Clique e assine por apenas 6,90/mês

Brincando com o Fogo

Tipos de Gêneros dramáticos: Drama
VejaSP:

Resenha por Dirceu Alves Jr.

Entre os trabalhos destacados do Grupo Tapa estão Camaradagem (2006), Credores (2011) e Senhorita Júlia (2013), obras do sueco August Strindberg (1849-1912). O diretor Eduardo Tolentino de Araujo apresenta, agora, o drama Brincando com o Fogo, texto menos conhecido do autor, mas capaz de oferecer elementos característicos de seu teatro, como a sexualidade latente e a opressão, tanto financeira como sentimental. Escrita em 1897, a peça gira em torno do casal Kut e Kristin (interpretado por Daniel Volpi e Camila Czerkes), que abre espaço para um jogo de sedução envolvendo o amigo Axel (o ator Bruno Barchesi) e a prima Adélia (a atriz Luana Fioli). Os limites de um relacionamento aberto são testados e mostram até que ponto cada um administra fantasias e frustrações. Tolentino constrói mais uma encenação refinada e estimula o público visualmente. Os atores, cada um a sua maneira, correspondem à intenção do diretor de elevá-los ao protagonismo. Volpi e Camila exploram as contradições dos personagens. A dupla reforça subtextos relativos à homossexualidade e às motivações femininas em nome das conveniências, eternizando o padrão machista. Barchesi transita entre a dissimulação e a empáfia, enquanto Luana, menos conhecida das produções do Tapa, chama atenção para seu nome. Os atores Oswaldo Mendes e Mara Faustino, como os pais manipuladores de Kut, completam o time (65min). 12 anos. Estreou em 9/1/2020. Até 16/2/2020. 

    info
  • Direção: Eduardo Tolentino de Araujo
  • Duração: 65 minutos
  • Recomendação: 12 anos
Comentários

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.