Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Respiradores da China devem chegar a SP neste fim de semana

Compra de 3 mil respiradores por R$ 550 milhões é a maior do Governo de SP desde o início da implementação de medidas de combate à pandemia

Por Redação VEJA São Paulo 30 abr 2020, 09h23

O Governo de São Paulo aguarda a encomenda de três mil respiradores comprados da China por US$ 100 milhões, o equivalente a R$ 550 milhões. A previsão é de que parte dos aparelhos pedidos em março cheguem até domingo (3), quando será possível aumentar a quantidade nas Unidades de Terapia Intensiva (UTIs). As informações são do G1.

Esta é a maior compra do governo desde o início da implementação de medidas de combate à pandemia do coronavírus.

Assine a Vejinha a partir de 6,90.

“Nós conseguimos identificar um fornecedor na China que entregava os respiradores no tempo necessário. De nada adiantariam respiradores entregues para São Paulo em julho, agosto e setembro, meses quando provavelmente a epidemia já recua”, disse o vice-governador Rodrigo Garcia (DEM).

Os primeiros 500 respiradores devem chegar neste fim de semana e vão ajudar a ampliar os leitos de UTI na rede pública. O destino dos aparelho é o Hospital das Clínicas e outras unidades de referência em Covid-19 da capital.

As próximas remessas serão entregues até o fim de maio e serão distribuídas nos hospitais do Interior e do Litoral. A taxa de ocupação dos leitos de UTI chegou a 85% na Grande São Paulo nesta quarta-feira (29) e a 68% no estado.

  • Continua após a publicidade
    Publicidade