Tragédia

Apartamentos de prédio onde ocorreu desabamento custam 6 milhões

Empresa do famoso designer francês Philippe Starck assina o visual do empreendimento de luxo próximo à Avenida Brigadeiro Faria Lima

Por: Andreza Monteiro

Prédio Cyrela desabamento
Imagem ilustrativa do futuro edifício One Sixty (Foto: Divulgação)

O projeto do edifício residencial de luxo na Vila Olímpia cujo estande de visitação desmorou na manhã desta sexta (22) é fruto de uma parceria da construtora Cyrela com o estúdio inglês Yoo, que tem entre os sócios o renomado designer francês Philippe Starck. Uma pessoa morreu e seis ficaram feridas no episódio.

O projeto arquitetônico leva a assinatura de Jonas Birger, conhecido no ramo por desenvolver projetos importantes como a reurbanização do Vale do Anhangabaú, no centro, e o Hospital Albert Einstein.

O One Sixty tem localização privilegiada, em uma esquina com a Avenida Brigadeiro Faria Lima, local que possui um dos metros quadrados mais caros do país. O empreendimento imobiliário terá uma única torre, num terreno de quase 6 000 metros quadrados de área, que compreenderão 55 apartamentos com tamanhos que vão de 270 a 340 metros quadrados, com até cinco suítes.

O interessado em ocupar um dos prédios mais luxuosos da cidade terá que desembolsar a partir de 6 milhões de reais, sem falar nas duas coberturas duplex, que não custam menos que 40 milhões de reais cada. A previsão de conclusão é 2019.

stand-cyrela
Imagem aérea do desabamento do estande de vendas da Cyrela, na Vila Olimpia (Foto: Reprodução/Globonews)

+ Veja as últimas notícias da cidade

O estande onde ocorreu o desabamento estava desativado desde a última quarta (20), segundo informou a Cyrela. O imóvel tinha dois andares e era uma construção representativa de um dos apartamentos, sustentada por estruturas metálicas, ou seja, não era uma obra definitiva.

Como é de praxe no ramo imobiliário, o “apartamento modelo” é disponibilizado para que os clientes possam conhecer o projeto final nos mínimos detalhes. Segundo as primeiras informações, a causa do desabamento do teto teria sido o excesso de peso no local.

Das sete vítimas, seis ficaram feridas e foram levadas para os prontos-socorros da Lapa e da Vergueiro e uma vítima não resistiu, falecendo no local. O homem seria Antonio Soares Nascimento, de 40 anos, segundo a Defesa Civil. Todos seriam funcionários que trabalhavam na desmontagem da estrutura.

+ Imóveis têm até 30% de desconto

Em nota, a Cyrela ressaltou que “lamenta profundamente o ocorrido”, e que “toda a assistência será prestada às vítimas e às famílias, bem como irão auxiliar as autoridades na investigação dos fatos”.

Fonte: VEJA SÃO PAULO