Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês
Arte ao Redor Tatiane de Assis é repórter da Veja SP. Acredita que as artes visuais podem aproximar pessoas e descortinar novas facetas da vida.

Morre o artista plástico Francisco Brennand, aos 92 anos

O velório está sendo realizado na Capela Imaculada Conceição, no interior da Oficina Cerâmica que leva seu nome em Recife, Pernambuco

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 5 fev 2020, 13h36 - Publicado em 19 dez 2019, 14h09

O artista plástico pernambucano Francisco Brennand morreu na manhã desta quinta-feira (19), aos 92 anos de idade. Ele estava internado há 10 dias no Real Hospital Português por causa de uma infecção nas vias respiratórias. O velório está sendo realizado na Capela Imaculada Conceição, no interior da Oficina Cerâmica que leva seu nome em Recife, Pernambuco. As informações são de O Estado de S. Paulo.

Brennand foi um dos maiores pintores e escultoras de Pernambuco, além de um intelectual de grande erudição. Ele nasceu em 11 de junho de 1927, no Recife, e tornou-se um renomado artista quando, em 1971, decidiu transformar a antiga fábrica de cerâmica de seu pai num conjunto arquitetônico no meio da mata. Foi lá que criou uma oficina para expor suas obras. Em 2013, ganhou um documentário dirigido por sua sobrinha-neta, Mariana.

Ceramista, desenhista e também tapeceiro e gravador, o recifense começou como artista nos anos 1940, dedicando-se inicialmente à pintura e, depois, à escultura por influência de artistas como Picasso, Miró e Léger. Entre 1958 e 1999 realizou painéis e murais de cerâmica no Brasil e nos Estados Unidos.

  • Publicidade