Continua após publicidade

Janeiro tem maior taxa de ocupação de leitos de UTI desde maio no estado

Segundo números da Fundação Seade, em janeiro a média mensal da taxa de ocupação foi de 67,3%, enquanto em maio de 2020 a taxa foi de 68,0%

Por Redação VEJA São Paulo Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
Atualizado em 6 fev 2021, 12h38 - Publicado em 6 fev 2021, 12h37

A média mensal de ocupação de leitos de UTI no estado de São Paulo no mês de janeiro foi a maior registrada desde maio de 2020, segundo os dados da Fundação Seade. Em janeiro, essa média mensal da taxa de ocupação foi de 67,3%, enquanto em maio de 2020 a taxa foi de 68,0%. As informações são do G1.

A alta da ocupação acontece em um momento que o governo de São Paulo afirma estar perdendo leitos de UTI por conta de perda de recursos federais. Segundo a secretaria estadual de Desenvolvimento Social, foram mais de 3,2 mil leitos de UTI desativados pelo governo federal em São Paulo.

Na capital, o aumento da taxa de internações também foi observado pelo Seade. No mês de janeiro, o número de internações foi o maior registrado desde junho. Em janeiro, a ocupação dos leitos de UTI foi de 70,7% e em junho foi de 73,1%.

Assine a Vejinha a partir de 6,90

Segundo os números, a maior taxa de ocupação registrada na cidade foi em maio, quando os leitos de UTI chegaram a 79,9% de ocupação.

Mortes e casos da doença

O estado de São Paulo também encerrou o mês de janeiro com mais de 6 mil novas mortes por Covid-19. O número é 37% maior que o registrado em dezembro.

Continua após a publicidade

Em janeiro foram registrados 315 071 casos confirmados da doença e 6.317 mortes por coronavírus. Em dezembro, foram 220 664 e 4 622, respectivamente. Já em novembro, foram 125 526 casos e 2 784 óbitos.

Assine a Vejinha a partir de 6,90

Nesta sexta-feira (5), o total de casos da Covid-19 no estado chegou a 1 833 163 e as mortes pela doença bateram a marca de 54 324 óbitos.

O estado está há 28 dias consecutivos com mais de 200 mortes por dia em média pela doença e com mais de 10 mil casos novos da doença.

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe semanalmente Veja SP* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de São Paulo

a partir de R$ 39,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.