Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês
Arte ao Redor Tatiane de Assis é repórter da Veja SP. Acredita que as artes visuais podem aproximar pessoas e descortinar novas facetas da vida.

Mostra na Casa Triângulo tem trabalhos que retratam incêndios como crítica

Obras expostas até o dia 14 de agosto dão uma melhor dimensão da importância que Thiago Rocha Pitta dá para o fogo; a entrada é grátis

Por Tatiane de Assis Atualizado em 1 jul 2021, 20h20 - Publicado em 2 jul 2021, 06h00

Antes representado pela Millan,Thiago Rocha Pitta está em nova galeria, a Casa Triângulo. Ele apresenta sua primeira mostra por lá, Nigredo, que reúne dezessete obras. A instalação The Clopen Door (2020) funde no título palavras que, em inglês, denotam a condição de se estar aberto e fechado. O trabalho é composto de uma porta cercada por toras de madeira e faz referência ao incêndio que destruiu o Museu Nacional em 2018.

paisagem de mar com uma caravela pegando fogo e soltando fumaça cinza
Suplício de Cabral (2021), de Thiago Rocha Pitta Mariana Rocha/Divulgação
Esse arranjo de elementos volta a aparecer em um vídeo de mesmo nome, com pouco mais de 36 minutos, feito em 2020. Nele vemos as chamas consumirem a madeira de forma hipnotizante, que aparenta cutucar nossa apatia diante de desastres variados. O fogo parece ser uma constante no trabalho do artista, que volta a ele nos afrescos Grande Monumento Alquímico (2019) e Suplício de Cabral (2021).

paisagem bem turva com tons arroxeados com uma queimada soltando bastante fumaça na esuqerda, ao fundo
Grande Monumento Alquímico (2019), de Thiago Rocha Pitta Mariana Rocha/Divulgação
Casa Triângulo. Rua Estados Unidos, 1324, Jardim América, ☎ 3167-5621. Segunda a sábado, 11h às 19h. Grátis. Até 14 de agosto.

+Assine a Vejinha a partir de 8,90.

Publicado em VEJA São Paulo de 07 de julho de 2021, edição nº 2745

  • Continua após a publicidade
    Publicidade