Teatro

As melhores peças infantis em cartaz

Cinco atrações que conquistam a plateia

Por: Redação VEJINHA.COM - Atualizado em

Berenices
'Berenices' (Foto: Karim da Hora e Livia Gonzaga Bertuzzi)

Veja as peças mais bem avaliadas pela nossa redação:

+ Dicas e atrações para as férias

  • Infantil

    Berenices
    VejaSP
    Sem avaliação
    Nessa montagem do Grupo Morpheus, os atores utilizam recursos de mímica e o teatro de bonecos para contar a história de uma garotinha chamada Berenice que está crescendo e precisa lidar com uma série de emoções e sentimentos. Os anseios da menina se intensificam ainda mais quando ela sente que a mãe dá mais atenção ao recém-nascido. Cada uma das emoções é interpretada por uma boneca diferente com cores características, como a Quebratudo, que representa a raiva, com trajes vermelhos. Dica para os pais: as máscaras podem assustar as crianças menores de 3 anos. Estreou em  20/8/2016. Até 2/10/2016.
    Saiba mais
  • O sonho de toda bola é dividir o campo com craques como o Pelé, certo? Mas na loja de departamentos dessa montagem, porém, as redondas vividas pelas atrizes do Grupo Arte Simples de Teatro Percebem que esse não será o destino de nenhuma delas. Embaladas por canções de Adilson Rodrigues, elas vão descobrir que mesmo com a mudança de planos, é possível se divertir nos campos de várzea, nos times femininos e até sendo chutada para a lua. O espetáculo inspirado no livro " O chute que a bola levou", de Ricardo Azevedo adiciona um tempero a mais com as histórias pessoais das meninas da companhia teatral. Estreou em 13/3/2016. Até 18/9/2016.
    Saiba mais
  • A dupla — que já manipulou bonecos, adaptou clássicos e gravou CD — inspira-se aqui na conhecida história dos irmãos Grimm. Marcelo interpreta o músico incumbido de livrar dos ratos a cidade de Hamelin. Ao soprar sua flauta, ele enfeitiça os roedores e os conduz para bem longe. Quando volta, leva um calote do prefeito corrupto e decide se vingar. É nesse ponto que os atores mudam o rumo da trama e surpreendem a platéia com um final interativo. Recomendado a partir de 4 anos. Estreou em 2006. Até 25/9/2016.
    Saiba mais
  • O primeiro texto para o teatro de Antonio Calmon, autor de novelas como Vamp e Top Model, guarda semelhanças óbvias com o universo de Harry Potter, entre elas os elementos de bruxaria e a caracterização dos personagens (o protagonista usa óculos de aros redondos, por exemplo). Inspirada pelo poema homônimo de Goethe, datado de 1797, a peça O Aprendiz de Feiticeiro conta a história de Arthur (Ghilherme Lobo). O aluno nota 10 sofre bullying por ter uma imaginação bastante fértil. O menino é salvo de uma agressão por Jane (a atriz global Klara Castanho), de quem ganha um celular. Ao bisbilhotar os aplicativos do aparelho, ele é transportado para tempos medievais. Nessa terra fantástica, encontra o feiticeiro Ambrósio (Maurício Machado), com quem começa a treinar magia. O garoto descobre, então, que a princesa Jane procura um pretendente e se candidata para um desafio de força e inteligência. No espetáculo, chama atenção o uso do teatro de sombras e o revezamento dos sete atores, entre eles Victor Garbossa e Julio Oliveira, para interpretar onze personagens. Na plateia, os mais novinhos se encantam com os truques de mágica, enquanto os jovens curtem as cenas de ação e o clima de romance entre Arthur e Jane. Recomendado a partir de 5 anos. Estreou 15/7/2016. Até 12/11/2016.
    Saiba mais
  •  Em Meu Amigo Inventor, Luciana Castellano é Caterina, a garota de 10 anos que encontra Leonardo da Vinci (papel de Victor Merseguel) nos dias de hoje. E o que o mestre italiano pensa de a criançada conhecer o mundo só pela tela do computador? Mas por que não sair?, pergunta. Juntos, é isso que eles vão fazer, a fim de redescobrir o prazer de experimentar. Tudo acompanhado pelas ótimas canções de Dr. Morris interpretadas pela dupla da Companhia de Copas.  Recomendado a partir de 4 anos. De 6/8/2016. Até 27/11/2016. Curiosidades > Quem é a Dona Conda? Uma das personagens recebe o nome em homenagem ao quadro La Gioconda — sim, a MonaLisa. Na trama, Dona Conda é a esposa do mecenas que encomenda uma invenção a Leonardo. > Tentativas de voo. Os meninos e meninas conhecem os engenhosos esboços de máquinas voadoras que saíram da cabeça do italiano. Nenhuma delas sai do chão, é verdade, mas o protótipo de helicóptero conquista a plateia.
    Saiba mais

Fonte: VEJA SÃO PAULO