Internet

Os jovens que fazem barulho (e dinheiro) com blogs na rede

PapelPop, Papo de Homem, Quando Eu Me Sinto Quando e outras páginas que fazem muito sucesso na web

Por: Ricky Hiraoka [colaborou Daniel Bergamasco] - Atualizado em

Blogueiros - capa
Emerson Viegas e Jaqueline Barbosa: donos dos blogs Casal Sem Vergonha e Hypeness (Foto: Fernando Moraes)

Deixar para trás o chefe e o cartão de ponto, além de ganhar dinheiro com a fama de sua página pessoal na internet. Para uma turma de moradores da cidade, essa aspiração se transformou em realidade. São blogueiros que alcançaram popularidade escrevendo sobre o que gostam e passaram a atrair anunciantes interessados no conteúdo e no público dessas páginas. “Enquanto veículos como a TV proporcionam impacto para as marcas, a internet se tornou fundamental para a reverberação da mensagem”, analisa Daniel Tártaro, diretor de integração digital da Ogilvy. Por isso, os endereços recebem hoje propagandas de anunciantes como Skol, Claro, Fiat e Brastemp, entre outros.

Alguns dos blogueiros em alta têm até agentes para cuidar de seus contratos, como se fossem estrelas do showbiz. É o caso de Mauricio Cid, do humorístico Não Salvo, que começa a estender os tentáculos para fora da web — ele estreou em maio um programa no canal aberto Mix TV. O caminho para o sucesso está longe de ser fácil. Algumas pessoas levaram anos para construir sua reputação e, até hoje, mantêm rotinas exaustivas. A VJ Jana Rosa, que entrou na MTV em 2010 e abandonou seu blog de moda no ano seguinte, adverte: “Blogueira é a nova paquita. Muita gente quer ser, mas é dificílimo dar certo”. Os que chegam lá, porém, demonstram que virar ao mesmo tempo uma celebridade on-line e um empreendedor de sucesso é algo que pode estar ao alcance de um clique.

Confira abaixo:

+ Lala Rudge: guarda-roupa poderoso

+ Emerson Viegas e Jaqueline Barbosa: sem pudor de correr atrás dos sonhos

+ Phelipe Cruz: divertido, só o conteúdo

+ Guilherme Valadares: longe do papo de borracharia

+ Lia Camargo: da Zona Leste para Nova York

+ Marcelo Cidral: piada até para falar sério

+ Eduardo Camargo e Filipe Oliveira: os posts que viraram papel

+ Mauricio Cid: caçador de hits

 

  • Cartas sobre a edição 2323

    Atualizado em: 30.Mai.2013

  • VEJA SÃO PAULO recomenda

    Atualizado em: 9.Out.2015

    Restaurante, espetáculo, exposição, doceria e outras atrações em cartaz
    Saiba mais
  • Projeto quer instalar wi-fi em árvores

    Atualizado em: 30.Mai.2013

    Para ganhar conexão permanente, é necessário assumir o compromisso de cuidar da planta diariamente
    Saiba mais
  • Os bingos-fantasma da cidade

    Atualizado em: 30.Mai.2013

    Proibidos de funcionar já há alguns anos, espaços seguem sem inquilino graças ao valor do aluguel
    Saiba mais
  • A cerimonialista Christine Starr reuniu suas memórias em Os Bastidores do Palácio
    Saiba mais
  • Cachorro-quente e pastel são as únicas permitidas, atualmente, na cidade
    Saiba mais
  • As chacretes paulistanas

    Atualizado em: 3.Jun.2013

    Dançarinas causavam furor na Avenida Brigadeiro Luís Antônio entre 1978 e 1982
    Saiba mais
  • Notas exclusivas sobre artistas, políticos, atletas, modelos e empresários que são destaque na cidade
    Saiba mais
  • Trabalho com crianças vai além da dança e a frequência na escola é obrigatória
    Saiba mais
  • Roupa infantil

    Vestidos mais justos viram mania entre a criançada

    Atualizado em: 18.Jun.2013

    Confira as peças que estão em alta para as pequenas
    Saiba mais
  • Mais um “SUS” animal será inaugurado após o sucesso da primeira unidade no Tatuapé
    Saiba mais
  • Cartórios da cidade registram hoje cerca de quarenta uniões homoafetivas por mês, seis vezes mais que no ano passado
    Saiba mais
  • Variados

    Punta Cana faz sucesso entre os paulistanos

    Atualizado em: 30.Mai.2013

    Cerca de 80 000 passageiros brasileiros viajaram para praia na República Dominicana em 2012
    Saiba mais
  • Cláudio Pastro é o artista do papa

    Atualizado em: 18.Jun.2013

    Ele é o responsável pelas peças que serão usadas por Francisco em sua visita ao Brasil
    Saiba mais
  • Lojas oferecem mais de uma dezena de versões com listras
    Saiba mais
  • Variados

    Curso de culinária atrai jovens e socialites

    Atualizado em: 18.Jun.2013

    Interessados em desvendar os mistérios do fogão, novatos nas panelas têm aprendido a cozinhar em salas de aula
    Saiba mais
  • Lojas / Acessórios

    As Boas Compras: Dia dos Namorados

    Atualizado em: 18.Jun.2013

    Vinte e um objetos para presentear os apaixonados nesta data
    Saiba mais
  • Confira as liquidações da semana

    Atualizado em: 29.Nov.2013

    Abaixo, uma seleção de lojas com promoções atraentes
    Saiba mais
  • Cozinha variada

    Arturito

    Rua Artur de Azevedo, 542, Pinheiros

    Tel: (11) 3063 4951

    VejaSP
    19 avaliações

    Embora quase não se veja no salão o rosto de Paola Carosella, ocupada com o reality culinário MasterChef Brasil, o Arturito está cada vez mais afnado. Lembra a época em que o restaurante foi seguidamente premiado por VEJA COMER & BEBER e sua cozinheira levou o título de chef do ano, em 2010. Brilham a empanada de escarola, ricota, nozes e parmesão (R$ 12,00 a unidade) e o peixe do dia na chapa com brócolis salteados, tahine e sumac (R$ 72,00). Também assado no forno, o ótimo ojo de bife brangus ao molho chimichurri tem a companhia de cebola tostada e farofa de ovo (R$ 86,00).

    Preços checados em setembro/outubro de 2016.

    Saiba mais
  • Vinhos

    Dez lugares sem cobrança de taxa de rolha

    Atualizado em: 17.Nov.2016

    Separamos estabelecimentos onde sua garrafa é bem-vinda.
    Saiba mais
  • Brasileiros

    Manzuá

    Rua Oscar Freire, 1189, Cerqueira César

    Tel: (11) 3085 5058 ou (11) 3082 2626

    VejaSP
    5 avaliações

    Fundada pelo pernambucano Leonel da Rocha, a rede de restaurantes baianos tinha essa filial paulistana originalmente com o nome Bargaço. Dois anos atrás, transformou-se em Manzuá, palavra que batiza a rede usada para a pesca da lagosta no Nordeste. A moqueca continua a estrela do menu, embora não seja tão inspirada como em um passado não muito distante. Na de camarão, nada no caldo fervente de leite de coco, azeite de dendê e tomate uma quantidade grande do molusco (R$ 140,00 para dois). Para petiscar, deixe de lado o acarajé (R$ 28,00 o par) adaptado para turistas — quase sem dendê, quase sem personalidade. Invista nos bolinhos de aipim com lagosta (R$ 32,00, seis unidades). Sobremesas típicas como o doce de caju (R$ 18,00) dão uma dignidade açucarada ao fim da refeição.  

    Preços checados em 17 de junho de 2015.

    Saiba mais
  • Alemães

    Weinstube

    Rua José Guerra, 130, Chácara Santo Antônio (Zona Sul)

    Sem avaliação
  • Bar-restaurante

    Ciao! Vino & Birra

    Rua Tutoia, 451, Paraíso

    Tel: (11) 2306 3541 ou (11) 2306 3561

    VejaSP
    2 avaliações

    O bar de alma italiana conta com uma concorrida varanda. Ali ou no salão apertadinho, pode-se investir em uma massa para o jantar ou ficar somente no petisco. Quem prefere a segunda alternativa tem à disposição frituras como a alcachofra recheada de mussarela de búfala e empanada, servida com tomates marinados e molho pesto (R$ 28,00, seis unidades). Dá para tomar vinho, pinçar maravilhas da extensa carta de cervejas ou beber apenas chope, o Jackpot Pilsen (R$ 14,00, 300 mililitros), produzido pela Blondine na cidade paulista de Itupeva.

    Preços checados em setembro/outubro de 2016.

    Saiba mais
  • Drinques

    NOH

    Rua Bela Cintra, 1709, Jardim Paulista

    Tel: (11) 2609 3673

    VejaSP
    7 avaliações

    Drinque ostentação, o space old fashioned (R$ 48,00) consiste em uma versão da clássica receita acrescida de água gasosa, que chega sobre um suporte com gelo seco. Servido somente às quintas, traz fatias de laranja que passam por um processo a vácuo no qual a bebida é injetada nelas. Complexo, não? Há sugestões mais simples, caso do dry elison (R$ 33,00), de gim, pepino, hortelã, limão e Martini Dry. Além de beber, o público animadinho aproveita para petiscar porções como a de boteco (R$ 41,50), que reúne dadinho de tapioca, pastéis e cestinhas de parmesão com carne-seca.

    Preços checados em setembro/outubro de 2016.

    Saiba mais
  • Chope e cerveja

    Leão da Terra

    Avenida Engenheiro Caetano Álvares, 4666, Santana

    2 avaliações
  • Docerias

    Confeitaria Dama

    Rua Ferreira de Araújo, 376, Pinheiros

    Tel: (11) 5182 5088

    VejaSP
    12 avaliações

    A receita de mil-folhas (R$ 13,50) é a saborosa explicação para o habitual movimento nas três unidades da Confeitaria Dama. Mas há outros bons motivos para o sucesso da loja de Pinheiros, entre eles os deliciosos éclairs de limão-siciliano e de avelã (R$ 9,00 e R$ 10,50, respectivamente, cada um). Neste ano, as proprietárias Daniela e Mariana Gorski lançaram uma linha batizada de viennoiserie, que é como os franceses se referem ao ramo da panificação que explora os folhados. Além do croissant tradicional (R$ 6,80), bem levinho e amanteigado na medida, a lista inclui uma ótima versão de amêndoa (R$ 13,20).

    Preços checados em setembro/outubro de 2016.

    Saiba mais
  • Sentir medo não é incomum na infância, seja ele do escuro, de barulhos esquisitos ou dos imaginários monstros no armário. Esse é o tema do delicado Quem Tem Medo do Escuro?, em cartaz no Centro Cultural São Paulo. Nanda (Fabiana Carlucci) e seu irmão mais novo, Caio (Elber Marques), estão se preparando para dormir. Mas eles são surpreendidos por Dudu (Hugo Picchi), um amigo de colégio da garota, que vai passar a noite com os dois. Quando a luz se apaga, começam as aventuras. Juntos, eles enfrentam criaturas estranhas, raios, trovões e até a falta de energia elétrica para então cair no sono. O talentoso elenco é acompanhado durante todo o espetáculo por Tato Fischer ao piano. São criações dele também as músicas cantadas ao vivo pelos atores. Ainda chamam atenção os graciosos bonecos elaborados por Jésus Sêda. Estreou em 18/5/2013. Até 7/7/2013
    Saiba mais
  • Variados / Infantil

    Saiba onde lanchar após conferir peça da Turma da Mônica

    Atualizado em: 18.Jun.2013

    Mônica e Cebolinha no Mundo de Romeu e Julieta está em cartaz no Teatro Geo
    Saiba mais
  • Em sua 18ª edição, o Cultura Inglesa Festival se dedicou, mais uma vez, a explorar a cultura britânica. É apresentada a peça Preto no Branco, que mostra a reação de uma família britânica de classe média, branca e cristã, ao conhecer o namorado da filha, negro e muçulmano. Em Bane 2, o ator Joe Bone volta ao Brasil como o anti-herói que agora quer acertar as contas com um velho amigo, ao mesmo tempo que o fardo de ser assassino começa a pesar em sua consciência. Em Chalk Farm, a companhia ThickSkin mistura teatro, dança e recursos audiovisuais para tratar os tumultos que aconteceram na Inglaterra em 2011 sob a perspectiva de um drama familiar. Love and Money, com texto de Dennis Kelly, mostra como o dinheiro e a ganância podem se opor ao amor. De 10/05/2014 a 23/05/2014. Grátis. Retirar ingressos com 1h de antecedência.
    Saiba mais
  • Depois de se destacar em exposições como a individual we live on a mountain (2010), na Galeria Virgílio, e a coletiva Os Dez Primeiros Anos (2011), no Instituto Tomie Ohtake, a mineira Mariana Serri, de 30 anos, revela-se um talento lapidado em Áporo. O título da mostra faz referência a um poema de Carlos Drummond de Andrade, e as 25 obras expõem uma personalidade própria. Sobressaem as paisagens de grande porte, que não necessariamente retratam um lugar real — assemelham- se mais a espaços imaginários. Montanhas, pedras, rios e árvores surgem em cores bem definidas. Em vez de se misturarem, formam longas áreas de tons contrastantes, muitas vezes pintados em camadas horizontais. Dessa forma, o espectador pode identificar áreas específicas, vistas de modo isolado, mais abstratas do que figurativas. De 17/05/2013 a 15/06/2013.
    Saiba mais
  • Em 1977 o fotógrafo paulistano Armando Prado comprou sua primeira câmera Polaroid e imediatamente ficou tão encantado quanto milhares de outros que mantêm o culto ao filme instantâneo, que foi descontinuado há cinco anos. Até 2008, ele produziu 2.000 registros. Selecionou doze deles para a mostra Coisas Como Elas São, em cartaz na Fauna Galeria. Em temas variados, as imagens retratam cenas cotidianas, arquitetura e flagrantes urbanos. “Sempre me fascinou esse processo tão imediato. Os filmes eram relativamente caros e nem sempre achávamos para vender, então não saíamos clicando a torto e a direito”, afirma. “Se algo nos satisfizesse, logo sossegávamos, para economizar.” A disposição para o exagero cria reservas no artista em relação ao Instagram. “Há uma banalização da imagem hoje em dia”, diz Prado, que começou a carreira no fotojornalismo e agora se prepara para resgatar e exibir uma série feita na Praça Ramos de Azevedo, no fim dos anos 70. De 10/5/2013 a 29/6/2013
    Saiba mais
  • Graças ao Sesc, o diretor americano Robert Wilson já é quase um paulistano. No ano passado (2012), quatro de seus espetáculos foram vistos na cidade: A Última Gravação de Krapp, A Ópera dos Três Vinténs, Macbeth e Lulu. Agora tem vez A Dama do Mar, que fica em cartaz até julho na unidade de Pinheiros. É mais uma oportunidade para conferir o talento de um dos grandes nomes do teatro do século XX, que alçou o visual ao protagonismo, sobrepondo-o ao texto e às interpretações. Esse rigor estético também marca a nova montagem. Quer dizer, não é exatamente nova, pois trata-se de uma encenação apresentada desde 1998 em países como Itália, Polônia, Coreia e Espanha, com atores locais. Em São Paulo, Wilson recrutou um elenco brasileiro para protagonizar a adaptação de Susan Sontag para o clássico escrito pelo norueguês Henrik Ibsen (1828-1906) sobre a condição feminina. As atrizes Ligia Cortez e Ondina Clais Castilho se dividem no papel de Elida Wangel. Essa mulher se casou com um amoroso viúvo (o ator Helio Cicero), mas, entediada, não se esquece dos tempos em que viveu uma paixão numa beira de praia. Como se a peça fosse um quadro de cores fortes, o público acompanha a história atento. A leitura proposta por Sontag conserva-se fiel ao original. Os atores dão as falas apoiados em entonações e coreografias rígidas, carentes de emoção. Por se tratar de um texto tão intenso e interiorizado, o visual calculado de Wilson resulta frio. É um espetáculo bonito para os olhos, mas pouco envolvente. Completam o elenco Bete Coelho, Luis Damasceno e Felipe Sacon. Estreou em 25/5/2013. Até 7/7/2013.
    Saiba mais
  • Peças / Comédia

    Onde comer depois de assistir a 'Divórcio'

    Atualizado em: 18.Jun.2013

    Após o espetáculo, a pedida é jantar em um bom restaurante do Bixiga
    Saiba mais
  • Variados / Peças

    Três peças inspiradas em obras de Nelson Rodrigues

    Atualizado em: 18.Jun.2013

    Conheça espetáculos em cartaz baseados em romances, crônicas e contos do escritor carioca
    Saiba mais
  • Mais um exemplar da profícua obra do autor e diretor Mário Bortolotto, o belo drama abre a temporada de 2014 no Teatro e Bar Cemitério de Automóveis. Borrasca aproveita um dia de pesar na vida não muito tranquila de dois homens para refletir sobre o impacto da solidão. Na trama, dois amigos se reencontram depois do enterro de um terceiro e trazem à tona as mágoas que os impedem de expressar a dor da perda. Além de dirigir, Bortolotto protagoniza a montagem, que adota um esquema de rodízio no elenco. Francisco Eldo Mendes, Gabriel Pinheiro, Nelson Peres, Carlos Carah e Pablo Perosa são os outros atores que defendem, sem aviso prévio, os personagens. Estreou em 10/5/2013. Dias 22 e 23/11/2014. 
    Saiba mais
  • Marcados por roteiros eletrizantes e uma direção autoral, os filmes do cineasta Quentin Tarantino inspiraram o dramaturgo Anderson Vitorino na comédia policial Las Perras, com trama guiada por personagens femininas. Na tentativa de retomar a vida, uma viúva (papel de Roza Grobman) assume a barbearia do marido assassinado. O negócio, porém, era apenas uma fachada. O diretor Fábio Ock construiu uma encenação criativa e ousada, com projeções de atores que interagem com os intérpretes reais, e deixou visível a tentativa de uma assinatura. O efeito surpreende, mas o elenco não transmite o fôlego esperado. Bruna Thedy, Luiza Gottschalk, Juliana Sanches e Marta Caetano parecem tímidas diante das fartas possibilidades. Estreou em 17/5/2013. Até 24/7/2013.
    Saiba mais
  • Até o fim do mês, a 17º edição do Cultura Inglesa Festival traz quatro coreografias à cidade. De quinta (06/06/2013) a domingo (09/06/2013), tem vez a única atração internacional na programação de dança. A companhia escocesa Smallpetitklein mostra Within This Dust. Baseada na tragédia de 11 de setembro de 2001, a montagem partiu de uma série fotográfica que registrou vítimas se jogando dos prédios de Nova York. Os passos abordam o movimento de queda de maneira sensível. Estão programados para as próximas semanas, também na Galeria Olido, Bananas, do Núcleo Artérias, e Pedaços de Vontade, de Jussara Belchior. O Teatro Cultura Inglesa, no Centro Britânico, receberá Justine, de Maurício de Oliveira. As peças têm como inspiração obras de artistas britânicos. Até 28/06/2013.
    Saiba mais
  • Três artistas que já lançaram trabalhos no formato celebram o vinil no Sesc Consolação. O cantor e compositor Gui Amabis exibe faixas de Trabalhos Carnívoros (2012) na sexta (22/8), ao lado de Samuel Fraga (bateria), Richard Ribeiro (vibrafone), Regis Damasceno (baixo) e Dustan Gallas (guitarra). O paranaense Bruno Morais dá sequência no sábado (23/8), quando ele toca Hoje Vou Te Acordar e O Mundo É Assim. Décio Cecci Silva (bateria), Estevan Sinkovitz (guitarra e violão), Ricardo do Prado (baixo), Sidmar de Souza (trompete) e Emiliano Sampaio (trombone) fazem o acompanhamento. No domingo (24/8), Stela Campos desfila canções de Dumbo (2013), álbum no qual registrou canções nunca gravadas por ela.
    Saiba mais
  • Saída do humorístico do canal do YouTube Porta dos Fundos, flerta desde 2013 com a música. Seu disco de estreia, Monomania, mostrou a criatividade da moça com composições criativas e delicadas. Orientada pelo produtor carioca Alexandre Kassin, ela mostra agora Problema Meu. Nas catorze faixas, Clarice transforma as emoções do fim de um relacionamento em tiradas irônicas e divertidas. Se as letras seguem o caminho da simplicidade, os arranjos aparecem elaborados, com teclados, percussão e guitarras mais evidentes. No lugar do uquelele e do bandolim do primeiro álbum, canções como a brega Banho de Piscina e a animada Irônico ganham arranjos elétricos e misturam estilos como rock, dance e até marchinhas. Dias 24 e 25/9/2016.
    Saiba mais
  • Até quem torce o nariz para o humor grosseirão das comédias para marmanjos reconhecerá que, em Se Beber, Não Case! — Parte 3, algumas providências foram tomadas para tirar o gênero da mesmice. Depois de uma continuação repetitiva, o diretor Todd Phillips sai do automático no terceiro (e, ele garante, último) capítulo da franquia. Só faltou... graça. A premissa do sucesso de 2009, o day after de uma ressaca infernal, foi trocada por um enredo mais genérico, semelhante ao do road movie Um Parto de Viagem (2010), também assinado por ele. Mais acertada mostra-se a decisão de promover o personagem barbudo Alan, interpretado pelo hilariante Zach Galifianakis, a protagonista absoluto da história. As divertidas sandices do quarentão agora preocupam os amigos Phil (Bradley Cooper), Stu (Ed Helms) e Doug (Justin Bartha), que aceitam levá-lo de carro a uma clínica psiquiátrica. No caminho para Tijuana, no México, são atacados por uma gangue liderada por um chefão do tráfico (John Goodman). O bandido os obriga a encontrar o encrenqueiro Sr. Chow (Ken Jeong), escondido em Las Vegas. Apelando para referências excessivas aos capítulos anteriores, o cineasta volta a pregar mil e uma surpresas infantis nos personagens. Para o público, fica a sensação de déjà vu. Estreou em 30/5/2013.
    Saiba mais
  • Fitas cultuadas de Alfred Hitchcock e Joseph L. Mankiewicz ganham a tela
    Saiba mais
  • Retratos e histórias de personagens singulares
    Saiba mais
  • No cinema de animação, a tecnologia avança tão rapidamente que a novidade da estação corre o risco de envelhecer em poucos meses. Pior quando o desenho já nasce datado, como ocorre com A Fuga do Planeta Terra, produzido pelo estúdio canadense Rainmaker Entertainment. Os personagens principais são os irmãos Scorch e Gary, dois seres azuis do planeta Baab. O primeiro pensa ser herói, mas se mete em encrencas ao desembarcar na Terra e ser preso por um militar. Quem poderá resgatá-lo? O nerd Gary, claro. Sem o visual caprichado de Valente, da Pixar, nem as tiradas inteligentes de Detona Ralph, da Disney, a fita só diverte ao recorrer a piadinhas sobre a cultura pop. A concorrência, por enquanto, não tem por que se preocupar. Estreou em 30/5/2013.
    Saiba mais
  • O fim de um casamento de mais de 25 anos pode provocar efeitos assombrosos. No caso de Camille, uma atriz pouco requisitada, a separação ganha ares de delírio. Ainda perplexa ao descobrir que o marido saiu de casa para morar com uma mulher mais nova, ela se entrega à melancolia. Eis que, num passe de mágica, durante uma festa de réveillon, ela é transportada para o passado. Fisicamente, continua a ser uma quarentona. Mas seus pais e seus amigos adolescentes não parecem perceber o “detalhe”. De volta ao colégio, ela terá a chance de se apaixonar de novo pelo homem com quem se casou — ou fazer tudo diferente. O longa-metragem de Noémie Lvovsky, que também interpreta a personagem principal, remete a comédias de fantasia na linha de Quero Ser Grande (1988) e De Repente 30 (2004). A diferença é que a diretora leva essa premissa exageradamente a sério, usando cada uma das piadas ingênuas como desculpa para discutir as consequências das pequenas escolhas que são feitas no dia a dia. Indicado a treze prêmios César, o Oscar francês, e premiado em mostra paralela no Festival de Cannes, o filme tem lá algum charme, mas falha na intenção de trazer novidades ao lugar-comum. Estreou em 30/5/2013.
    Saiba mais
  • Esqueça o exotismo mirabolante das novelas de Glória Perez. Os personagens retratados nos vinte filmes da mostra Caravana Cigana, em cartaz a partir de terça (4/6/2013) na Caixa Cultural, não carregam os clichês e preconceitos que muitos ainda associam à cultura das comunidades nômades. Os longas-metragens, produzidos em países como França, Iugoslávia, Hungria e até Brasil, mostram os hábitos, as dificuldades e as tentativas de afirmação de pessoas constantemente em trânsito. No inédito Apenas o Vento, vencedor do prêmio do júri no Festival de Berlim de 2012, o húngaro Bence Filegauf narra a história real de uma série de assassinatos envolvendo famílias ciganas, com primeira exibição no domingo (9/6), às 17h. Já no elogiado Transylvania, do diretor Tony Gatlif, uma mulher italiana viaja à Romênia para encontrar o homem que a abandonou grávida. Ao chegar lá, é rejeitada. Em desespero, ela decide viver sem destino certo. De 4 a 16/6/2013.
    Saiba mais
  • AVISO: ESTA MOSTRA FOI CANCELADA. O Cine Olido exibiria oito trabalhos do francês Jean-Claude Brisseau entre os dias 4 a 9 de junho de 2013, porém a programação foi cancelada.
    Saiba mais
  • O Centro da Cultura Judaica recebe, a partir de segunda (3), uma seleção de dez longas-metragens recentes produzidos em Israel. Na sexta edição da Mostra Audiovisual Israelense, ganham destaque os novos trabalhos de dois cineastas já conhecidos por aqui. Eytan Fox, que dirigiu The Bubble (2006), volta com a sequência de sua produção mais comentada, Delicada Relação (2002). Em Yossi, cuja trama ocorre dez anos após a anterior, Fox relembra o personagem Yossi Hoffman, um cardiologista gay ainda abalado pelo trauma de um romance trágico na guerra do Líbano. A fita tem projeção agendada para segunda (3), às 20h30. Em um tom mais político, o realizador Eran Riklis, de Lemon Tree (2008) e A Noiva Síria (2004), discute a intolerância religiosa ao registrar o encontro improvável entre um garoto palestino e um piloto israelense. O drama Zaytoun está programado para sábado (8), às 20h30. A mostra também fará sessões no Cine Livraria Cultura, no Cinemark Pátio Higienópolis e no clube A Hebraica. De 03/06 a 09/06/2013.
    Saiba mais
  • Seleção de cinco bons filmes ingleses

    Atualizado em: 18.Jun.2013

    Cultura Inglesa Festival exibe longas de graça no Cine Livraria Cultura até o dia 16
    Saiba mais
  • Perigosamente

    Atualizado em: 30.Mai.2013

Fonte: VEJA SÃO PAULO