Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Média diária de mortes por Covid-19 avança 45% no estado

Casos positivos também sobem apesar de número absolutos serem muito inferiores aos registrados em fevereiro

Por Redação VEJA São Paulo 3 Maio 2022, 18h25

Após sucessivas quedas, as mortes por Covid-19 voltaram a subir no estado e São Paulo. O salto foi de 45,8% na última semana epidemiológica, a de número 17, que vai de 24 de abril a 30 de abril, no comparativo com o período anterior, de 17 de abril a 23 de abril, o que equivale a 16ª semana.

+Grávidas e puérperas podem se vacinar contra gripe e sarampo

Apesar da forte alta proporcional, o número no período passou de 22 mortes diárias, em média, para 32.

O número de casos positivos registrados e internações também avançou, porém, bem menos, em 4,3% (passou de 3 628 para 3 784). Por outro lado, a média diária de internações avançou um pouco mais, na ordem de 10,4%, indo de 155 para 177.

Apesar dessa evolução nos dados de mortes, contaminações e internações, os dados estão muito longe de representarem o pico da onda registrada em fevereiro deste ano devido a infestação proporcionada pela variante ômicron. À época, a média de mortes ultrapassava 280 ao dia e os casos passavam de 7 000.

+Justiça permite que cadela acompanhe tutora em voo internacional

Especialistas dizem que os números devem voltar a subir nos próximos dias. “Precisamos lembrar que a imunidade adquirida com as doses já administradas começa a reduzir com o tempo, num processo natural”, afirma a médica Juliana Fagnello.

Continua após a publicidade

A epidemiologista também credita uma nova alta devido ao Carnaval seguido de Dia das Mães, no próximo domingo. “E também teremos novas variantes. É por isso que é fundamental a vacina, até para reduzir os efeitos mais deletérios de uma infecção”, afirma.

Em nota, a Secretaria Estadual de Saúde descarta que a alta na média móvel represente preocupação, justificando a alta cobertura vacinal e baixo patamar das internações.

+“É coisa de preto, né?”, diz vereador em áudio vazado na Câmara de SP

Nesta segunda-feira (2) a quantidade de pessoas internadas era de 847 em leitos de enfermaria e 448 nos de UTI, quantia 88,7% menor que o pico no ano de 2022, quando o estado chegou a 11,5 mil internados.

“A redução dos índices é fruto da vacinação no Estado de São Paulo, que possui 87% da população vacinada com duas doses e mais de 109,2 milhões de doses aplicadas”, informa em nota.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Para entender e curtir o melhor de SP, Veja São Paulo. Assine e continue lendo.

Impressa + Digital

Plano completo da VejaSP! Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Acesso ilimitado ao Site da VejaSP, diariamente atualizado.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas de São Paulo.

Receba semanalmente VejaSP impressa mais acesso imediato às edições digitais no App Veja, para celular e tablet.

a partir de R$ 19,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Acesso ilimitado ao Site da VejaSP, diariamente atualizado.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas de São Paulo.

Edições da VejaSP liberadas no App Veja de maneira imediata

a partir de R$ 12,90/mês