Clique e assine por apenas 6,90/mês

‘Em janeiro, a gente começa a vacinar todo mundo’, afirma Pazuello

Declaração foi dada durante reunião ministerial em que participou uma youtuber de 10 anos

Por Redação VEJA São Paulo - Atualizado em 8 set 2020, 16h58 - Publicado em 8 set 2020, 16h46

O ministro interino da Saúde, Eduardo Pazuello, afirmou em reunião ministerial nesta terça-feira (8) que o Brasil deve dar início à vacinação contra a Covid-19 já em janeiro de 2021. Ele respondeu a pergunta da youtuber Esther Castilho, de apenas 10 anos, que foi escalada por Bolsonaro para questionar seus auxiliares (veja vídeo abaixo).

De acordo com o ministro, as primeiras doses devem chegar no início do próximo ano. “A gente está fazendo os contratos com quem fabrica a vacina e a previsão é de que essa vacina chegue para nós a partir de janeiro. Em janeiro do ano que vem, a gente começa a vacinar todo mundo”, contou na reunião. A eficácia da vacina, no entanto, ainda não foi comprovada cientificamente. 

Elcio Franco, secretário-executivo do Ministério da Saúde, havia afirmado na semana passada que a vacina não será disponibilizada para toda a população. Ele disse que não há previsão para vacinar 100% dos brasileiros e que a prioridade serão os pertencentes aos grupos de risco. 

Contexto da fala

O ministro interino deu a declaração após ser questionado pela youtuber mirim Esther Castilho, que já entrevistou o presidente Bolsonaro. Ela participou de reunião ministerial e fez perguntas aos ministros, muitas formuladas pelo próprio presidente e em tom de brincadeira.

View this post on Instagram

Esther ( @programadaesther – 10 anos) entrevista ministros de Jair Bolsonaro. . Link no YouTube: https://youtu.be/UJQyR7bs0tE

A post shared by Jair M. Bolsonaro (@jairmessiasbolsonaro) on

Continua após a publicidade
Publicidade