Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Mais de 3 milhões estão atrasados para segunda dose da vacina de Covid em SP

Mutirão de aplicações do imunizante contra a Covid-19 bateu apenas 8% da meta no último sábado

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 3 out 2021, 14h47 - Publicado em 3 out 2021, 14h43

O estado de São Paulo tem neste domingo (3) 3,9 milhões de pessoas com a segunda dose atrasada da vacina contra a Covid-19. O “Dia V” organizado pelo governo do estado no sábado (2) imunizou 8% dos paulistas com esquema vacinal incompleto. As informações são do G1.

No sábado, São Paulo tinha 4,3 milhões de pessoas com a segunda dose atrasada. O governo promoveu um mutirão para tentar diminuir a fila, mas apenas 343 mil pessoas apareceram.

A Secretaria Estadual da Saúde disse em nota que a maior parte das pessoas que está com a vacina em atraso, cerca de 2 milhões, tomaram a vacina da Pfizer.

A pasta acredita que o atraso se deva a uma confusão sobre o prazo para tomar a segunda dose – até pouco tempo atrás, o prazo entre uma dose e outra era de três meses, mas houve diminuição deste período para dois meses.

No sábado, o estado atingiu a marca de 150 000 vidas perdidas para a Covid-19 desde o início da pandemia.

Se fosse um país, o estado de São Paulo seria o oitavo com mais vítimas, mais do que o total de óbitos de países mais populosos, como Indonésia, Inglaterra e Itália.

Na capital, para tentar dar celeridade à vacinação, sete postos de vacinação estão abertos neste domingo, assim como farmácias na Avenida Paulista e cinco parques.

+Assine a Vejinha a partir de 8,90.

  • Continua após a publicidade
    Publicidade