Saúde

Os desafios das crianças para entrar em forma

Um problema cada vez mais comum em uma cidade onde quase metade da garotada está acima do peso

Por: Mariana Barros - Atualizado em

Irmãos Bittencourt - Capa 2329 - Obesidade Infantil
Os irmãos Leonardo, Nicolas e Alexandre: altas taxas de colesterol e casos de diabetes na família (Foto: Mario Rodrigues)

O sonho de Alexandre Bitencourt, de 13 anos, é ser ator. Após aparecer em dezenas de comerciais publicitários e fazer curso de atuação, ele se prepara para uma oportunidade inédita: participar da novela juvenil Chiquititas, que o SBT exibirá a partir do dia 15. Além do talento, outra característica foi determinante para que Alexandre conquistasse o papel. Assim como seu personagem, o garoto adora comer e luta contra a balança para perder os quilos a mais. Até bem pouco tempo atrás, sua rotina era pontuada por copos de refrigerante, doces e porções exageradas. “Seu prato de almoço poderia alimentar duas pessoas”, conta a mãe, a enfermeira Kely Bitencourt. Além de Alexandre, ela tem outros dois pequenos glutões: Leonardo, 10, e Nicolas, 6. Para entrar na linha, a turma perdeu o livre acesso à despensa lotada de guloseimas e há um ano vem frequentando aulas de natação cinco vezes por semana.

+ Três irmãs, a mesma dieta

+ Doze bananas de uma vez

+ Caratê contra o bullying na escola

+ Novo corpo, novo cabelo

+ Malhação com o videogame 

+ Tensão pré-vestibular

+ Postura no balé e em casa

O trio de irmãos, que aparece na foto acima, representa o retrato de um problema que vem crescendo na cidade: a obesidade infantil. Segundo levantamento recente do programa Meu Pratinho Saudável, projeto de esclarecimento e prevenção feito em parceria do Instituto do Coração (Incor) com a editora LatinMed, um total de 45% das crianças da capital enfrenta dificuldades com a balança (contra 30% da média nacional). Dentro desse grupo, 19% apresentam excesso de peso (ou seja, possuem índice de massa corporal, IMC, entre 25 e 30). E 26% delas estão obesas (IMC acima de 30). A pesquisa em questão avaliou quase 500 paulistanos entre 2 e 9 anos de idade.

Os números ajudaram a quantificar um fenômeno para o qual os especialistas já vêm chamando atenção há algum tempo. Pouca atividade física, falta de tempo para brincar, alto consumo de produtos industrializados, como refrigerantes e sanduíches de fast food, e pais que trabalham fora e não acompanham a alimentação dos filhos são os grandes complicadores. “Nas últimas décadas, trocamos o medo da desnutrição pelo exagero e descontrole que resultaram na obesidade”, afirma Ieda Jatene, chefe do departamento de cardiologia pediátrica do Hospital do Coração (HCor).

Algumas das principais causas de morte por infarto, derrame, câncer e diabetes têm como base a (má) alimentação. De acordo com projeções da Organização Mundial de Saúde (OMS), o Brasil liderará até 2040 o ranking de países com o maior número de óbitos por problemas cardiovasculares, seguido por China e Índia. O excesso de peso na infância está relacionado a essa estatística sombria. “Se nada for feito, esses jovens viverão cerca de dez anos menos do que seus pais”, alerta o cardiologista Mauricio Wajngarten, do Incor. 

A obesidade infantil pode ser desencadeada por vários fatores, incluindo questões psicológicas, como uma crise de ansiedade às vésperas de um evento importante, a exemplo de uma prova na escola. Aos poucos, porém, fica cada vez mais claro que o comportamento dos adultos representa um dos maiores problemas. “Os filhos refletem o que os pais fazem, para o bem e para o mal”, diz Eduardo Calliari, endocrinologista pediátrico da Santa Casa e do Hospital São Luiz. Para ele, o crescimento do número de mulheres com sobrepeso está diretamente relacionado ao aumento da taxa infantil, pois costumam ser elas as principais responsáveis pela alimentação dos rebentos. Segundo a médica Maria Edna de Melo, da Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade e da Síndrone Metabólica (Abeso), a falta de sensibilidade dos familiares também prejudica os tratamentos de emagrecimento e reeducação alimentar. “Comer guloseimas na frente de quem está encarando restrições é uma forma de tortura”, exemplifica. 

+ Dicas para os pais montarem uma lancheira saudável

Na tentativa de virar esse jogo, a Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo (Socesp) criou recentemente um fórum permanente de prevenção voltado a crianças e adolescentes e coordenado pelo cardiologista Wajngarten. O grupo, que fez sua primeira assembleia no congresso da Socesp no fim de maio, reúne representantes da indústria alimentícia, jovens, pedagogos, pesquisadores e médicos em busca de soluções para o que já é considerado uma pandemia. 

Os erros começam ainda nos primeiros meses de vida. “Vemos farinhas ricas em açúcar e refrigerante na mamadeira”, relata a nutricionista Karine Durães. Já as crianças em idade escolar precisam driblar a tentação dos lanches da cantina. Nas escolas da cidade é possível encontrar da tradicional coxinha a quiosque de fast-food. Um estudo da Sociedade Brasileira de Cardiologia coordenado pelo médico Carlos Alberto Machado mapeará a partir de agosto os hábitos alimentares dos estudantes de 128 colégios estaduais em vários municípios paulistas. Com base no levantamento, os salgadinhos serão gradativamente substituídos por alimentos naturais e integrais. Para chegar a esse objetivo, que deve começar a ser posto em prática no ano que vem, uma equipe está por videoconferência treinando diretores, professores e merendeiras. Algumas instituições de ensino particulares têm seguido essa mesma linha. A Escola da Vila, com unidades no Morumbi e no Butantã, depois de ter banido recentemente da cantina frituras e hambúrgueres, planeja dar fim também à oferta de refrigerantes. 

Outra frente de batalha envolve a publicidade direcionada aos jovens. Em 2011, o Procon multou o McDonald’s em 3 milhões de reais e, no ano passado, o Habib’s em 2 milhões de reais por fazerem propaganda de lanches com brinquedos. Neste ano, o governador Geraldo Alckmin vetou um projeto de lei que proibia a venda casada de alimentos pouco saudáveis, como fast-food, com brindes. Iniciativas semelhantes seguem em tramitação. A mais emblemática delas, que amplia a restrição das peças publicitárias para o público infantil, espera por aprovação desde 2001. 

+ Saiba quais são os vilões da dieta infantil

A ampla presença de alimentos industrializados na rotina dos pequenos é o tema do documentário Muito Além do Peso, da cineasta pau listana Estela Renner. Ela foi estudante de nutrição e pilotou o fogão nos sete anos em que viveu com seus filhos — de 6, 9 e 11 anos — nos Estados Unidos. Após um mês em cartaz no fim de 2012, o longa segue no ar na internet (www.muitoalemdopeso.com.br), na qual já teve mais de 500 000 exibições. No começo do filme, as crianças são desafiadas a reconhecer frutas e leguminosas como mamão, manga, abacate, pimentão, beterraba e mandioquinha. Ninguém acerta. Quando a charada é identificar a marca por trás das tarjas colocadas em pacotes de salgadinhos e bolachas, todas sabem de cor o nome do produto. 

Em outra cena, a bióloga Maluh Barciotte mostra um bolinho que foi servido a ela durante uma excursão escolar há um ano e meio. Passado todo esse tempo, o doce continua intacto, sem nenhum bolor. “Nem fungo se interessou por ele”, diz. A fabricante do doce é a mesma que fornece os bolinhos da merenda municipal, distribuída em 2 600 endereços, entre escolas, creches e entidades conveniadas — por dia, a prefeitura serve 1,8 milhão de refeições a crianças. 

Quando soube da coincidência, Erika Fischer, diretora do Departamento de Merenda Escolar da prefeitura paulistana, solicitou à empresa fornecedora uma nova fórmula com menos açúcar e com ingredientes integrais. “Somos responsáveis pelo que está acontecendo agora e pelo que acontecerá no futuro”, justifica Erika, que comanda uma equipe de cinquenta nutricionistas. 

+ Programação completa para curtir as férias escolares

Cardápios infantis compostos de salsicha, macarrão e pedaços de frango empanado são comuns na cidade. Nos Estados Unidos, é igualmente facílimo encontrar um lugar que ofereça essas iguarias ao paladar infantil. No best-seller Crianças Francesas Não Fazem Manha (272 páginas; 29,90 reais; editora Fontanar), a americana radicada na França Pamela Druckerman questiona esse hábito. Surpresa com os bons modos à mesa dos pequenos franceses, ela investiga os pilares da maneira local de criar filhos. Descobre que a mesma refeição, em casa ou no restaurante, é oferecida tanto a adultos quanto a crianças. “Aceitei que é meu dever ensinar meus filhos a gostar de uma variedade de sabores e a fazer refeições equilibradas”, escreve a autora. 

Os hábitos à mesa impactam até a formação da personalidade da garotada. Um estudo da Universidade Columbia, em Nova York, revela que fazer ao menos quatro refeições por semana com a criança reduz o índice de consumo de drogas na adolescência, a agressividade, a depressão e a obesidade. “Criança não deve fazer dieta temporária, e sim reeducação alimentar”, resume o endocrinologista pediátrico Eduardo Calliari. “Sem que os pais entrem na dança, essa tarefa se torna impossível.”

DE OLHO NO ESPELHO

Algumas regras que os pais devem seguir para garantir a saúde dos filhos

1. Tire da rotina refrigerantes, sucos prontos, salgadinhos, fast-food, enlatados, embutidos e carboidratos em excesso. Nos fins de semana é possível abrir exceções, mas sem perder o controle.

2. Saiba ler o rótulo dos alimentos. O primeiro ingrediente da lista é o que existe em maior quantidade no produto. O açúcar pode aparecer descrito como carboidrato. 

3. Para escapar das tentações das festinhas de aniversário, sirva um lanche antes de sair de casa. Combine com seu filho a quantidade máxima de docinhos, salgadinhos e refrigerantes a ser devorados. 

4. Sempre que puder, inclua os pequenos na compra de alimentos e em seu preparo. Levá-los à feira e ao supermercado e fazer receitas junto com eles ajuda a despertar a consciência sobre a alimentação. 

5. Ensine a seu filho o que faz bem e o que faz mal à saúde, para que ele possa fazer escolhas corretas quando você não estiver por perto, como na escola e no shopping com os amigos.    

 

  • Cartas sobre a edição 2328

    Atualizado em: 5.Jul.2013

  • VEJA SÃO PAULO recomenda

    Atualizado em: 9.Out.2015

    Restaurante, espetáculo, exposição, doceria e outras atrações em cartaz
    Saiba mais
  • Mistérios da Cidade

    Poltronas para obesos são previstas por lei municipal

    Atualizado em: 5.Jul.2013

    Assentos devem ter o dobro da largura e suportar 250 quilos; ainda é raro encontrar estabelecimentos que cumpram a regra
    Saiba mais
  • A executiva da Dior escalou um time de celebridades brasileiras para a curadoria do título
    Saiba mais
  • Mistérios da Cidade

    Primeiro borboletário da cidade será inaugurado em outubro

    Atualizado em: 5.Jul.2013

    O Águias da Serra contará com 27 espécies e custou 1,5 milhões de reais; fica localizado na Zona Sul
    Saiba mais
  • Memória Paulistana

    A primeira pizzaria de rodízio surgiu no Pari

    Atualizado em: 5.Jul.2013

    O Grupo Sérgio lotava seus restaurantes entre as décadas de 1970 e 1980
    Saiba mais
  • Notas exclusivas sobre artistas, políticos, atletas, modelos e empresários que são destaque na cidade
    Saiba mais
  • A roteirista criou uma página na internet com a mesma finalidade
    Saiba mais
  • Confira quatro modelos que seguem a tendência
    Saiba mais
  • Donos que aceitam fazer a doação ganham de brinde uma bateria de exames para os pets
    Saiba mais
  • Administração / Educação

    Palácio Campos Elíseos: uma joia na região da Cracolândia

    Atualizado em: 5.Jul.2013

    Com um projeto de restauração de 14,5 milhões de reais, ex-sede do governo estadual é preparada para se tornar um museu destinado a relembrar sua própria história
    Saiba mais
  • Bares / Restaurantes

    Gift cards começam a se popularizar em bares e restaurantes

    Atualizado em: 5.Jul.2013

    Por valores entre 50 e 5 000 reais, o saboroso presente dá direito a comidas e bebidas do estabelecimento indicado
    Saiba mais
  • Anitta e Naldo fazem, respectivamente, cinco e oito shows na capital por mês
    Saiba mais
  • Comportamento / Perfil

    Granja Viana vira rota mística e concentra diversas religiões

    Atualizado em: 10.Ago.2016

    Templos budistas, terreiros e centros esotéricos convivem harmoniosamente na região
    Saiba mais
  • As Boas Compras

    As Boas Compras: mantas para o inverno

    Atualizado em: 5.Jul.2013

    Confira algumas sugestões abaixo para espantar o frio
    Saiba mais
  • Confira as liquidações da semana

    Atualizado em: 29.Nov.2013

    Abaixo, uma seleção de lojas com promoções atraentes
    Saiba mais
  • Franceses

    Bistrot de Paris

    Rua Augusta, 2542, Jardim Paulista

    Tel: (11) 3063 1675

    VejaSP
    16 avaliações

    Parece detalhe, mas uma gentileza da brigada é capaz de deixar a experiência de sair para comer fora mais agradável. Em dias de chuva, como é simpático alguém com guarda-chuva acompanhá-lo pela galeria ao ar livre que separa a rua do salão, não? Na cozinha do chef francês Alain Poletto, quase tudo se sai bem. A exceção: o clássico moules et frites (R$ 59,00), porção de mexilhões insossos com fritas. Na regra de qualidade exemplar estão as costelinhas de porco confitadas (R$ 54,00), acompanhadas de purê de maçã e chips de batata-doce, e a musse de chocolate com bastante sabor de cacau, servida direto da travessa em porção generosa, por R$ 16,00.

    Preços checados em setembro/outubro de 2016.

    Saiba mais
  • Cozinha variada

    Bar des Arts - Itaim Bibi

    Rua Pedro Humberto, 9, Chácara Itaim

    3 avaliações
  • Pizzarias

    Cinco pizzarias para celebrar o Dia da Pizza

    Atualizado em: 5.Jul.2013

    Descubra endereços que fazem algumas das melhores pedidas da cidade
    Saiba mais
  • Drinques

    SubAstor

    Rua Delfina, 163, Pinheiros

    Tel: (11) 3815 1364

    VejaSP
    11 avaliações

    Não é raro chegar ao bar, instalado no subsolo do Astor, e encontrar o salão apinhado. Culpa do bartender italiano Fabio la Pietra, que se desligou da casa em setembro, mas deixou uma ótima seleção etílica como legado. O interino e ex-braço-direito, Rogério Frajola, na casa desde a abertura, executa junto da equipe pedidas como o dark & stormy (R$ 31,00), feito de rum, melado de cana e limão-taiti e finalizado com um marcante refrigerante de gengibre.

    Preços checados em setembro/outubro de 2016.

    Saiba mais
  • Confira quatro endereços que preparam bons caldos quentes
    Saiba mais
  • Bares variados

    Veríssimo

    Rua Flórida, 1488, Brooklin

    Tel: (11) 5506 6748

    VejaSP
    7 avaliações

    Perto de completar uma década, este bar não perde o agito, sobretudo na happy hour. Mérito do gaúcho Marcos Livi, que continua incrementando o cardápio com ótimas pedidas. De sotaque espanhol, o pintxo, que intercala polvo e batatas ao murro em um espetinho, vem bem temperado com páprica e azeite (R$ 20,00). Para quem pretende compartilhar a comida, o entrevero de pato é a melhor pedida e consiste em deliciosas cestinhas de tapioca com queijo de coalho preenchidas pela carne da ave mais aïoli e couve crocante (R$ 36,00, oito unidades). Para beber, chope Stella Artois (R$ 10,00).

    Preços checados em setembro/outubro de 2016.

    Saiba mais
  • Hamburguerias

    General Prime Burger - Itaim Bibi

    Rua Joaquim Floriano, 541, Itaim Bibi

    Tel: (11) 3060 3333

    VejaSP
    7 avaliações

    Trata-se de uma bem-sucedida rede comandada pelo Grupo Egeu, dos restaurantes Italy e Kaá. Apesar do cardápio variado, o que faz sucesso são os hambúrgueres, todos na linha dos chamados gourmets. De nome comprido e autoexplicativo, o brie cheese burger salada (R$ 35,00) traz um disco de 210 gramas de angus mais... queijo brie e salada. O mesmo acontece com o the original cheeseburger with english cheddar (R$ 35,00), composto ainda de picles e cebola-roxa. O lanche pode ser acompanhado de batata frita com parmesão, salsa e um toque de azeite trufado (R$ 25,00) que, ainda bem, não chega a roubar a cena.

    Preços checados em setembro/outubro de 2016.

    Saiba mais
  • Um dos espaços mais agitados da cidade, a Livraria Cultura do Conjunto Nacional vai oferecer 28 horas ininterruptas de atividades. Destaca-se na programação o bate-papo que ocorre no sábado (8/11/2014), às 21h30, com a presença do cartunista Laerte e de dois portugueses: o cineasta Miguel Gonçalves Mendes (diretor do filme José & Pilar, 2010) e o escritor Valter Hugo Mãe, que lança o livro O Paraíso São os Outros (Cosac Naify, 32 páginas, 36,90 reais). 
    Saiba mais
  • Filmes / Peças

    Programação da semana do Espaço Veja São Paulo

    Atualizado em: 5.Jul.2013

    São 5 000 metros de diversão
    Saiba mais
  • Quarteto Enso está na lista
    Saiba mais
  • Desde 2004 é realizado o BESphoto, concurso dedicado à produção fotográfica de Portugal, Brasil e países africanos de língua portuguesa. Obras dos quatro finalistas do prêmio integram uma mostra no Instituto Tomie Ohtake. Vencedor de 2013, o mineiro Pedro Motta usa, na série Natureza das Coisas, manipulações digitais para incluir desenhos em cenários da natureza. A paulista Sofia Borges causa estranhamento no espectador ao registrar plantas e animais de painéis explicativos do Museu de Paleontologia e Anatomia Comparada de Paris. Showtime, do moçambicano Filipe Branquinho, explora uma área de prostituição de Maputo. Por fim, o português Albano Silva Pereira cria narrativas em flagrantes clicados em viagens por desertos da África. Até 11/8/2013.
    Saiba mais
  • Com dramaturgia e direção de André Curti e Artur Ribeiro, o ator Luis Melo se une à companhia franco-brasileira Dos à Deux no monólogo dramático Ausência em um desafio e tanto. Durante uma hora, o expressivo intérprete não abre a boca uma só vez e tenta transmitir toda a mensagem apoiado somente na expressão corporal e na ambientação cênica. A ação se desenrola em Nova York no ano de 2036, quando um homem enfrenta a solidão em meio a um colapso de água e energia elétrica. Tudo apenas sugerido e pouco evidenciado na dramaturgia. Quem ignorar o programa distribuído na porta corre o risco de não entender muita coisa. A forte presença de Melo torna-se responsável por deixar um pouco mais claro o tormento do personagem, mas não se mostra suficiente para esclarecer as intenções da montagem. Estreou em 8/6/2013. Até 4/8/2013.
    Saiba mais
  • Confira quatro boas dicas de restaurante nas redondezas
    Saiba mais
  • Peças

    Cinco espetáculos para conferir neste feriado

    Atualizado em: 5.Jul.2013

    Ótimas peças aparecem como opção para a terça-feira (9)
    Saiba mais
  • Peças

    A fábrica de comédias de Alexandre Reinecke

    Atualizado em: 5.Jul.2013

    Responsável por quatro espetáculos em cartaz, o diretor garante a diversão do público
    Saiba mais
  • Dois dos nomes mais representativos da atual cena musical paulistana, Criolo e Emicida voltam a dividir o palco do Espaço das Américas, desta vez para celebrar o lançamento do DVD que gravaram ali mesmo em setembro do ano passado. O material, produzido pela Oloko Records, pelo Laboratório Fantasma e por Paula Lavigne, chega às lojas no próximo dia 2. Ao longo do encontro, Emicida deve rimar Rua Augusta, Sorrisos e Lágrimas e Viva, enquanto Criolo entoa Sucrilhos, Grajauex e Não Existe Amor em SP. Dia 14/7/2013.
    Saiba mais
  • O Gossip cancelou as duas apresentações que faria no país em agosto deste ano: no dia 27/8, em São Paulo, e no dia seguinte no Rio. E não é a primeira vez que isso acontece. O trio de indie rock americano também deixou os fãs na mão em 2008 e 2010. No ano passado, porém, a banda de Beth Ditto se redimiu com um show caloroso no festival Planeta Terra, na capital paulista. Segundo a XYZ Live, um problema com um contratante no Chile teria afetado toda a turnê pela América do Sul. "A banda comunica que adora seus fãs sul-americanos e que agendará o mais breve possível uma nova turnê pela região", diz o comunicado oficial. Como obter reembolso - Os clientes que compraram ingressos deverão comparecer ao local onde foi efetuada a compra, seja na bilheteria do HSBC Brasil ou nos respectivos pontos de venda da Ingresso Rápido. A bilheteria funciona de segunda a sábado, das 12h às 22h; aos domingos e feriados, até as 20h.  - Quem comprou pela internet ou pelo telefone deve entrar em contato com o SAC Ingresso Rápido pelo número 4003-1212 (segunda a sábado, das 9h às 22h).
    Saiba mais
  • Depois de três menininhas órfãs derreterem seu coração em Meu Malvado Favorito (2010), o vilão Gru mudou. Virou um paizão que até se veste de princesa para agradar às filhas. Agora fabricante de geleias, Gru (dublado por Leandro Hassum) tem uma missão investigativa em Meu Malvado Favorito 2. Contratado por uma organização secreta, ele vai se infiltrar num shopping center para encontrar o ladrão de um soro capaz de transformar pessoas e animais em seres monstruosos. Na mira dele está Eduardo Perez (voz de Sidney Magal), dono de um restaurante mexicano. Outra nova personagem, Lucy Wilde (voz de Maria Clara Gueiros) é a assistente do protagonista. Os minions, empregados amarelinhos de Gru, continuam esbanjando graça e fazem um desfecho musical muito divertido. Dica: não saia da sala antes de eles voltarem para o “teste do filme dos minions”. Neste momento, bolhas de sabão parecem saltar da tela na versão em 3D e arrebatam a criançada. Estreou em 5/7/2013.
    Saiba mais
  • Nascida na ex-Iugoslávia, Marina Abramovic, de 66 anos, considera-se a avó da arte performática. O título vem a calhar. Desde a década de 70, a artista é adepta de desafios físicos e, muitas vezes, mentais. Em 1988, ela e seu então companheiro, o alemão Ulay, percorreram a pé os 2.500 quilômetros da Muralha da China. Cada um partiu de um ponto e o encontro ocorreu três meses depois. Essa é apenas uma das loucuras registradas no espetacular documentário produzido pela HBO e já exibido no canal pago aqui no Brasil. O filme, além de trazer trechos de gravações de obras do passado de Marina, mostra sua desgastante performance no Museu de Arte Moderna (MoMA), em Nova York. Em 2010, ela ficou sentada por sete horas e meia, seis vezes por semana, durante três meses. O visitante pegava uma senha para estar diante dela. Praticamente imóvel, Marina fitava profundamente o estranho. A troca de emoções, apenas pelo olhar, contagiava quem passava por perto, em momentos únicos captados intimamente pelas câmeras. Estreou em 5/7/2013.
    Saiba mais
  • Documentário

    Três perguntas para Petra Costa

    Atualizado em: 5.Jul.2013

    Diretora de Elena se surpreende com os mais de 46 000 espectadores e a marca de documentário mais visto do ano
    Saiba mais
  • Um grande espetáculo em Las Vegas recebe como atração um quarteto de ilusionistas. Do palco, Daniel (Jesse Eisenberg), Merritt (Woody Harrelson), Henley (Isla Fisher) e Jack (Dave Franco) escolhem um espectador francês da plateia, teletransportam o cara a Paris e o fazem roubar milhões de euros de um banco. A dinheirama cai do teto sobre o público extasiado. Realidade ou um incrível truque? Para investigar, entra em cena um agente do FBI (Mark Ruffalo), acompanhado de uma oficial francesa da Interpol (Mélanie Laurent). O suspense mostra habilidade em entreter com uma trama repleta de reviravoltas, mas, a certa altura, os momentos fantasiosos são tantos que fazem desandar o enredo. Tampouco convence a revelação final. Estreou em 5/7/2013.
    Saiba mais
  • Trinta e duas entrevistas (algumas de arquivo) com personalidades que viveram à época, caso do cineasta Cacá Diegues, do escritor Ferreira Gullar e do jornalista Geneton Moraes Neto, foram reunidas no documentário, rodado durante três anos. O tema desperta interesse: João Goulart teria sido assassinado? Jango, como ficou conhecido, governou o país de 1961 a 1964, até ser deposto pelo golpe militar. Exilado com a mulher, Maria Teresa, e os dois filhos entre a Argentina e o Uruguai, ele morreu em 1976, vítima de um ataque cardíaco. Incansável, o diretor Paulo Henrique Fontenelle (de Loki — Arnaldo Baptista) foi fundo na pesquisa para rechear seu contundente trabalho com imagens raras e depoimentos estarrecedores. Entre eles, o de um ex-investigador uruguaio que diz ter participado do complô para matar Jango. A montagem ágil contribui para dar ao registro uma cara de thriller-verdade. Nos últimos minutos, contudo, o assunto torna-se redundante. Estreou em 5/7/2013.
    Saiba mais
  • Filmes

    Quem é o astro mais bonito em cartaz?

    Atualizado em: 5.Jul.2013

    De Brad Pitt a Bradley Cooper, escolha o ator que provoca mais suspiros nas salas de exibição da cidade
    Saiba mais
  • Club Transatlântico

    Rua José Guerra, 130, Chácara Santo Antônio (Zona Sul)

    Tel: (11) 2133 8600 ou (11) 2133 8697

    Sem avaliação
  • Os clássicos da dança estarão nas telas da rede de cinemas
    Saiba mais
  • A 11ª edição do festival homenageia a cineasta paulista Anna Muylaert. A programação inclui 23 títulos da diretora e roteirista, incluindo trabalhos do início de sua carreira, de rara circulação. O evento apresenta ainda longas que celebram a crescente presença feminina na atual cinematografia da região. Além da homenageada, uma mostra especial focaliza as Divas da Época de Ouro do cinema mexicano e uma mostra Mulheres Atrás das Câmeras, que apresenta a nova geração feminina de cineastas mexicanas. De 20 a 27/7/2016. Confira a programação: MEMORIAL DA AMÉRICA LATINA Quarta, 20 de julho 20h30 - Mãe Só Há Uma (2016), de Anna Muylaert Quinta, 21 de julho 16h - Espantalho (2012), de Ricardo del Conde | No Corpo Errado (2010), de Marilyn Solaya 18h - Horizontes Mínimos (2012), de Marcos Pimentel 20h - Que Horas Ela Volta? (2015), de Anna Muylaert Sexta, 22 de julho 20h30 - Por Trás do Céu (2016), de Caio Soh 22h - Planeta Escarlate (2016), de Dellani Lima e Jonnata Doll Sábado, 23 de julho 17h - Escolas de Cinema - Programa 5: O Preço (12’) | O Ser Magnético (18’) | No Estacionamento (15’) | Maio - Selma Cervantes Aguilar (10’) | Conto da Meia-Noite (12’) | Aloha Kai (18’) 19h - Para Aceitá-la Continue na Linha (2009), de Anna Muylaert 20h - Eu Te Levo (2016), de Marcelo Müller 22h - Linha de Fuga (2016), de Alexandre Stockler Domingo, 24 de julho 16h - E Além de Tudo Me Deixou Mudo o Violão (2012), de Anna Muylaert 17h - As Canalhas (“Amélia”, “Dolores”, “Isabela”, “Roberta”) (2013), de Anna Muylaert 19h - A Última Terra (2016), de Pablo Lamar Segunda, 25 de julho 16h - A Maldição, o Milagre e o Burro (2012), de Ayoze O’Shanahan e Maria Fernanda Céspedes 18h - Argentina e sua Fábrica de Futebol (2007), de Sergio Iglesias | Tudo sobre Meu Chimarrão (2012), de Nelson Scartaccini 20h - Paula (2015), de Eugenio Canevari Terça, 26 de julho 16h - A Certeza (2012), de Armando Capó Ramos | Sítio 53 (2010), de Rodolfo Gárate Cisterna 18h - A Bisavó Tem Alzheimer (2012), de Iván Mora Manzano | Família (2007), de Enrique Castro Ríos 20h - Que Deus Me Perdoe (1947), de Tito Davison Quarta, 27 de julho 20h30 - Estopô Balaio (2016), de Cristiano Burlan CINESESC Quinta, 21 de julho 15h - A Riqueza do Diabo (1952), de Alejandro Galindo 17h - Parque Lênin (2015), de Itziar Leemans e Carlos Mignon 19h - A Última Terra (2016), de Pablo Lamar 21h - Maria Candelária (1943), de Emilio Fernández Sexta, 22 de julho 15h - Sanú (2015), de Teresa Camou 17h - Semana Santa (2015), de Alejandra Márquez Abell 19h - Paula (2015), de Eugenio Canevari 21h - As Escolhidas (2015), de David Pablos Sábado, 23 de julho 15h - Saberá o que Fazer Comigo (2015), de Katina Medina Mora 17h - Elvira (2014), de Manolo Caro 19h - Yo (2015), de Matías Meyer 21h - A Geada Negra (2016), de Maximiliano Schonfeld Domingo, 24 de julho 11h - CineClubinho Especial: Mundo da Lua - Episódio 1: Bem-vindos ao Mundo da Lua (33’) | Castelo Rá-Tim-Bum Episódio 1: Tchau, Não! Até Amanhã! (37’) 15h - Os Reis de um Povo que Não Existe (2015), de Betzabé García 17h - Escolas de Cinema - Programa 3: Palavra Sagrada (2’) | A Canção do Avô (17’) | Sinistro (18’) | Aurélia e Pedro (16’) | O Mais Barulhento Silêncio (15’) 19h - Aqui Não Aconteceu Nada (2016), de Alejandro Fernández Almendras 21h - Forasteiro (2016), de Lucía Ferreyra Segunda, 25 de julho 15h - Irmãs Malditas (1946), de Roberto Gavaldón 17h - Retratos de uma Procura (2014), de Alicia Calderón 19h - Que Horas Ela Volta? - Demo Filme (2014), de Anna Muylaert 21h - Clarisse ou Alguma Coisa sobre Nós Dois (2016), de Petrus Cariry Terça, 26 de julho 15h - Durval Discos (2002), de Anna Muylaert 17h - O Manto de Soledad (1952), de Roberto Gavaldón 19h - O Mundo de Carolina (2015), de Mariana Viñoles 19h30 - Cinema da Vela Especial: O Papel do Realizador no Cinema Latino-Americano Contemporâneo, com Alejandro Fernández Almendras (cineasta), Lucía Ferreyra (cineasta) e Sérgio Rizzo (mediador) 21h - A Maior Casa do Mundo (2015), de Ana V. Bojórquez e Lucía Carreras Quarta, 27 de julho 15h - Escolas de Cinema - Programa 8: Primos (12’) | Fluir (11’) | Artifício (21’) | O Passado Quebrado (16’) | Iceberg (26’) 17h - Santa entre Demônios (1948), de Emilio Fernández 19h - É Proibido Fumar (2008), de Anna Muylaert 21h - Danzón (1991), de María Novaro CCBB - CENTRO CULTURAL BANCO DO BRASIL Quinta, 21 de julho 15h - Sessão curtas e vídeos de Anna Muylaert: Paixão XX (11’) | O Sétimo Artesão (7’) | Hot Dog (2’) | Zona Eleitoral (9’) | Vídeo Tela Azul (10’) | Torre de Babel (6’) | Os Sete Minutos Capitais (7’) | Mama África (4’) | Rock Paulista (12’) | A Origem dos Bebês Segundo Kiki Cavalcanti (15’) 17h - Laura (2010), de Fellipe Barbosa 19h - Querido Camilo (2007), de Daniel Ross Mix e Julio Molina | Overava (2012), de Mauricio Rial Banti Sexta, 22 de julho 15h - Parque Lênin (2015), de Itziar Leemans e Carlos Mignon 17h - Vende Caro o Teu Amor (1949), de Alberto Gout 19h - Na Palma de Tua Mão (1950), de Roberto Gavaldón Sábado, 23 de julho 13h - Conquistando o Forte (2014), de Charles A. Martínez | A Ilha e os Signos (2014), de Raydel Araoz 15h - Escolas de Cinema - Programa 1: Ar (14’) | Do Outro Lado (14’) | Além do que se Vê (12’) | Polski (22’) | Vale a Pena (19’) 17h - Sessão Acessível: Além do que se Vê (2015), de Leticia Baretta 19h - Que Deus Me Perdoe (1947), de Tito Davison Domingo, 24 de julho 13h - Voo do Azacuán (2014), de Rafael de Jesús Quinteros | Além do Mall (2010), de Miguel Alvelar 15h - Escolas de Cinema - Programa 2: Alfa (18’) | Tudo É Ritmo (17’) | Lena e o Mundo do Faz de Conta (16’) | Mariachi Nights (17’) 17h - Uma Fronteira, Todas as Fronteiras (2010), de David Pablos | As Mãos na Terra (2010), de Virginia Martínez 19h - Outro Amanhecer (1943), de Julio Bracho Segunda, 25 de julho 15h - Forasteiro (2016), de Lucía Ferreyra Quarta, 27 de julho 15h - Retratos de uma Procura (2014), de Alicia Calderón 17h - A Maior Casa do Mundo (2015), de Ana V. Bojórquez e Lucía Carreras 19h - Sessão Curtas-Metragens e Vídeos de Anna Muylaert: Paixão XX (11’) | O Sétimo Artesão (7’) | Hot Dog (2’) | Zona Eleitoral (9’) | Vídeo Tela Azul (10’) | Torre de Babel (6’) | Os Sete Minutos Capitais (7’) | Mama África (4’) | Rock Paulista (12’) | A Origem dos Bebês Segundo Kiki Cavalcanti (15’) CENTRO CULTURAL SÃO PAULO Quinta, 21 de julho 16h - Na Palma de Tua Mão (1950), de Roberto Gavaldón 18h - Enamorada (1946), de Emilio Fernánde 20h - É Proibido Fumar (2008), de Anna Muylaert Sexta, 22 de julho 16h - Outro Amanhecer (1943), de Julio Bracho 18h - As Canalhas (“Amélia”, “Dolores”, “Isabela”, “Roberta”) (2013), de Anna Muylaert 20h - Yo (2015), de Matías Meyer Sábado, 23 de julho 16h - E Além de Tudo Me Deixou Mudo o Violão (2012), de Anna Muylaert 18h - Escolas de Cinema - Programa 4: A Rua das Casas Surdas (8’) | Dias de Fuga (21’) | Alguém em Casa (15’) | Ossinhos de Frango (9’) | Feriado em Iporanga (24’) 20h - Danzón (1991), de María Novaro Domingo, 24 de julho 16h - Vende Caro o Teu Amor (1949), de Alberto Gout 18h - As Escolhidas (2015), de David Pablos 20h - Maria Candelária (1943), de Emilio Fernández Terça, 26 de julho 16h - Santa entre Demônios (1948), de Emilio Fernández 18h - Escolas de Cinema - Programa 6: Óxido (15’) | Vênus 2.0 (9’) | Teiko (25’) | O Barbeiro, uma História de Legítima Defesa (11’) | Terra Roxa (11’) | Campo Adentro (15’) 20h - A Geada Negra (2016), de Maximiliano Schonfeld Quarta, 27 de julho 16h - O Manto de Soledad (1952), de Roberto Gavaldón 18h - O Mundo de Carolina (2015), de Mariana Viñoles 20h - Saberá o que Fazer Comigo (2015), de Katina Medina Mora CINE OLIDO Quinta, 21 de julho 17h - Durval Discos (2002), de Anna Muylaert Sexta, 22 de julho 17h - Escolas de Cinema - Programa 7: A Filha Prometida (17’) | Clandestino (9’) | Eu, Samylly Vellaskes (11’) | Chico (23’) | Venenas Bibas (25’) Sábado, 23 de julho 17h - Que Horas Ela Volta? (2015), de Anna Muylaert Domingo, 24 de julho 16h - Semana Santa (2015), de Alejandra Márquez Abell Terça, 26 de julho 17h - Os Reis de um Povo que Não Existe (2015), de Betzabé García Quarta, 27 de julho 17h - Elvira (2014), de Manolo Caro CEU CAMINHO DO MAR Quinta, 21 de julho 17h - As Canalhas (“Amélia”, “Dolores”, “Isabela”, “Roberta”) (2013), de Anna Muylaert Domingo, 24 de julho 16h - Planeta Escarlate (2016), de Dellani Lima e Jonnata Doll Quarta, 27 de julho 17h - Que Horas Ela Volta? (2015), de Anna Muylaert CEU MENINOS Quinta, 21 de julho 17h - Sunú (2015), de Teresa Domingo, 24 de julho 16h - Planeta Escarlate (2016), de Dellani Lima e Jonnata Doll Quarta, 27 de julho 17h - Outro Amanhecer (1943), de Julio Bracho CEU PERUS Quinta, 21 de julho 17h - Escolas de Cinema - Programa 8: Primos (12’) | Fluir (11’) | Artifício (21’) | O Passado Quebrado (16’) | Iceberg (26’) Domingo, 24 de julho 16h - Planeta Escarlate (2016), de Dellani Lima e Jonnata Doll Quarta, 27 de julho 17h - E Além de Tudo Me Deixou Mudo o Violão (2012), de Anna Muylaert
    Saiba mais
  • Variados

    O cartório

    Atualizado em: 5.Jul.2013

Fonte: VEJA SÃO PAULO