Mario Adnet e Philippe Baden Powell

Resenha por Pedro Ivo Dubra:

O violonista Baden Powell (1937-2000) considerava o colega de cordas Mario Adnet “um cara da pesada”. Chegou a anotar o número do telefone dele numa partitura, pensando em trabalhos conjuntos. Mas foi o filho do grande Baden, o pianista Philippe Baden Powell, quem acabou gravando com Adnet uma homenagem ao pai. O resultado é Afrosambajazz. Inteiramente dedicado à obra de Baden Powell, o registro abarca os afrosambas compostos ao lado de Vinicius de Moraes (1913-1980), parcerias com Paulo César Pinheiro e bem-vindos temas inéditos, caso de Ritmo Afro e Suíte Yansan. Participação da cantora Mônica Salmaso. Acontece dia 14/08/2010.

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe semanalmente Veja SP* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de São Paulo

a partir de R$ 39,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.