Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

⦿

Resenha por Tatiane de Assis

Dezesseis artistas e 23 obras integram a mostra coletiva organizada pela carioca Catarina Duncan, na Leme. A exposição, que investiga símbolos de diferentes culturas, partiu da pintura Quilombismos — Exu e Ogum (1980), do professor universitário e ativista paulista Abdias Nascimento (1914 2011). O trabalho, de tons verde e vermelho, está no centro da parede no fundo do espaço expositivo, em diálogo com a série Rebentos (2018), do artista Rodrigo Bueno. Nesta, vemos pedaços de grades, dos quais emergem formas, como setas, arcos, flechas e serpentes. “Parece uma grande batalha”, aponta Catarina sobre esse recorte do conjunto. Até 3 de novembro.