Copa do Mundo

Vídeo: Argentinos mostram acampamento no Sambódromo

Até 70 000 torcedores da seleção de Messi são esperados na cidade e muitos não possuem ingressos para assistir ao jogo na Arena Corinthians

Por: Jussara Soares - Atualizado em

O Sambódromo do Anhembi -  templo do Carnaval, a maior festa popular brasileira -  virou nos últimos dias território do tango. Os argentinos chegaram à cidade para acompanhar a partida entre a sua seleção e a Suíça, pelas oitavas de final da Copa do Mundo, nesta terça-feira (1º), às 13h, na Arena Corinthians. Uma curiosidade é que na tarde de segunda (30), vários grupos de torcedores foram vistos nas imediações do Itaquerão para "reconhecimento de território".

Ao final da tarde de segunda, 57 veículos - entre carros de passeio e motorhomes - ocupavam o local. Segundo a assessoria de imprensa da SPTuris, cerca de 150 automóveis devem estacionar por ali. 

+ Clique aqui e visite o Museu do Futebol de graça

+ Conheça o melhor das cidades-sede da Copa

Entre os animados torcedores do acampamento está Fabian Piazza, que trouxe cinco jornalista de seu país com ele. Ao todo, o grupo já rodou mais de 12 000 quilômetros em 25 dias. Saíram de Rosário, na Argentina, e passaram por cidades como Porto Alegre, Florianópolis, Belo Horizonte e Rio de Janeiro. "Não gosto tanto de futebol, e essa foi uma boa oportunidade para conhecer o Brasil", conta ele.

Outro local destinado pela Prefeitura de São Paulo para se tornar um acampamento dos hermanos é o Autódromo de Interlagos, que abriga cerca de nove carros até agora. Os mochileiros que chegarem de avião ou ônibus também poderão acampar gratuitamente em ambos os lugares.

motorhome
Motorhomes e trailers de turistas no Rio de Janeiro (Foto: Ale Silva/Futura Press/Folhapress)

“Nosso problema com a Argentina é em campo. Estamos empenhados em recebê-los muito bem”, disse o presidente da São Paulo Turismo (Spturis), Wilson Poit. Segundo ele, os pontos foram escolhidos por já contarem com infraestrutura de banheiros, segurança particular e terem facilidade de acesso ao Metrô e à CPTM. Bases da Guarda Civil Metropolitana (GCM) estão instaladas no Sambódromo e no Autódromo para aumentar a segurança. A Prefeitura ainda estuda a viabilidade de disponibilizar outra área de acampamento na região central. "São muitos  sem reserva em hotel ou hostel", observou o presidente da Spturis.

+ Meu passado me condena: os craques da Copa antes e depois

Funcionários do Consulado Argentino fazem plantão na Avenida Paulista desde o fim de semana em uma van em frente ao Masp, além de marcarem presença nos terminais rodoviários da Barra Funda e do Tietê para orientar os torcedores. No Aeroporto de Cumbica, em Guarulhos, o plantão será de segunda-feira (30), às 9h, até terça (1º), às 5h. 

+ Os maiores micos dos repórteres de TV na cobertura da Copa

Invasão argentina - Sambódromo
Direto do Rio de Janeiro: argentinos armam acampamento no sambódromo (Foto: Vinicius Tamamoto)

A prefeitura ainda preparou um guia informativo em espanhol para ser distribuído em pedágios, aeroportos e rodoviárias. O folheto incentiva os turistas a usarem o transporte público, pede aos que não tiverem ingresso para não comparecerem aos arredores da Arena Corinthians e ainda alerta sobre bilhetes falsos nas mãos de cambistas.

+ Tudo sobre as festas juninas paulistanas

Como alternativa para assistir aos jogos, a Prefeitura indica bares da Avenida Paulista, Perdizes, Vila Olímpia e a Fan Fest, no Vale do Anhangabaú. A Vila Madalena, bairro da Zona Oeste que tem recebido grande concentração de pessoas, não é citada no guia. “A Vila Madalena está consagrada, mas não recomendamos mas ninguém ir para lá. Ela já está saturada. Não tem mais condição de receber gente”, disse Poit. 

  • Voltar ao início

    Compartilhe essa matéria:

  • Todas as imagens da galeria:

Fonte: VEJA SÃO PAULO