Crime

Homem procurado pela Interpol por crimes de guerra é preso no interior de SP

O bósnio Nikola Ćeranić, de 47 anos, estava foragido desde 1992 e foi encontrado em Indaiatuba neste sábado (30)

Por: Adriana Farias - Atualizado em

Crimes de guerra Bósnia
Nikola Ćeranić, de 47 anos, estava escondido em Indaiatuba (Foto: Reprodução/Interpol)

Um homem procurado pela Interpol por crimes de guerra cometidos durante a guerra dos Balcãs em 1992 foi preso pela Polícia Militar neste sábado (30)  no interior de São Paulo.

+ Máfia do ferro-velho: saiba como funciona a fraude nas seguradoras

Nikola Ćeranić, de 47 anos, estava escondido em Indaiatuba. Ele é acusado pelo Ministério Público da Bósnia-Herzegovina de homicídios contra a população civil que resultaram na separação da ex-Iugoslávia. O homem estava foragido desde 1992.

A prisão de Ćeranić foi possível após uma operação conjunta do Ministério Público Federal (MPF) e do Ministério Público do Estado de São Paulo (MPE). A prisão para extradição do procurado foi decretada no dia 22 de julho pelo Supremo Tribunal Federal - um dia após o Grupo de Atuação Especial contra Organizações Criminosas (Gaeco) ter localizado Ćeranić.

De acordo com o MPF, o preso foi apresentado à Delegacia da Polícia Federal em Campinas e está submetido à custódia do STF. O processo de extradição perante a Suprema Corte é acompanhado pela Procuradoria-Geral da República e dependerá de decisão do STF.  A relatora do caso é a ministra Carmen Lúcia, mas a ordem de prisão para fins de extradição foi expedida pelo presidente do STF, ministro Ricardo Lewandowski.

Fonte: VEJA SÃO PAULO