cidade

Manifestantes fazem 'cabidaço' na Câmara

Movimento Vem Pra Rua organiza ato na tarde desta terça (4) contra projeto que prevê aumentar número de assessores parlamentares

Por: Veja São Paulo - Atualizado em

Cabides Câmara
Cabides pendurados na entrada da Câmara Municipal (Foto: Cris Faga/Fox Press Photo/Folhapress)

Integrantes do Movimento Vem Pra Rua realizaram na tarde desta terça (4), na volta do recesso parlamentar, um protesto em frente à Câmara Municipal contra a contratação de assessores parlamentares.

Para mostrar o descontentamento com a medida, que consideram tratar-se de cabide de emprego, os manifestantes penduraram cabides na entrada do prédio do Legislativo municipal.

O projeto que prevê a contratação de novos assessores parlamentares foi aprovado em junho. A nova regra permite que o 55 vereadores passem a ter trinta funcionários em seus gabinetes (atualmente são permitidos dezoito). A medida permite que sejam contratados mais 12 auxiliares ao custo de 900 reais cada um.

A verba para o pagamento dos assessores continuará em 130 mil reais por mês. Ou seja, os vereadores poderiam ter mais funcionários, mas esses ganhariam menos. O texto, que já foi aprovado em segunda votação na Câmara, ainda não foi apreciado pelo prefeito Fernando Haddad (PT), que pode vetar o aumento no número de servidores.

+ Confira as últimas notícias

Os vereadores ainda têm direito a verba anual de até 239 mil para pagamento de aluguel de veículos, assinaturas de jornais, serviços gráficos, correios e materiais de escritório.

Fonte: VEJA SÃO PAULO