musical

Espetáculo em homenagem a Milton Nascimento estreia no fim de março

Com direção de Charles Möeller e Claudio Botelho, montagem comemora os 70 anos do cantor

Por: Milena Emilião - Atualizado em

Milton Nascimento – Nada Será como Antes – O Musical
Cena da peça 'Milton Nascimento – Nada Será como Antes – O Musical' (Foto: Guga Melgar)

Um mês depois de estrear O Mágico de Oz, no Teatro Alfa, a dupla Möeller e Botelho traz mais um musical para os palcos paulistanos: Milton Nascimento – Nada Será como Antes – O Musical, que inicia temporada no dia 22 de março, no Teatro Geo.

+ Musical Milton Nascimento chega ao CD antes de ganhar o palco paulistano

Foi o mineiro Milton quem liberou os diretores para criarem um musical baseado em suas inúmeras canções. O resultado da união dos três artistas é um espetáculo diferente de O Violinista no Telhado e de A Noviça Rebelde - outros sucessos da dupla. Não há um protagonista nem uma história propriamente dita. O cenário, por exemplo, remete a uma "casa mineira", aconchegante, onde as pessoas se sentam e ficam à vontade para cantar.

A duração é bem menor do que de costume nas montagens do gênero. São apenas 90 minutos divididos em quatro etapas, que Charles Möeller e Claudio Botelho chamam de estações do ano. No material de divulgação, explicam: "Há canções que remetem a um solar imaginário interiorano (Bola de Meia, Bola de Gude), o verão; Um Girassol da Cor do seu Cabelo e Nuvem Cigana dão colorido à primavera. Clássicos que atravessaram gerações (Caçador de Mim e Faca Amolada) moldam o outono e continuam pelo inverno, com Nada Será como Antes".

Milton Nascimento
O cantor e compositor mineiro Milton Nascimento: ele propôs a criação de um musical nacional (Foto: Divulgação)

No elenco estão Claudio Lins, Marya Bravo, Délia Fischer, Cassia Raquel, Estrela Blanco, Fabiano Salek, Jules Vandystadt, Lui Coimbra, Pedro Aune, Pedro Sol, Sergio Dalcin, Tatih Kohler, Whatson Cardozo e Wladimir Pinheiro. A temporada paulista começa no dia 22/3 e segue até 26/3.

Os ingressos já estão à venda no Show Card.

+ Leia mais sobre teatro

Fonte: VEJA SÃO PAULO