Cidade

Moradores ainda desmontam barracos na Comunidade Nelson Mandela

Reintegração de posse do terreno em Osasco começou nessa terça (9); cerca de 15 000 pessoas moravam no local

Por: Veja São Paulo

Reintegração Osasco
Comunidade Nelson Mandela: cerca de 300 policiais acompanham a reintegração de posse nesta quarta (10) (Foto: Denis Oliveira/Brazil Photo Press/Folhapress)

A reintegração de posse do terreno onde estava a Comunidade Nelson Mandela, em Osasco, deve terminar ainda nesta quarta (10). Os trabalhos começaram na terça (9), com a retirada de parte dos moradores da área. Às 6h, oficiais de justiça acompanhados de aproximadamente 300 policiais militares retomaram as operações.

+ Incêndio em reintegração de posse em Osasco

“Nós estamos adiantados. Se tudo ocorrer conforme esperamos, a reintegração será concluída até as 18h”, informou o capitão Márcio Goés de Souza. A estimativa inicial era finalizar o serviço somente na sexta (12).

Vídeo apresenta o depoimento dos moradores e como foi a ação no primeiro dia da reintegração:

No primeiro dia, 750 policiais acompanharam a ação dos oficiais de justiça. Alguns moradores tiveram problemas para pegar os pertences por causa do fogo que se alastrou rapidamente por alguns barracos.  De acordo com a PM, três pessoas foram encaminhadas ao 10° Distrito Policial de Osasco por provocarem incêndios em algumas casas. “Em ato de revolta, algumas pessoas jogaram fogo onde moravam”, disse Suzano.

+ Confira as principais notícias da cidade

Aproximadamente 15 000 pessoas moravam no terreno invadido em 2014. A reintegração de posse foi solicitada pela empresa proprietária da área e determinada pela juíza da 2ª Vara Cível do Foro de Osasco, Ângela Moreno Pacheco de Rezende Lopes.

Fonte: VEJA SÃO PAULO