Espiões monitoram hábitos de consumo em universidades paulistanas

USP, PUC, Mackenzie e outras universidades de São Paulo têm “espiões” infiltrados entre seus alunos. Nada grave. Trata-se de uma tática para sondar o mercado jovem. “Recrutamos estudantes para ser nossos correspondentes e nos trazer informações importantes, como gostos musicais e marcas preferidas da turma”, diz Alfredo Motta, sócio de agência de marketing que bolou o projeto. Em troca, eles recebem benefícios como brindes, participação em eventos e, algumas vezes, dinheiro

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s