Passeios

O que acontece nesta quinta (23): peças de teatro

Aproveite um dos cinco espetáculos selecionados que estão em cartaz em São Paulo

Por: Redação VEJA SÃO PAULO on-line

Doze homens e uma sentença
'Doze Homens e uma Sentença': drama conta a história de um julgamento (Foto: Divulgação)

+ O que fazer nesta quinta

  • Peças / Comédia

    A Tempestade
    VejaSP
    Sem avaliação
    De William Shakespeare. Com direção de Marcelo Lazzaratto, a montagem da comédia escrita em 1623 enfoca o estudioso da magia Próspero (interpretado por Carlos Palma), que, depois de ser vítima de uma conspiração, busca exílio com a filha (Karen Coelho, que substitui Thaila Ayala) em uma ilha distante. Lazzaratto elabora uma encenação de pouca empatia, muito em razão do irregular elenco de dezoito atores. A surpresa fica por conta de Paulo Goulart Filho, que parece integrado ao espírito lúdico do original. Estreou em 27/05/2011. De 01/07/2011 a 28/08/2011.
    Saiba mais
  • Resenha por Dirceu Alves Jr.: De César Figueiredo. Protagonizado pelo autor, o monólogo cômico apresenta um sujeito que perde o emprego e descobre-se afundado em dívidas. Enquanto procura maneiras de sair da lama, ele cruza com outros personagens, que o ajudam a resolver seus problemas. Estreou em 12/01/2013. Até 24/02/2013.
    Saiba mais
  • O drama ganhou projeção graças ao filme de Sidney Lumet, em 1957. A história de uma dúzia de sujeitos encarregados de chegar a um veredicto é montada sob direção de Eduardo Tolentino de Araújo. O réu foi acusado de assassinar o pai, e a decisão precisa ser unânime para executá-lo ou absolvê-lo. O conflito começa quando um dos doze jurados (o ator Norival Rizzo) opta pela dissonância e abala a convicção do grupo, decidido pela condenação. Com Fernando Medeiros, Brian Penido Ross, Ricardo Dantas, Rodolfo Freitas e outros. Estreou em 19/11/2010. Até 27/11/2016.
    Saiba mais
  • Musical

    Evita
    VejaSP
    Sem avaliação
    De Andrew Lloyd Webber e Tim Rice. Mergulhar no universo da ex-primeira-dama argentina Evita Perón (1919-1952) incluía um desafio a mais para o diretor Jorge Takla. A trajetória de Evita — de jovem pobre a atriz pífia a, finalmente, poderosa mulher do presidente Juan Perón — é totalmente narrada em versos, algo incomum nas produções de hoje. Takla arriscou-se a priorizar o conjunto histórico, razão pela qual as ótimas projeções documentais que servem de cenário saltam aos olhos. Como o casal protagonista, Paula Capovilla e Daniel Boaventura apresentam interpretações eficientes e empenhadas tecnicamente. Na pele do guerrilheiro Che Guevara, o ator Fred Silveira faz as vezes de narrador e conquista a empatia da plateia. Estreou em 26/03/2011. Prorrogado até 31/07/2011.
    Saiba mais
  • Resenha por Dirceu Alves Jr.: De Nicole Oliveira. Em 2009, o grupo [pH2] chamou atenção com o provocativo Manter em Local Seco e Arejado, que inundava um dos espaços do Sesc Avenida Paulista. A nova montagem se desdobra em três cômodos de uma casa inteiramente coberta por cacos de vidro, onde circulam personagens motivados por amor, fúria ou álcool. Estreou em 23/06/2011. De 12/10/2011 a 27/10/2011.
    Saiba mais

Fonte: VEJA SÃO PAULO