Clique e assine por apenas 5,90/mês

Médicos registram caso de surdez ocasionada pela Covid-19

Homem britânico perdeu subitamente a audição em um dos ouvidos; consequência é rara

Por Redação VEJA São Paulo - Atualizado em 14 out 2020, 16h49 - Publicado em 14 out 2020, 16h48

Um grupo de médicos britânicos publicou um estudo na revista BMJ Case Reports sobre um homem que perdeu a audição após complicações ocasionadas pela Covid-19. A consequência é rara e, de acordo com os médicos, apenas alguns casos do tipo foram reportados no mundo. O estudo foi publicado no dia 23 de setembro e é de autoria de Foteini Koumpa, Cillian Forde e Joseph Manjaly.

O paciente em questão tem 45 anos de idade e sofre de asma. Ele foi internado em um hospital público em Londres com problemas respiratórios e foi colocado em terapia intensiva, com auxílio de respirador artificial. Depois de um tratamento com antivirais e esteroides, apresentou melhora.

+Assine a Vejinha a partir de 6,90 

Uma semana depois de receber alta, ficou repentinamente surdo do ouvido esquerdo. Ele foi tratado novamente, desta vez com corticoides, mas não recuperou totalmente a audição. Os médicos associaram a deficiência auditiva à Covid-19.

“A perda de audição pode ser uma consequência facilmente esquecida durante o tratamento da doença. Estar ciente desta possibilidade e realizar exames para preveni-la pode levar o médico a tratar o sintoma logo cedo, com uma boa chance de recuperação da audição”, diz o texto do estudo.

De acordo com os médicos o vírus da doença também pode se instalar em células do ouvido, levando a uma reação inflamatória e consequentemente o aumento na produção de citocinas, proteínas que podem ocasionar a perda auditiva.

+Assine a Vejinha a partir de 6,90 

 

 

Continua após a publicidade
Publicidade