GENTE

"Indignado é pouco", diz Kherlakian sobre devolução parcial de animais

Na terça, Ibama deve entregar a Reinaldo Kherlakian catorze dos dezessete animais apreendidos em setembro

Por: Saulo Yassuda - Atualizado em

Reinaldo Kherlakian - Herdeiro da Galeria Pagé
O empresário e cantor Kherlakian: animais de volta (Foto: Mario Rodrigues)

O empresário Reinaldo Kherlakian anda meio feliz e meio triste. A razão da metade alegre: os animais que mantinha em sua mansão no Morumbi, apreendidos no fim de setembro após uma batida do Ibama, devem ser devolvidos na terça (21) pela manhã. "É tudo 100% legal", afirma.

+ A história de paulistanos deixados na roda dos expostos da Santa Casa

Entretanto, três dos dezessete bichos não vão retornar ao minizoo caseiro, para a tristeza do herdeiro da Galeria Pagé. Segundo o milionário, o orgão informou que dois deles morreram e outro foi devolvido à natureza. "Eu estou indignado. Aliás, indignado é pouco", diz. 

A assessoria de imprensa do Ibama não foi localizada. Leia abaixo a entrevista com Kherlakian.

Vão lhe devolver todos os animais apreendidos?

Levaram dezessete animais, mas me informaram que dois morreram e um foi devolvido para a natureza. Eu estou indignado. Aliás, indignado é pouco. Tiram meus animais de um conforto de muitos anos, os  sequestram desse jeito, sem razão alguma, e agora me devolvem pedaços dos bichos? O que houve, maus-tratos? Entrarei na justiça e vou até o fim.

Quais bichos não serão entregues?

Não me informaram. Espero que não seja o papaio-do-congo, de 80 000 reais. É um papagaio cinza com vermelho, uma coisa linda. Se falarem que o devolveram para a natureza, vai ser estranho -- o soltariam no Congo? Tenho ainda uma cracatoa de mão, que é muito valiosa por ser dócil, vale 25 000 reais. Que eles não me devolvam as [aves] de 500 reais que está tudo bem. 

Por que apreenderam os animais?

Disseram que "por ordens superiores". Perguntei: "foi Deus, então?". São meus animais há mais de trinta anos, tenho todos os documentos. Os fiscais que vieram buscar já haviam estado aqui antes e sabiam que era 100% era legal. Vão devolver porque o juiz acatou o nosso recurso. Que ordem superior é esa? A troco de quê? Está evidente que tem a ver com acusações de nossos vizinhos, são pessoas com muita influência.

Fonte: VEJA SÃO PAULO