Profissão

10 mandamentos para boa convivência entre patroa e doméstica

Respeitar a privacidade, não servir um tipo inferior de alimento e outas dicas

Por: Manuela Nogueira [Colaborou Carolina Giovanelli] - Atualizado em

Doméstica patroa 2216
(Foto: Veja São Paulo)

1 - Oriente sua funcionária sobre como você gosta que o trabalho seja feito. Ela não tem como adivinhar.

2 - Se algum objeto sumir, procure bem por ele. Mexer na bolsa da empregada azedará a relação. Uma vez perdida a confiança, porém, é melhor procurar outra pessoa.

3 - As domésticas não devem se comportar como se estivessem na casa delas — ficar deitadas no sofá, penduradas no telefone... Se isso acontecer, chame sua atenção.

4 - Servir para elas um tipo inferior de alimento não é justo. Se não quiser dividir, por exemplo, um chocolate ou um queijo que ganhou de presente, diga que se trata de um produto especial.

5 - É preciso avisar, desde o início, se planeja descontar do salário o prejuízo com alguma roupa estragada ou louça quebrada.

6 - A questão religiosa deve ser discutida na entrevista. É possível, por exemplo, pedir para evitar o assunto com as crianças.

7 - Se for dar presentes no aniversário, não seja mesquinho. Passe longe das lojas de R$ 1,99.

8 - Por respeito e privacidade, não entre no quarto da empregada quando ela estiver em horário de descanso. Caso perceba problemas de higiene ou organização, diga a ela.

9 - O uso de uniforme é uma decisão da contratante. Mas vete roupas decotadas ou transparentes.

10 - Elogios estimulam o trabalho e reforçam as preferências do patrão.

Fontes: Ângela Clara Corrêa, diretora da Unire, Juraci Mathilde dos Santos, sócia da Rei do Lar e Isabella Velletri, sócia da Home Staff

Fonte: VEJA SÃO PAULO