abril.com.br)

Como fazer o seu filho gostar de ler

No post passado, eu já declarei todo meu amor (e o dos meus filhos) pelo Parque da Água Branca. Mas eu deixei uma das coisas mais fofas desse lugar para hoje: o Espaço de Leitura. + Um parque com cara de sítio no meio de SP Bem no meio do parque, há o incrível Espaço […]

Por VEJA SÃO PAULO Atualizado em 26 fev 2017, 10h29 - Publicado em 1 set 2016, 13h48
Cantinho da Leitura no Parque da Água Branca  (Foto: Reprodução)

Cantinho da Leitura no Parque da Água Branca (Foto: Reprodução)

Continua após a publicidade

No post passado, eu já declarei todo meu amor (e o dos meus filhos) pelo Parque da Água Branca. Mas eu deixei uma das coisas mais fofas desse lugar para hoje: o Espaço de Leitura.

+ Um parque com cara de sítio no meio de SP

Bem no meio do parque, há o incrível Espaço de Leitura: mesinhas e cadeiras debaixo das árvores, cercadas por minibibliotecas e área para contação de histórias e outros espetáculos.

As minibibliotecas são, na verdade, casinhas temáticas. A Castelo Voador tem livros de contos de fada e mitos. A Ponto de Interrogação está lotada de histórias com curiosidades sobre assuntos diversos, como o espaço e dinossauros. A Gruta do Grito tem suspenses e a Casa de Livros, arte, literatura e HQs.

Cantinho da Leitura no Parque da Água Branca (Foto: Reprodução)

Cantinho da Leitura no Parque da Água Branca (Foto: Reprodução)

Continua após a publicidade

E, como eu citei por cima no post anterior, o Coreto do Aconchego é um lugarzinho tranquilo para os bebês, com livrinhos e brinquedos pensados para essa faixa etária. Também tem um trocador e um espaço para mães que preferem amamentar com privacidade.

Todo fim de semana, o Espaço de Leitura tem uma programação intensa pra molecadinha.

No sábado passado, meus filhos e meus sobrinhos curtiram a contação de histórias do livro “Achados e Perdidos”, do Oliver Jeffers (somos muito fãs desse autor aqui em casa!). Uma contadora talentosa e um pinguinzinho de brinquedo deixaram tudo mais divertido.

Uma aposta certeira para agradar aos minifãs de Pokémon

As minibibliotecas ficam sempre abertas, mas as contações e oficinas acontecem às 11h e às 15h. Vale muito ficar do olho no Facebook deles.

Cantinho da Leitura no Parque da Água Branca  (Foto: Reprodução)

Cantinho da Leitura no Parque da Água Branca (Foto: Reprodução)

Continua após a publicidade
Continua após a publicidade
Publicidade