Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Black Friday: agências oferecem viagens com até 40% de desconto

Empresas falaram sobre possíveis remarcações no período de pandemia

Por César Costa Atualizado em 25 nov 2020, 12h40 - Publicado em 25 nov 2020, 10h35

Com a Black Friday chegando, agências de viagens estão oferecendo diversos pacotes promocionais nesta semana. VEJA SÃO PAULO selecionou ofertas interessantes para quem deseja aproveitar o momento para fazer uma viagem mais em conta. Claro, seguindo os protocolos para evitar a proliferação da Covid-19. 

Rio de Janeiro

Divulgação/Divulgação

Duas das promoções da CVC são de viagens nacionais. Com diárias de três dias, mais café da manhã, o pacote para o Rio de Janeiro saindo no dia 21/12 custa a partir de R$ 533,50 por pessoa. O pacote está com 15% de desconto em relação ao preço original, de R$ 613,52. cvc.com.br

Salvador

Divulgação/Divulgação

A outra opção é Salvador, com saída no dia 17/12. Também com diárias de três dias, mais café da manhã, o preço de R$ 1.142,35 teve 10% de desconto e caiu para R$ 1.038,50 por pessoa. cvc.com.br

Além disso, para quem optar em viajar para hotéis e resorts no Nordeste, crianças de até 12 anos acompanhadas de dois adultos não pagam acomodação. Existem diárias de hospedagem a partir de R$ 202, em quarto duplo, com café da manhã.

Florianópolis

Carnaval - Florianópolis - Praia dos Ingleses
Divulgação/Divulgação

Três noites (05/04 a 08/04/21) custam a partir de R$ 274, por pessoa, com passagem aérea e hospedagem no HCI Hotel Florianópolis, com café da manhã. Antes da Black Friday era possível encontrar esse pacote por R$ 449. decolar.com

Recife (PE)

Recife - Férias de verão
Inaldo Lins/Divulgação/Divulgação

Três noites (18/03 a 21/03/21) saem a partir de R$ 709, por pessoa, com passagem aérea e hospedagem no hotel Jangadeiro, com café da manhã.  Antes da Black Friday o preço era R$ 1.066. decolar.com

Continua após a publicidade

Porto Alegre (RS)

Maria Ana Krack/PMPA/Divulgação

Três noites (27/01 a 30/01/21) custam a partir de R$ 275, por pessoa, com passagem aérea e hospedagem no hotel Master Grande Hotel, com café da manhã. Antes da Black Friday o pacote saía a R$ 444. decolar.com

Natal (RN)

Divulgação/Decolar/Veja SP

Quatro noites (15/04 a 19/04/21) saem a partir de R$ 846, por pessoa, com passagem aérea e hospedagem no Paradise Flat, com café da manhã.  Antes da Black Friday o turista pagava R$ 1.131. decolar.com

Maceió (AL)

Ainda dá tempo de passar o réveillon em Maceió, um dos trechos mais belos do litoral brasileiro
Divulgação/Divulgação

Quatro noites (09/04 a 13/04/21) custam a partir de R$ 802, por pessoa, com passagem aérea e hospedagem na Pousada EcoMaceió, com café da manhã. O preço original era de R$ 1.075. decolar.com 

Fernando de Noronha

Thinkstock/Divulgação

E para quem pretende viajar para Fernando de Noronha, a empresa oferece o passeio de barco, que diminuiu de R$ 214 para R$ 129, aproximadamente 40% de desconto. decolar.com

Remarcações

Tanto a CVC quanto a Decolar avisaram que os preços podem estar sujeitos a oscilações e alteração de disponibilidade. Caso aconteça algum imprevisto que impeça a viagem, a Decolar afirmou que “está oferecendo tarifas flexíveis, caso o cliente precise fazer alteração”. A empresa afirmou também que “disponibiliza informações detalhadas sobre os protocolos de saúde adotados por seus parceiros e destinos, que são encontradas facilmente nas plataformas de vendas. A retomada das viagens com responsabilidade é ponto de honra para a Decolar”.

A CVC disse que “com relação a possível remarcações das viagens, desde o início da pandemia, todas as marcas do grupo têm atuado de forma ativa em cooperação com companhias aéreas e redes hoteleiras parceiras, na remarcação das viagens de seus passageiros. Para todos os locais que tiveram operações canceladas por parte dos fornecedores – como companhias aéreas, hotéis e receptivos de passeios – as agências vêm oferecendo a opção de reacomodação para datas futuras e/ou outros destinos. Caso o cliente tenha que remarcar pela segunda vez, por exemplo, as agências fazem a intermediação com os fornecedores de viagens (hotéis, companhias aéreas e etc.), mas todos têm sido solidários às remarcações (sem multa), também seguindo as determinações das MPS vigentes e as TAC´s das companhias aéreas”. 

Continua após a publicidade
Publicidade