Saúde

OMS diz que Nigéria está livre do ebola

Senegal também está sem registro da doença há mais de 42 dias, o que corresponde a dois ciclos de incubação

Por: Veja São Paulo

Ebola
Enfermeira espanhola, a primeira a contrair o vírus fora da África, estaria curada (Foto: Reprodução TV)

Após 42 dias sem registro de novos casos de contágio por ebola, a Nigéria -país mais populoso da África- pode estar livre do vírus, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS). O Senegal também foi declarado livre da doença na semana passada.

De acordo com o porta-voz da OMS, o último caso relatado na Nigéria foi no dia 5 de setembro. Hoje, não existe mais ninguém em observação com suspeita de ebola naquele país. 

+ Suspeita de ebola em Foz do Iguaçu é descartada

+ Risco de epidemia de ebola no Brasil é quase nulo, diz infectologista

Oito pessoas morreram contagiadas pelo ebola na Nigéria - o primeiro caso foi trazido da Libéria por um diplomata, que disseminou o vírus para diversos profissionais de saúde nigerianos. Na África, já são mais de 4 500 mortes confirmadas. 

Cura na Espanha

A enfermeira espanhola Teresa Romero, a primeira pessoa a contrair ebola fora da África, também estaria curada. Dois testes já deram negativo para a doença, mas ela segue em observação. Nos EUA, um grupo de 120 pessoas já saiu da zona de risco - mesmo depois de ter contato com pacientes infectados, estão há mais de 21 dias sem apresentar os sintomas necessários. Outras 27 continuam sob suspeita. 

Fonte: VEJA SÃO PAULO