Mistérios da Cidade

Cozinheira Lonka Lucki morre aos 88 anos

Intuitiva, tinha prazer em escolher os pratos para os clientes e, geralmente, acertava

Por: Mauricio Xavier [com reportagem de Daniel Salles e Isabella Villalba] - Atualizado em

Lonka Lucki_mistérios da cidade 2189
Pratos de Lonka Lucki deixarão saudade (Foto: Acervo da família)

Cozinheira de mão cheia, a polonesa Lonka Lucki chegou ao Brasil em 1941. A garota de 19 anos trazia na bagagem receitas das culinárias italiana, portuguesa, árabe e do Leste Europeu. Em 1982, com duas amigas, inaugurou o restaurante judaico Z Deli, inspirado nas delicatessens de Nova York. Entre suas especialidades figuravam o varenique, um ravióli de batata coberto por cebola dourada, e o hadoque gratinado com batata ao forno. Ela morreu aos 88 anos no sábado (23), em decorrência de embolia pulmonar. Sofria de um câncer, diagnosticado há um mês. Intuitiva, tinha prazer em escolher os pratos para os clientes e, geralmente, acertava. “O que ela mais gostava era de servir comida saborosa para agradar à família e aos amigos”, conta a filha Bety Lucki, que trabalhava com a mãe desde 1994.

Fonte: VEJA SÃO PAULO