Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

São Paulo ainda não vacinou metade do público-alvo contra a gripe

Segundo a prefeitura, 46,9% da meta foi atingida até sexta-feira (25); faltam duas semanas para o fim da campanha de vacinação

Por Redação VEJA São Paulo 27 jun 2021, 10h21

A prefeitura de São Paulo iniciou neste sábado a terceira e última fase da 24ª Campanha Municipal de Vacinação Contra Influenza, iniciada em 12 de abril e que se encerra no dia 9 de julho. A SMS (Secretaria Municipal de Saúde) espera imunizar 4,7 milhões de pessoas com dose única contra a gripe. Segundo a Prefeitura até a última sexta-feira (25), haviam sido aplicadas 2.201.837 doses da vacina contra Influenza na capital, ou 46,9% do total previsto. As informações são do jornal Agora.

Segundo a prefeitura, a imunização contra o vírus Influenza facilita o diagnóstico diferencial entre Covid-19 e outras doenças respiratórias, além de prevenir uma sobrecarga ainda maior do sistema de saúde, que já tem internações recorrentes por casos de Covid-19.

Como as vacinas contra a gripe e contra a Covid-19 não podem ser aplicadas de forma simultânea, poderão tomar o imunizante da gripe todos aqueles que já completaram o ciclo vacinal contra a Covid-19 há mais de 14 dias.

Para aqueles que ainda não completaram o ciclo da vacinação contra o coronavírus, a dica é adiar a imunização contra a gripe.

A vacinação contra a gripe não poderá ser administrada se a pessoa estiver contaminada pelo novo coronavírus ou se teve a doença há menos de 28 dias. Nesses casos, a pessoa deve remarcar a data. Aqueles que tomaram a primeira ou a segunda dose da vacina contra a Covid-19 poderão tomar o imunizante contra a gripe desde que seja respeitado o intervalo de 14 dias entre elas.

+Assine a Vejinha a partir de 8,90.

  • Continua após a publicidade
    Publicidade