Clique e assine por apenas 6,90/mês

Billy Elliot — O Musical

Tipos de Gêneros dramáticos: Musical
VejaSP:

Resenha por Dirceu Alves Jr.

O filme do britânico Stephen Daldry foi adaptado para os palcos londrinos com texto de Lee Hall e músicas de Elton John e, desde 2005, recebeu os aplausos de 8 milhões de pessoas pelo mundo afora. Em versão brasileira, assinada por Mariana Elisabetsky e Victor Mühlethaler, Billy Elliot — O Musical mantém, claro, a cativante história de superação, mas não escapa de um cuidado excessivo com o politicamente correto. O protagonista (vivido por Pedro Sousa, Richard Marques e Tiago Fernandes, em revezamento) é um menino de 11 anos que descobre um talento ímpar para a dança. Seu desafio é convencer o pai (papel de Carmo Dalla Vecchia) e o irmão (o ator Beto Sargentelli), operários machistas da mineração, de que as sapatilhas de balé são tão interessantes quanto as luvas de boxe. A discussão em torno do preconceito surge minimizada em comparação ao filme, e os obstáculos do garoto são mais financeiros que comportamentais. Esse enfoque torna a montagem mais palatável para a plateia adulta e se desvia de possíveis polêmicas — já que é visível o interesse no público infantil. Fica difícil não se encantar com a espontaneidade do carismático Pedro Sousa, o Billy da sessão avaliada, principalmente nas cenas divididas com Vanessa Costa, intérprete da professora de balé. A versão brasileira de Billy Elliot cativa sem esforços, mas daria um salto considerável se ousasse na discussão da intolerância e da diversidade e fosse menos formatada para o consumo familiar. Com Sara Sarres, Iná de Carvalho e outros. Direção-geral de John Stefaniuk (170min, com intervalo). Livre. Estreou em 15/3/2019. Até 30/6/2019.

    info
  • Direção: John Stefaniuk
  • Duração: 170 minutos
  • Recomendação: Livre
Comentários

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.