Consumo

Atacarejos oferecem produtos até 50% mais baratos que a concorrência

O cenário de crise econômica leva cada vez mais famílias aos mercados atacadistas que também vendem no varejo

Por: Sophia Braun [Colaboraram Bárbara Öberg, Larissa Faria e Mariana Oliveira] - Atualizado em

Assaí
Assaí: o campeão da pesquisa de preços de VEJA SÃO PAULO (Foto: Ricardo D'Angelo)

Esqueça as prateleiras organizadas cuidadosamente como nos supermercados, a ampla variedade de marcas para um mesmo produto, luxos como uma boa seção de destilados e vinhos importados, além da conveniência de encontrar sempre uma unidade perto de sua casa. Instalados em grandes galpões, os negócios conhecidos popularmente como atacarejos estão longe de ser sinônimo de sofisticação.

+ Endereços para pagar menos em consultas veterinárias

A fim de atrair sobretudo comerciantes e empresas com a promessa de oferecer os preços mais baixos do mercado, esses comércios atacadistas que também vendem no varejo ocupam pontos distantes do centro, onde o valor médio do metro quadrado tende a ser menor. Para otimizarem o espaço interno de seus endereços, muitas redes do gênero chegam a estocar mercadorias nos próprios corredores das lojas.

Apesar da estrutura para lá de espartana (e da localização fora de mão para muitos paulistanos), companhias da área, como Atacadão, Makro e Roldão, entraram com mais força na rota das famílias da capital nos últimos tempos. O cenário de crise econômica intensificou esse fluxo. De acordo com uma pesquisa da consultoria Nielsen, divulgada em março, as vendas nos atacarejos cresceram 12,1% em 2015, contra uma retração de 1% no movimento dos hipermercados no mesmo período.

Roldão
Roldão, na Zona Norte: concorrente do Assaí (Foto: Antonio Milena)

Para os especialistas no assunto, a explicação para a diferença de desempenho encontra-se no fato de que muitos clientes estão encarando o desconforto dos galpões em busca de uma melhor relação entre o custo e o benefício na hora de encher o carrinho de supermercado. Segundo o estudo, três quartos dos itens em comum com os hipermercados custam, em média, 15% menos nos atacarejos. “Inflação, desemprego e desconfiança no futuro do país tornam o consumidor mais preocupado com os preços”, avalia Tatiene Vale, analista de mercado da Nielsen.

+ Doze ruas de comércio especializado para economizar

São Paulo puxa o movimento: o estado representa 35% do faturamento do atacarejo no país (que gira em torno de 200 bilhões de reais por ano). Além disso, concentra o maior número de lojas do gênero. Só na região metropolitana são 71 estabelecimentos com esse perfil, três deles abertos por aqui no ano passado.

Entre os últimos dias 11 e 13, a reportagem de VEJA SÃO PAULO pesquisou o valor de 28 produtos, divididos em alimentação, limpeza e higiene pessoal, nas maiores unidades de onze redes da capital — seis atacarejos e cinco hipermercados (confira a tabela abaixo). Foram considerados apenas itens da mesma marca, modelo e tamanho, comercializados por unidade (a maior parte dos atacarejos disponibiliza hoje essa opção, embora o desconto no valor aumente conforme a quantidade comprada pelo cliente). Por oferecer grande parte do portfólio unicamente em embalagens grandes ou caixas com vários pacotes, o Sam’s Club, do grupo Walmart, não entrou no levantamento da revista. 

Atacarejos: produtos de alimentação
AKKI ASSAÍ ATACADÃO MAKRO ROLDÃO SETA
Arroz branco tipo 1 Tio João (5 quilos) 14,69 14,8 14,8 - - -
Açúcar refinado União (1 quilo) 2,65 2,65 2,65 - 2,6 2,69
Bolacha recheada de chocolate Trakinas (143 gramas) - 1,95 - 1,59 2,19 -
Café em pó tradicional Pilão (500 gramas) 9,29 9,59 9,48 8,95 8,6 -
Cerveja em lata Skol (350 militros) 2,05 2,19 2,39 * 2,26 2,19
Danoninho de morango (360 gramas) 4,99 4,75 4,99 4,89 4,99 -
Extrato de tomate Elefante Knorr (340 gramas) - 3,35 3,2 3,09 3,73 2,79
Farinha de trigo tipo 1 Sol (1 quilo) 3,09 3,25 3,1 3,45 3,18 3,19
Feijão carioca tipo 1 Camil (1 quilo) 6,39 5,29 5,7 5,75 5,72 6,49
Leite longa vida integral Paulista (1 litro) - 2,69 - 3,09 - -
Macarrão com ovos parafuso Petybon (500 gramas) 1,99 2,1 2,1 - 2,41 2,29
Óleo de soja Liza (900 mililitros) 3,45 3,4 3,44 3,49 3,49 3,49
Pão de forma tradicional Pullman (500 gramas) 4,89 4,59 4,29 4,79 3,99 -
Refrigerante Coca-Cola (1,5 litro) - 5,29 5,49 5,45 5,34 -
Requeijão cremoso tradicional Catupiry (200 gramas) 4,99 3,99 4,29 4,59 4,99 -
Sal refinado Cisne (1 quilo) 1,79 1,75 1,85 - 1,86 1,89
Suco pronto para consumo Dell Valle Néctar Mais (1 litro) 3,99 4,2 3,89 3,99 4,19 3,79

Na cotação, o Assaí apresentou o maior número de itens mais baratos (oito). Braço atacadista do Grupo Pão de Açúcar, a rede possui 51 lojas em São Paulo, duas delas surgidas em 2015 na capital (uma na Avenida Jacu-Pêssego, na Zona Leste, e a outra na Avenida Teotônio Vilela, na Zona Sul). “Parte das lojas já funciona também como estoque”, conta o presidente da empresa, Belmiro Gomes. “Isso nos ajuda a economizar na operação e repassar aos clientes uma grande quantidade de descontos”, completa.

Os corredores não chegam a ser apertados, mas têm pé-direito alto. Por isso, é muito comum ver nesses endereços famílias circulando com carrinhos de compras em meio a funcionários dirigindo empilhadeiras para guardar as caixas. A estratégia compensa. O Assaí teve receita líquida de 10,5 bilhões de reais em 2015, o que corresponde a um crescimento de 25,5% sobre o ano anterior.

+ Número recorde de alunos trocam escolas particulares pelas públicas

Seria um excelente resultado para qualquer momento. No atual, considerando a recessão que o Brasil atravessa, é um número considerado excepcional pelos analistas de varejo (a título de comparação, as bandeiras Extra e Pão de Açúcar, que também pertencem à companhia, avançaram juntas 1,2% no ano passado). O atacarejo Assaí representa, hoje, quase um terço da receita do braço alimentar de negócios do grupo.

Atacarejos: limpeza e higiene
LIMPEZA AKKI ASSAÍ ATACADÃO MAKRO ROLDÃO SETA
Água Sanitária Super Cândida (2 litros) - - 3,88 4,39 4,06 -
Amaciante Comfort Classic (2 litros) - - 8,29 7,59 8,7 -
Detergente líquido incolor Ypê Clear (500 mililitros) 1,49 1,4 1,49 1,49 1,42 1,29
Lã de aço Bombril (60 gramas / 8 unidades) 1,67 1,28 1,55 * 1,6 1,49
Limpador multi-uso Veja Original (500 mililitros) 3,69 4,5 - 2,79 - -
Sabão em pó OMO Multiação (1 quilo) 7,59 8,29 8,28 8,29 6,91 6,98
Sabão em barra neutro Ypê (200 gramas / 5 unidades) 6,59 5,15 5,25 4,99 4,71 5,09
HIGIENE PESSOAL
Absorvente íntimo com abas Always Proteção Total (8 unidades) 5,29 4,99 - - 5,27 5,49
Creme dental Colgate Total 12 Clean Mint (90 gramas) 5,99 3,99 4,05 4,45 5,13 5,39
Papel higiênico folha dupla Neve (4 rolos de 30 metros) 6,79 4,85 5,28 - 6,29 -

No levantamento realizado pela Vejinha, catorze artigos da lista são pelo menos 25% mais baratos no Assaí e nos concorrentes com o mesmo perfil (Akkí, Atacadão, Makro, Roldão e Seta). Mas a variação dos preços entre os endereços das redes de atacado e varejo pesquisados pela revista chegou a quase 50%. O produto campeão nesse quesito foi o requeijão cremoso Catupiry tradicional. No Carrefour do Shopping Eldorado, ele custa 7,39 reais. Já no Assaí da Jacu-Pêssego, o item sai por 3,99 reais.

Embora hipermercados e atacarejos sejam negócios bastante distintos, a começar pelos custos de operação e lógica de distribuição dessas redes, pode-se dizer que concorrem hoje diretamente pela clientela de pessoas físicas. “Em 2012, passamos a oferecer preço de atacado mesmo em lotes menores de mercadorias, o que ajudou a atrair um novo público”, afirma Gomes, do Assaí. Apesar desse tipo de adaptação, uma das grandes vantagens do formato permanece: os descontos aplicados às compras em grandes quantidades.

No Makro, com seis lojas na cidade, algumas mercadorias são vendidas apenas em caixas fechadas. O sabonete Palmolive, por exemplo, está disponível com doze unidades. Quem vê vantagem na oferta paga 95 centavos em cada um, preço ligeiramente mais em conta que o praticado pelos concorrentes em barras avulsas. “Além de serem mais baratos, os produtos duram o mês inteiro”, diz a empregada doméstica Lucia Silva Silvestre, encarregada de fazer as compras da casa onde trabalha, em Higienópolis.

Extra
Extra: adaptações para combater os atacarejos (Foto: Antonio Milena)

O sucesso desse modelo de negócio gerou uma reação por parte das empresas tradicionais de varejo. A fim de competir no mesmo campo, o Extra lançou no início deste mês uma promoção compatível com as pechinchas dos atacarejos. “Para atender o consumidor cada vez mais focado no preço, precisamos ter ofertas atraentes sempre, e não mais em dias específicos da semana para cada tipo de produto”, justifica Marcos Samaha, diretor de operações do Extra.

A cada quinze dias, pelo menos 500 artigos (nas lojas maiores, o número de itens dobra) de alimentação, higiene, perfumaria e limpeza recebem desconto de 20%, que aumenta progressivamente conforme o volume comprado (a segunda unidade sai pela metade do valor e, na aquisição de três, a terceira é grátis). Nesta primeira quinzena, por exemplo, o preço promocional do absorvente Always Proteção Total (oito unidades, com abas), cotado a 3,99 reais na loja da Avenida Doutor Ricardo Jafet, na Zona Sul, era mais baixo que em todos os atacarejos visitados pela reportagem de VEJA SÃO PAULO.

Hiper e supermercados: alimentação
CARREFOUR DIA% EXTRA PÃO DE AÇÚCAR WALMART
Arroz branco tipo 1 Tio João (5 quilos) 15,49 - 15,75 14,9 14,98
Açúcar refinado União (1 quilo) 2,79 2,72 2,89 2,75 2,88
Bolacha recheada de chocolate Trakinas (143 gramas) 1,79 1,89 1,79 2,39 1,88
Café em pó tradicional Pilão (500 gramas) 8,99 8,39 8,95 9,45 9,38
Cerveja em lata (350 militros) - Skol 2,79 2,09 2,79 2,6 2,79
Danoninho petit suisse de morango (360 gramas) 4,69 4,15 4,23 5,28 -
Extrato de tomate sem tempero (340 gramas) - Elefante 3,59 3,29 3,99 4,15 3,28
Farinha de trigo (1 kg) - Sol 3,69 3,09 3,65 3,55 3,28
Feijão carioca tipo 1 (1 kg) - Camil 6,19 5,69 6,29 6,59 5,98
Leite longa vida integral (1 litro) - Paulista 2,89 2,85 3,09 3,29 2,98
Macarrão com ovos parafuso (500 gramas) Petybon 2,79 2,19 2,75 2,69 2,78
Óleo de soja (900 mililitros) - Liza 3,39 2,99 3,49 3,35 3,68
Pão de forma tradicional (500 gramas) - Pullman 4,99 3,99 4,99 4,99 4,88
Refrigerante Coca-Cola (1,5 litro) 4,79 - 4,99 4,69 4,99
Requeijão cremoso tradicional (200 gramas) - Catupiry 7,39 5,69 7,25 6,29 4,68
Sal refinado (1 kg) - Cisne 2,09 - 2,09 2,39 2,08
Suco pronto para consumo (1 litro) - Dell Valle Mais Néctar 4,19 4,29 4,19 4,65 4,19

Essa batalha, porém, está só começando. Para não ficar atrás, muitas redes atacadistas têm adequado suas lojas a fim de conquistar o cliente final. As unidades do Assaí inauguradas a partir de 2012, caso do endereço da Avenida Jacu-Pêssego, na Zona Leste, seguem um novo layout: são equipadas com ar-condicionado e dispõem de estacionamento coberto. “São soluções que mantêm os custos baixos e funcionam como atrativo para os clientes típicos de hipermercado”, explica Gomes. O portfólio também foi repensado para oferecer mais variedade de marcas e produtos.

De acordo com as empresas especializadas em monitorar o comportamento dos consumidores, há uma mudança clara no horizonte. De alguns anos para cá, boa parte dos brasileiros vem se programando para fazer a chamada compra do mês nos atacarejos, enchendo nessas ocasiões o carrinho com alimentos não perecíveis e artigos de higiene e de limpeza.

Hiper e supermercados: limpeza e higiene
LIMPEZA CARREFOUR DIA% EXTRA PÃO DE AÇÚCAR WALMART
Água Sanitária Super Cândida (2 litros) 4,09 3,85 4,09 4,79 4,18
Amaciante Comfort Classic (2 litros) 10,49 9,45 10,5 9,45 9,98
Detergente líquido incolor Ypê Clear (500 mililitros) 1,49 - 1,49 1,69 1,48
Lã de aço Bombril (60 gramas / 8 unidades) 1,89 1,89 1,89 1,95 1,78
Limpador multi-uso Veja Original (500 mililitros) 4,29 3,35 4,25 3,41 3,98
Sabão em pó OMO Multiação (1 quilo) 9,66 7,99 9,99 10,5 9,18
Sabão em barra neutro Ypê (200 gramas / 5 unidades) 6,99 - 6,99 7,45 6,98
HIGIENE PESSOAL
Absorvente íntimo com abas Always Proteção Total (8 unidades) 4,99 - 3,99 5,65 5,48
Creme dental Colgate Total 12 Clean Mint (90 gramas) 5,49 4,79 5,45 5,59 5,98
Papel higiênico folha dupla Neve (4 rolos de 30 metros) 7,39 - 6,88 7,13 6,98
Sabonete em barra Palmolive (90 gramas) 1,19 1,05 1,15 1,45 1,22

À medida que os armários se esvaziam, ao longo das semanas, esses consumidores recorrem aos mercados mais próximos de casa para repor os itens. “Esse tipo de planejamento não ocorreu porque as famílias resolveram ficar mais organizadas, e, sim, devido às necessidades trazidas pela crise econômica”, afirma Olegário Araújo, diretor da agência Inteligência de Varejo.

Outro fenômeno recente envolve certo desapego às marcas mais conhecidas e famosas. Historicamente resistentes a abrir mão de suas preferências nas gôndolas, os fregueses agora não se importam de experimentar outros produtos se o preço nas prateleiras chamar sua atenção. Na pesquisa da Nielsen, 44% dos clientes fizeram trocas por marcas mais baratas em 2015. “Quanto menor a relação pessoal com a mercadoria, mais fácil abrir mão de um fabricante”, afirma Araújo. Segundo o especialista, artigos de perfumaria e bebidas estão entre os mais difíceis de substituir.

Atacarejos
O vendedor Guilherme e sua família: do Limão para o Bom Retiro (Foto: Leo Martins)

Algumas famílias vão aos atacarejos apenas para adquirir itens específicos. Morador do bairro do Limão, na Zona Norte, o empresário Guilherme Henrique Ricci Filho frequenta a unidade do Sam’s Club no Bom Retiro há uma década. Escolheu o lugar para economizar na compra de fraldas. Primeiro, enchia o carrinho para a filha mais velha, Luiza, de 10 anos.

Mais recentemente, voltou a ir até o local para manter em dia o estoque necessário para a caçula, Laura, nascida em 2014. “Nossa economia gira em torno de 20%”, calcula Guilherme. “Visitamos a loja a cada quinze dias. Assim, renovamos a despensa e compramos somente aquilo de que realmente precisamos.” De acordo com Bruna Ricci, a mulher do empresário, a pequena viagem do Limão ao Bom Retiro compensa, mesmo que seja para comprar um único pacote. “Já cheguei a encontrar o mesmo produto por quase o dobro do preço em outros locais”, afirma.

+ O segredo dos preços baixos em um supermercado do centro

  • Veja São Paulo Recomenda

    Atualizado em: 13.Abr.2016

    Seis boas pedidas para curtir em São Paulo nesta semana
    Saiba mais
  • Comportamento

    Cartas da edição 2474

    Atualizado em: 13.Abr.2016

  • Intenção é que roteiristas e diretores usem locações de São Paulo em suas histórias
    Saiba mais
  • Conheça os bastidores e as curiosidades mais quentes sobre o museu
    Saiba mais
  • Além do equipamento diferenciado, que utiliza a sucção na parte superior, a simulação inclui ainda elementos como aromas, clima e som ambiente para "imitar" a real experiência
    Saiba mais
  • Elas oferecem atividades como balé, jiu-jítsu, futebol e música a menores que vivem na região
    Saiba mais
  • Instant Article

    Confira as novidades da semana do Terraço Paulistano

    Atualizado em: 1.Dez.2016

    Notas exclusivas sobre artistas, políticos, atletas, modelos e empresários que são destaque na cidade
    Saiba mais
  • Instant Article

    Exposição mostra bikes do passado e do futuro

    Atualizado em: 14.Abr.2016

    Mostra organizada pelo Centro Universitário FEI reúne réplicas de bicicletas antigas e alguns modelos futuristas construídos por alunos e professores
    Saiba mais
  • Canteiro e estruturas da linha 17 - Ouro sofrem com abandono, pichações e usuários de drogas
    Saiba mais
  • Jornalista da GloboNews, a paulistana é cada vez mais acionada quando a temperatura do noticiário aumenta
    Saiba mais
  • Instant Article / Saúde

    Maternidades atendem cada vez mais gestantes refugiadas e imigrantes

    Atualizado em: 10.Mai.2016

    Os hospitais na Vila Clementino e no Belenzinho concentram o atendimento a grávidas estrangeiras que chegam ilegalmente ao país
    Saiba mais
  • As Boas Compras / Instant Article

    As Boas Compras: coquetelaria clássica

    Atualizado em: 14.Abr.2016

    Uma seleção caprichada de itens para montar um bar caprichado em casa
    Saiba mais
  • Instant Article

    Conheça os mais novos points dos Jardins

    Atualizado em: 14.Abr.2016

    A região se reinventa com as melhores opções de galeria de arte, lojas que passam longe da crise e cardápio de bares, restaurantes e endereços de comidinhas para todos os bolsos
    Saiba mais
  • Instant Article

    Confira as novidades da semana da coluna Bichos

    Atualizado em: 2.Dez.2016

    Fique por dentro das tendências do mundo dos pets
    Saiba mais
  • Italianos

    Più

    Rua Ferreira de Araújo, 314, Pinheiros

    Tel: (11) 3360 7718

    VejaSP
    9 avaliações

    Desde a inauguração, no ano passado, a boa cozinha do chef Marcelo Laskani tem arrastado multidões ao restaurante. Adepto dos clássicos com uma pitada de novidade, o cozinheiro prepara tartar e de atum ao limão-siciliano com tabule de amaranto e rúcula selvagem (R$ 42,00). Em linda apresentação, a paleta de cordeiro tem de complemento o nhoque romano e gel de menta (R$ 62,00). Está prevista para dezembro uma versão trattoria da casa na Rua dos Pinheiros, a Più Piccolo.

    Preços checados em setembro/outubro de 2016.

    Saiba mais
  • Carnes

    Corrientes 348 - Jardim Europa

    Rua Doutor Mário Ferraz, 32, Jardim Europa

    Tel: (11) 3032 6348

    VejaSP
    2 avaliações

    Fechada para uma reforma no fim de 2014 o passado, a matriz, na Vila Olímpia, ficou completamente diferente. O gaúcho Jair Coser, egresso da bem-sucedida cadeia Fogo de Chão, tratou de imprimir modernidade ao salão, com as laterais de janelões e muita madeira no chão e no teto. Na mesma época, inaugurou também a quarta unidade, no Jardim Paulista. Responsável pela cozinha, o chef Luiz Gustavo Chagas de Oliveira Moraes incluiu no cardápio algumas saladas mais caprichadas. É o caso da bariloche (R$ 45,00), de rúcula, queijo de cabra, damasco e amêndoa. Siga depois para o fraldão em porção de 600 gramas (R$ 132,00, para duas pessoas) acompanhado de uma viciante batata frita à provençal (R$ 32,00). Para a entrada, regue o matambrito (R$ 43,00), retirado da capa da costela, com bastante limão-siciliano e molho chimichurri. Para a sobremesa, um clichê de churrascarias, aqui muito bem-vindo: o petit gâteau com sorvete de creme e calda de chocolate (R$ 26,00).

    Preços checados em 29 de junho de 2016.

    Saiba mais
  • Cozinha variada

    TonTon

    Rua Caconde, 132, Jardim Paulista

    Tel: (11) 2597 6168

    VejaSP
    3 avaliações

    É o território do chef Gustavo Rozzino. Pedida para o começo da refeição, o discotuna (R$ 44,00) aparece como círculos de massa folhada entremeados de maionese da casa e ovas de peixe-voador, com uma posta de atum selado. Uma saladinha complementa a entrada. O orichiette com polvo, linguiça, tomate e brócolis segue a linha terra e mar (R$ 49,00). Não deixe de pedir o bolo de figo seco com sorvete de nata e calda toffee (R$ 19,00).

    Preços checados em setembro/outubro de 2016.

    Saiba mais
  • Vinhos

    Bardega

    Rua Doutor Alceu de Campos Rodrigues, 218, Itaim Bibi

    Tel: (11) 2691 7578 ou (11) 2691 7579

    VejaSP
    17 avaliações

    Uma respeitosa seleção de 88 garrafas diferentes é conservada em máquinas Enomatic. O cliente coloca o cartão de consumo no equipamento, aperta o botão do rótulo desejado e, pronto, o líquido desce à taça em dose de 30, 60 ou 120 mililitros. Há opções como o siciliano Fina Chardonnay 2015 (R$ 10,00, R$ 20,00 e R$ 36,00), branco com um certo corpo, e o californiano Estrada Creek Old Vines 2010, com predominância da uva zinfandel (R$ 7,00, R$ 14,00 e R$ 26,00). Um bom petisco é o bolinho de pancetta e polenta (R$ 34,00, seis unidades).

    Preços checados em setembro/outubro de 2016.

     

    Saiba mais
  • Hamburguerias

    P.J. Clarke's - Mário Ferraz

    Rua Doutor Mário Ferraz, 568, Itaim Bibi

    Tel: (11) 3078 2965

    VejaSP
    18 avaliações

    Marcas indeléveis da centenária rede nova-iorquina, como paredes forradas de quadros e mesas com toalha xadrez, estão presentes nas duas unidades paulistanas. Aqui também se encontram seus principais predicados: os hambúrgueres altos, daqueles difíceis de abocanhar. No cadillac, entram na composição um disco de carne de 200 gramas, cheddar, bacon, alface e tomate (R$ 29,00). O minas burger é uma inclusão mais recente, com queijo de nata, geleia de pimenta-biquinho e anéis de cebola empanados (R$ 30,00). A batata frita, que antes acompanhava todas as pedidas, agora é vendida à parte por R$ 10,00.

    Preços checados em setembro/outubro de 2016.

    Saiba mais
  • Os irmãos Joel e Ethan Coen têm tanto prestígio que, em Ave, César!, conseguiram levar às telas um filme para cair no gosto apenas dos cinéfilos. A comédia pode abranger um público maior, mas vai agradar, sobretudo, aos fãs do cinema da década de 50, já que são muitas as referências à Hollywood daquela época. Na trama, vários personagens orbitam em torno de Eddie Mannix (Josh Brolin), o poderoso presidente do fictício estúdio Capitol Pictures. Enérgico e sem papas na língua, Mannix tem várias produções em andamento. A principal delas, o épico bíblico Ave, César, é estrelada pelo galã Baird Whitlock (George Clooney), sequestrado durante as filmagens. O chefão ainda precisa encontrar um jeito de esconder da mídia o caso da mãe solteira DeeAnna Moran (Scarlett Johansson), rainha dos filmes de balé aquático, e convencer um refinado diretor (Ralph Fiennes) a aceitar em seu elenco o caubói Hobie Doyle (Alden Ehrenreich), um sucesso em fitas de faroeste. Embora as histórias sejam pouco aprofundadas, o roteiro cobre muito bem a variedade de correntes cinematográficas. Entre os pontos mais altos do longa-metragem, por exemplo, está o musical de marinheiros, protagonizado por Channing Tatum. O gênero noir também marca presença, assim como o suspense de espionagem. Esther Williams, Carmen Miranda, Charlton Heston, Gene Kelly são alguns nomes que passaram pelas mentes brilhantes dos Coen. Colunistas de fofocas, as gêmeas Thora e Thessaly (Tilda Swinton) são, obviamente, uma homenagem às célebres rivais Hedda Hopper e Louella Parsons. Estreou em 14/4/2016.
    Saiba mais
  • O desenho da Disney, de 1967, era fofo e ainda permanece no imaginário de várias gerações. Assim como Malévola e Cinderela, Mogli — O Menino Lobo ganhou uma versão com atores (neste caso, apenas um ator) em que os efeitos visuais dão um show de perfeição técnica (alô, alô, eis um forte candidato ao Oscar de 2017!). A atração recebeu também um reforço de dramaticidade e violência para agradar a espectadores de todas as idades — e o encanto permaneceu. É impossível não ficar fascinado com a tecnologia da captura de movimento que dá vida à pantera Bagheera, ao urso Baloo, à serpente Kaa e a outros animais em meio a uma esplêndida natureza muito bem explorada em 3D. Defendido com simpatia pelo menino estreante Neel Sethi, Mogli foi salvo da morte por Bagheera e criado numa alcateia. Ao ver que sua presença divide os lobos, o garoto decide deixar a selva para procurar a “aldeia dos homens”. A jornada será repleta de surpresas e perigos, sobretudo porque seu maior inimigo, o tigre Shere Khan, está em sua cola. Estreou em 14/4/2016.
    Saiba mais
  • Em missão investigativa e após negociar com um hacker, o agente do FBI Bill Pope (Ryan Reynolds) é assassinado. Como ele tinha informações importantes, um médico (Tommy Lee Jones) vai transferir a memória dele para Jericho (Kevin Costner), um presidiário sem emoções e extremamente violento. O cérebro de Jericho, porém, rejeita o “transplante” e ele consegue fugir. A partir daí, vira alvo de uma perseguição implacável de bandidos dos dois lados da lei. À vontade no papel, Costner demonstra vitalidade aos 61 anos e segura as pontas de uma trama fantasiosa, porém tratada com seriedade realista. Doses de humor e ambientação no futuro deixariam o roteiro de Mente Criminosa bem mais convincente. Estreou em 14/4/2016.
    Saiba mais
  • Um Filme, Cem Histórias: Abbas Kiarostami é a atraente mostra que o Centro Cultural Banco do Brasil apresenta de quarta (20/4) até 9 de maio. Na retrospectiva do diretor iraniano estão títulos consagrados como Gosto de Cereja, Através das Oliveiras e O Vento Nos Levará, além de trabalhos raros, a exemplo de O Relatório, de 1977. Uma das melhores pedidas é Onde Fica a Casa do Meu Amigo?, programado para quarta (20/4), às 19h. O ingresso custa R$ 10,00. De 20/4 a 9/5/2016. Confira a programação: Quarta, 20 de abril 15h - Lumière et Compagnie (1995) 17h - Abbas Kiarostami, Verdade e Ilusões (1994) 19h - Onde Fica a Casa do Meu Amigo? (1987) Quinta, 21 de abril 15h - Abbas Kiarostami: Um Relatório (2013) Sexta, 22 de abril 14h30 - Cada Um Com Seu Cinema (2008) 17h - À Propôs de Nice (1995) 19h - ABC Africa (2001) Sábado, 23 de abril 15h - Onde Fica a Casa do Meu Amigo? (1987) 17h - No (2010) | O Coro (1982) | Traje de Casamento (1976) 19h - O Relatório (1977) Domingo, 24 de abril 15h - Abbas Kiarostami, Verdade e Ilusões (1994) 17h - Shirin (2008) 19h - Cinco (Cinco longos planos dedicados a yasujiro ozu) (2003) Segunda, 25 de abril 14h30 - Tickets (2004) 17h - Abbas Kiarostami: Um Relatório (2013) 19h - O Relatório (1977) Quarta, 27 de abril 14h30 - Cada Um Com Seu Cinema (2008) 17h - Através das Oliveiras (1994) 19h - O Viajante (1974) Quinta, 28 de abril 15h - Lumière et Compagnie (1995) 17h - E a Vida Continua (1992) 19h - O Pão e o Beco (1970) | O Recreio (1972) | A Experiência (1973) Sexta, 29 de abril 14h - Um Alguém Apaixonado (2012) 16h30 - Tickets (2004) 19h - O Nascimento da Luz (1997) | Gosto de Cereja (1997) Sábado, 30 de abril 15h - O Pão e o Beco (1970) | O Recreio (1972) | A Experiência (1973) 17h - O Viajante (1974) 19h - O Vento nos Levará (1999) Domingo, 1º de maio 15h - Onde Fica a Casa do Meu Amigo?  (1987) 17h - E a Vida Continua (1992) 19h - Através das Oliveiras (1994) Segunda, 2 de maio 14h30 - Um Alguém Apaixonado (2012) 17h - Shirin (2008) 19h - ABC Africa (2001) Quarta, 4 de maio 14h30 - Cópia Fiel (2010) 17h - À Propôs de Nice (1995) 19h - Dez (2002) Quinta, 5 de maio 15h - 10 Sobre Dez (2003) 17h - Close-UP (1990) Sexta, 6 de maio 15h - Lumière et Compagnie (1995) 17h - Abbas Kiarostami, Verdade e Ilusões (1994) 19h - O Relatório (1977) Sábado, 7 de maio 15h - Cinco (Cinco longos planos dedicados a yasujiro ozu) (2003) 17h - Dez (2002) 19h  10 Sobre Dez (2003) Domingo, 8 de maio 15h - No (2010) | O Coro (1982) | Traje de Casamento (1976) 17h - Close-UP (1990) 19h - O Vento nos Levará (1999) Segunda, 9 de maio 16h30 - Cópia Fiel (2010) 19h - O Nascimento da Luz (1997) | Gosto de Cereja (1997)
    Saiba mais
  • Levada ao palco pelos Parlapatões, que completam 25 anos de trajetória em 2016, a peça Os Mequetrefe traz os atores Alexandre Bamba, Fabek Capreri, Hugo Possolo e Raul Barretto como personagens xarás, os Dias. Os palhaços brincam com os objetos para mostrar que é possível encarar a vida “de adulto” com mais diversão. Recomendado a partir de 5 anos. Estreou em 18/10/2015. Até 23/10/2016.
    Saiba mais
  • Com um clima de nostalgia para os pais e de diversão para as crianças, o projeto Cine Drive-In promete dar um gostinho do cinema que foi hit nos anos 60 e 70. Os carros de verdade dão lugar a pequenas versões de papelão, customizadas pelos meninos e meninas. Para não abusar do poder de concentração da plateia, os longas também foram substituídos por filmes de vinte minutinhos cada um. Para participar, basta retirar a senha no espaço Jardim JK. São oitenta vagas por sessão. Dias 21, 22, 23, 24, 30/4 e 1ª/5/2016.
    Saiba mais
  • Muito se sabe sobre o alemão Joseph Beuys (1921-1986), um dos maiores artistas da segunda metade do século XX: ele vivia vestido de colete, chapéu e botas, adorava discursar e inventava boas histórias. Para justificar o uso de feltro e gordura na maior parte de seus trabalhos, por exemplo, contava que, quando prestou serviço militar (uma verdade), seu avião caiu na Crimeia, em 1943. Ele só sobreviveu depois de nativos o terem coberto com esses materiais (uma mentira). A licença poética, digamos assim, para descrever tais episódios era um exercício de liberdade: ele adorava tornar quase impossível separar a ficção da vida real. Beuys foi também professor, político, orador e ativista ecológico, bem antes de a temática sustentável virar moda. No ano em que se completam três décadas de sua morte, ele ganha uma mostra de peso — como poucas vezes já aconteceu por aqui. Na Galeria Bergamin & Gomide, é possível conferir 35 peças, incluindo fotos dele ao lado do americano Andy Warhol. Em comum, ambos tinham personalidade forte e transformavam objetos cotidianos em obras valorosas. Entre os resquícios de suas ações políticas, está um documento que prova a plantação de 7 000 carvalhos, em 1982, durante a Documenta de Kassel, a mais importante exposição periódica do mundo, que acontece a cada cinco anos na Alemanha. Na montagem, não espere por textos explicativos colocados na parede, como numa retrospectiva. Solicite explicações para a equipe do local e pegue a brochura oferecida, com a tradução do material apresentado. Se, ainda assim, sair confuso, não se preocupe: compreender as peripécias de Beuys por completo representa uma tarefa para quase a vida toda. Até 30/4/2016.
    Saiba mais
  • Transformar a experiência pessoal em arte é um caminho de inspiração recorrente para atores e dramaturgos. Levar sofrimentos e traumas para o palco, no entanto, exige uma dose extra de coragem e desprendimento. Os espetáculos Luis Antonio — Gabriela (2011) e Estamira — Beira do Mundo (2012) são os exemplos mais bem-sucedidos dos últimos anos. Criador e protagonista do monólogo Processo de Conscerto do Desejo, Matheus Nachtergaele oferece ao público uma imagem idealizada de sua mãe, a poeta Maria Cecília Nachtergaele, que se matou quando ele tinha só três meses, em 1968, aos 22 anos. O sofrimento do filho fica disfarçado, e Nachtergaele transforma-se na própria personagem trazendo à tona poemas escritos por ela, canções de sua preferência, como Io Che Amo Solo Te, e reconstituindo história ouvidas no decorrer da vida. Em sua entrega, o ator traça um retrato lírico de Maria Cecília e foge do aprofundamento em temas pessoais e mais dramáticos. O público se comove, e o protagonista, embebido de arte, se coloca no lugar da mãe na tentativa de entender suas motivações. Nachtergaele é apoiado pelos músicos Luã Belik (violão) e Henrique Rohrmann, no violino. Estreou em 7/4/2016. Até 1º/5/2016.
    Saiba mais
  • Comédia

    Dona Bete
    VejaSP
    Sem avaliação
    Depois de A Graça do Fim, no ano passado, o ator e diretor Elias Andreato tira da gaveta mais uma peça inédita do autor e encenador Fauzi Arap (1938-2013). Com a estrutura simples e enxuta de um conto, a comédia Dona Bete atrai a simpatia da plateia por mexer no vespeiro da corrupção. A personagem-título (representada por Andreato) é a secretária de um deputado federal que convoca uma entrevista coletiva para esclarecer seu envolvimento na morte de um traficante. Ela ignora as orientações do advogado (papel de Nilton Bicudo) e revela bem mais do que o recomendável. O texto de Arap, escrito em 2009, traz piadas rápidas e recupera a sátira política, gênero rentável nas décadas de 80 e 90 e praticamente ignorado pelos ficcionistas de hoje. À vontade, os atores tiram proveito das situações, e o público gargalha com a desgraça nossa de cada dia. Estreou em 12/3/2016. Até 25/6/2016.
    Saiba mais
  • O dramaturgo que melhor traduziu a sociedade ocidental se foi há quatro séculos. William Shakespeare morreu em 23 de abril de 1616, e o Centro Cultural Banco do Brasil preparou uma programação gratuita com debates, oficinas e espetáculos para homenageá-lo. Com direção do inglês Greg Hicks, a montagem inédita da tragédia Macbeth é o destaque do Fórum Shakespeare. A história do general que, incentivado pela mulher, faz de tudo para chegar ao trono da Escócia ganha o palco com elenco totalmente brasileiro, selecionado em parceria com o Grupo Galpão, o Nós no Morro e a SP Escola de Teatro. Dias 20, 22, 23, 24 e 25/4/2016.
    Saiba mais
  • O Russian State Ballet, de Moscou, volta à cidade com o espetáculo Stars of the Russian Ballet. Trechos de nove montagens, como O Lago dos Cisnes, Romeu e Julieta, A Bela Adormecida, O Quebra-Nozes, Giselle, Spartacus e Dom Quixote, ocupam o palco do Tom Brasil. Doze bailarinos revezam-se na peça, ideal para os fãs de balé clássico que desejam conhecer ou relembrar números das principais coreografias do gênero. A falta de cenário desaponta, mas os passos certeiros do elenco afiado bastam para encher os olhos da plateia. Dia 26/6/2016.
    Saiba mais
  • O burburinho em torno do nome Liniker começou no fim de 2015, quando o vídeo da intensa música Zero começou a circular na internet. O visual pouco convencional (turbantes, brincos grandes, saias longas e delineador nos olhos) chama atenção só até o momento em que ele começa a cantar. Com voz suave e grave, cheia de cadência, o cantor consegue fazer um bem bolado do soul com a black music nacional, já chamada de neosoul. O EP lançado em outubro passado ainda mostra a mais animada Louise du Brésil e Caeu. Dia 22/5/2016.
    Saiba mais
  • Paulistanidade

    Atualizado em: 15.Abr.2016

Fonte: VEJA SÃO PAULO