Noite

Conheça as principais baladas de rock em São Paulo

Novas casas fazem o gênero ressurgir nas pistas

Por: Douglas Portari - Atualizado em

É claro que o tum-tum-tum da música eletrônica ainda predomina nas casas noturnas paulistanas. Cada vez mais, no entanto, o rock retoma seu espaço nas pistas. Além dos clubes que passaram a reservar noites só para ele, surgiram novas baladas dedicadas exclusivamente ao ritmo nascido na década de 50 nos Estados Unidos (veja quadro abaixo). Há opções que satisfazem desde partidários do punk até os fãs do dançante novo rock. No mês passado, por exemplo, foi inaugurado o Clube Inferno, na Rua Augusta, onde estão também o Vegas e o Outs. O investimento, de mais de 250.000 reais, transformou uma velha oficina num caldeirão com capacidade para 500 pessoas. "Tocamos todos os estilos de rock, mas é um clube para bandas", afirma o sócio Alessandro Padovano.

Apesar das três casas localizadas na Augusta, é a Barra Funda o principal ponto de encontro de roqueiros. Ao lado do precursor D-Edge – com suas segundas-feiras voltadas ao gênero –, agora há ali o Berlin e o CB Bar (eleito o melhor lugar da capital para dançar, segundo o júri da edição especial Comer & Beber – O Melhor da Cidade, de Veja São Paulo). "Virou moda", diz a vendedora Rebeca Mayer, que no último sábado foi ao CB com o namorado, Miguel Aceves. "Tem muita gente aqui que nem sabe o que está ouvindo."

O público parece mesmo bem pouco ortodoxo. "É comum, hoje, você ver garotos com camisa do Nirvana curtindo música eletrônica", conta o jornalista André Barcinski, sócio do clube Clash, com inauguração prevista para janeiro, também na Barra Funda. "Eu credito muito disso aos remixes de DJs que levaram o rock de volta para as pistas." A casa terá capacidade para 1.000 pessoas e, mesmo com foco na música eletrônica, seus proprietários reservaram uma noite para o rock. Bandas que ainda não estouraram para o grande público, mas possuem fãs de carteirinha, devem se apresentar no local. E dá-lhe gente de calça jeans justa e jaqueta de couro na platéia.

Points roqueiros

• Berlin. Rua Cônego Vicente Miguel Marino, 85, Barra Funda, Tel. 3392-4594. 21h/último cliente (ter. e qua.) e 23h/último cliente (qui., sex. e sáb.). Entrada: R$ 5,00 a R$ 15,00. www.clubeberlin.com.br

• CB Bar. Rua Brigadeiro Galvão, 871, Barra Funda, Tel. 3666-8971. 21h/último cliente (ter. a sáb.). Entrada: R$ 10,00 e R$ 15,00. www.cbbar.com.br

• Clube Inferno. Rua Augusta, 501, Consolação, Tel. 3120-4140. 0h/último cliente (ter. a sáb.). Entrada: R$ 10,00 a R$ 35,00. www.infernoclub.com.br

• D-Edge. Alameda Olga, 170, Barra Funda, Tel. 3667-8334 e 3666-9022. 0h/último cliente (seg. e qua. a sex.), 0h/10h (sáb.) e 19h/1h (dom.). Apenas as noites de segunda são dedicadas ao rock. Entrada: R$ 10,00 a R$ 40,00. www.d-edge.com.br

• FunHouse. Rua Bela Cintra, 567, Consolação, Tel. 3259-3793. 22h/último cliente (qua. a sáb.) e 20h/último cliente (dom.). Entrada: R$ 7,00 a R$ 15,00. www.funhouse.com.br

• Outs. Rua Augusta, 486, Consolação, Tel. 237-4940. 0h/6h (qui. a sáb.) e 18h/22h30 (sáb. e dom.). Entrada: R$ 10,00. www.clubeouts.com.br

• Madame Satã. Rua Conselheiro Ramalho, 873, Bela Vista, Tel. 3266-8754. 23h/último cliente (qui. a sáb.) e 19h/23h30 (dom.). Entrada: R$ 5,00 a R$ 30,00. www.madamesata.com.br

• Milo Garage. Rua Minas Gerais, 203-A, Higienópolis. 22h/último cliente (qua. a sáb.). Entrada: R$ 10,00 (grátis às quartas). www.milogarage.com

• Toy Lounge & Bar. Rua da Consolação, 2900, Jardim Paulista, Tel. 3083-2502. 23h/último cliente (qui. a sáb.). Entrada: R$ 10,00. www.toylounge.com.br

• Vegas Club. Rua Augusta, 765, Consolação, Tel. 3231-3705. 0h/último cliente (ter. a sáb.). Apenas as noites de quinta são dedicadas ao rock. Entrada: R$ 15,00 a R$ 25,00. www.vegasclub.com.br

Fonte: VEJA SÃO PAULO