Masp em Processo

VejaSP
starsstarsstarsstarsstars

Resenha por Laura Ming

A primeira mostra promovida pelo novo diretor artístico do Masp, Adriano Pedrosa, à frente da curadoria da instituição desde novembro de 2014, pretende revelar um museu que estava escondido do público. “Estamos redescobrindo o acervo, apresentando obras que nunca tinham sido mostradas ou foram exibidas apenas uma vez”, conta Pedrosa. Masp em Processo, como o próprio nome diz, é um evento em transformação. O público, além de contemplar os 120 trabalhos, é incentivado a interagir com a exposição, depositando em uma urna sugestões de peças que gostaria de ver. Dessa maneira, O Carregador (1944), do mexicano Diego Rivera, Senhora com Chapéu de Palha (1902-05), do italiano Giovanni Boldini, e Retirantes (1944), de Candido Portinari, saíram da reserva técnica direto para o 1º andar. Detalhes originais do projeto arquitetônico de Lina Bo Bardi também estão sendo desvendados. No subsolo, as paredes que cobriam as janelas foram retiradas, o que trouxe luz ao ambiente e desobstruiu a vista dos jardins do local. Trata-se de um belo convite para se aproximar de um dos museus mais queridos da cidade, que, há tempos, parecia adormecido. Até 8/3/2015.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s