Teatro

Montagens oferecem diferentes visões sobre Carmen Miranda

"O Pornosamba e a Bossa Nova Metafísica" é uma das opções

Por: VEJA SÂO PAULO - Atualizado em

Miranda por Miranda
MIranda por Miranda: fragmentos biográficos da homenageada entre as 22 canções (Foto: Claudia Ribeiro)

Confira duas montagens que oferecem diferentes visões sobre Carmen Miranda:

  • Em 2002, a atriz Stella Miranda protagonizou South American Way, superprodução comandada por Miguel Falabella. Na pele da cantora Carmen Miranda (1909- 1955), ela faturou o Prêmio Shell e, agora, retoma a personagem em um musical de bolso — aquele sem uma superprodução — carregado de ritmo e balangandãs. Batizada de Miranda por Miranda, a peça traz o intimismo do clima dos cafés-concerto dos anos 40 e 50. Também responsável pela encenação, Stella dialoga com o público para costurar fragmentos de sua biografia a com a de Carmen, como o apogeu em Hollywood e a rejeição dos brasileiros ao seu sucesso. Os atores Renato Bellini, Cayo Caesar, Guilherme Moscardini e Will Anderson, além de três instrumentistas sob a direção musical de Tim Rescala oferecem um eficiente suporte. O espetáculo traz ao todo 22 canções, como Disseram que Eu Voltei Americanizada e Na Batucada da Vida. Estreou em 5/7/2014. Até 19/4/2015.
    Saiba mais
  • Sob o comando do dramaturgo e diretor Marcelo Marcus Fonseca, a Cia. Teatro do Incêndio acumula acertos em uma fórmula ousada. O grupo sacode a mesmice do gênero musical com uma linguagem crítica e de análise histórica, além de uma produção econômica e criativa. Apoiada em uma sólida dramaturgia, a atual montagem vence a proposta um tanto ambiciosa: apresentar os caminhos percorridos pela MPB, dos primórdios do samba ao estouro internacional da bossa nova. Carmen Miranda (interpretada por Gabriela Morato) e Ismael Silva (Matheus Campos) aparecem em cenas de fácil comunicação. São mostrados ainda episódios como o suicídio de Assis Valente e a relação de Noel Rosa (Guilherme Ciccotelli) e Aracy de Almeida (Rebeca Ristoff). Em um dos melhores momentos, o espaço da sede do grupo transforma-se em uma animada beira de praia. O espectador é convidado a se jogar na areia e a cantarolar junto aos atores e instrumentistas a canção Tarde em Itapuã. Estreou em 15/11/2014. Até 2/11/2015.
    Saiba mais

Fonte: VEJA SÃO PAULO