Faça você mesmo

Como organizar um arraial bom, bonito e barato

Confira dicas para realizar um evento em casa e saiba onde encontrar bandeirinhas, fantasias e quitutes típicos

Por: Redação VEJASAOPAULO.COM.BR - Atualizado em

Bandeirinhas de Festa Junina
Bandeirinhas coloridas: para entrar no clima de Festa Junina (Foto: Rafael Campos)

"A Festa Junina já está enraizada na cultura paulistana", diz o diretor social do Esporte Clube Pinheiros, Carlos Alberto Costa de Oliveira. O arraial do clube é um dos mais concorridos da cidade e atrai, todo ano, entre 50 000 e 60 000 pessoas durante seus quatro dias.

+ Os principais arraiais da cidade

Já em clima de festa, ele revelou à VEJASAOPAULO.COM alguns segredos para organizar um encontro típico na vizinhança. Se a festa for na rua ou na praça, é importante lembrar que deve-se pedir autorização à prefeitura se o número de convidados for maior do que 250 pessoas.

A principal dica para não fazer feio é manter a tradição. "Tem que vestir camisa xadrez, chapéu de palha e armar fogueira." Para ele, não dá para descuidar do visual: bandeirinhas e balões devem ser bem coloridos e abundantes.

A mesa deve ser farta e atraente, forrada com toalha xadrez e recheada de quitutes clássicos como pinhão, paçoca e milho verde, além das bebidas, quentão e vinho quente. Dá para improvisar tigelas com chapéus de palha, árvores de bolas de isopor cobertas de pipoca e usar palha seca para criar um clima caipira.

+ Festa de São Vito traz comidas italianas ao Brás

Brincadeiras devem estar no roteiro. "É muito fácil organizar uma pesca em casa, enchendo uma piscininha de plástico com areia, ou mesmo uma torre de latinhas para derrubar com uma bolinha." O correio elegante, já caído no esquecimento, também anima convidados de todas as idades.

Para garantir a diversão e não gastar mais do que o previsto, confira abaixo mais algumas dicas para organizar a sua festa, como receitas de pratos típicos e lojas para comprar fantasias e artigos de decoração.

Fonte: VEJA SÃO PAULO