• Voltar ao início

    Compartilhe essa matéria:

  • Todas as imagens da galeria:

Resenha por Juliene Moretti

Quando surgiu, em 2012, o Lollapalooza foi um alento aos corações dos roqueiros paulistanos. O festival de Perry Farrell chegou chutando a porta, com Foo Fighters e ingressos esgotados. Nos anos seguintes, Killers, Pearl Jam, Black Keys, Arcade Fire, Robert Plant e Jack White foram os destaques. Na quinta edição, já consolidado, o festival entrega-se com menos pudor a outros estilos musicais, como o indie rock e o eletrônico. Prova disso é a presença de Florence + The Machine, do “hino” The Dog Days Are Over, na linha de frente. Felizmente, Florence não para no repertório do disco Lungs (2009) e mostra faixas de Cerimonials (2011) e How Big, How Blue, How Beautiful (2015), do hit Ship to Wreck. O folk fofo do Mumfords & Sons está também na lista dos favoritos do público. Com bandolim e acordeão, o grupo apresenta as doces Believe, The Cave e I Will Wait. Ainda estão escalados o Alabama Shakes, ganhador de quatro prêmios Grammy, e o duo de batidas eletrônicas Jack Ü, que tem entre os seus feitos a produção da faixa Where Are Ü Now, de Justin Bieber (mais pop, impossível). Os psicodélicos da Tame Impala mais Eminem, Snoop Dogg, Eagles of Death Metal e outras 39 bandas nacionais e internacionais completam a programação do fim de semana. Dias 12 e 13/3/2016.

Saiba como foi o Lollapalooza 2015

Ficha técnica

Recomendação: 16 anos

Publicidade

Publicidade