Clique e assine por apenas 6,90/mês
Bichos Tudo sobre o mundo pet por Veja São Paulo. Quer sugerir uma pauta? Envie para alice.padilha@abril.com.br

Por que você não deve cair nessa

Você largaria seu celular do lado fora de uma loja enquanto faz compras? E seu filho? Não, né? Então por que deixaria seu cachorro dando sopa fora de um estabelecimento, sem sua supervisão? Esse texto tem um único objetivo: alertar para que você não caia nessa da foto aí de cima. Não deixe seu cachorro sozinho na porta de farmácias, lojas e supermercados, […]

Por Carolina Giovanelli - Atualizado em 26 fev 2017, 13h58 - Publicado em 3 dez 2015, 13h09

Você largaria seu celular do lado fora de uma loja enquanto faz compras? E seu filho? Não, né? Então por que deixaria seu cachorro dando sopa fora de um estabelecimento, sem sua supervisão? Esse texto tem um único objetivo: alertar para que você não caia nessa da foto aí de cima. Não deixe seu cachorro sozinho na porta de farmácias, lojas e supermercados, mesmo que haja uma área reservada para isso.

+ Moda de soltar borboletas em casamentos gera polêmica

Obviamente, os cães são seres vivos. Mas tem muita gente que os considera mercadoria, objeto. E não tem a miníma pena de separar tutor e pet. Por isso, ao avistar um cão fora de um estabelecimento, sem seu dono por perto, é como se o ladrão estivesse vendo um grande saco de dinheiro de fácil acesso. Principalmente, no caso dos pets de raça.

Continua após a publicidade

Cães com pedigree podem ser revendidos por milhares de reais em feiras clandestinas e mesmo na internet. Aproveito o embalo para fazer mais um apelo: se for comprar um animal e não adotá-lo de uma ONG, saiba sua procedência. Você pode estar adquirindo uma mascote roubada e nem saber disso.

+ Com consultas a partir de 35 reais, clínica veterinária abre segunda unidade

Criou-se o hábito de prender os cachorros fora dos estabelecimentos e os criminosos viram aí mais uma fonte de renda. Já ouvi história até de sequestro com pedido de resgate. A Secretaria de Segurança Pública não tem dados oficiais sobre roubos e furtos especificamente de animais. Mas trata-se de uma realidade preocupante na cidade.

Infelizmente, os negócios não costumam oferecer segurança suficiente para proteger as mascotes sozinhas. Por isso, durante o passeio, evite fazer paradas onde seja necessário deixar o bicho sem supervisão. Todo cuidado é pouco.

Publicidade