Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Enfermeira mexicana é a primeira vacinada contra a Covid na América Latina

México e Chile, que usam o imunizante da Pfizer e BioNTech, começaram a campanha de vacinação nesta quinta-feira (24)

Por Redação VEJA São Paulo 24 dez 2020, 13h30

A enfermeira mexicana Maria Irene Ramirez, de 59 anos, é a primeira pessoa na America Latina a receber uma vacina aprovada contra a Covid-19. 

“É o melhor presente que recebi em 2020, para continuar essa guerra contra esse inimigo invisível”, declarou a enfermeira.

O México iniciou nesta quinta-feira (24) sua campanha de vacinação. O país usa o imunizante produzido em conjunto por Pfizer e BioNTech. 

O Chile também começou a imunização nesta quinta-feira. Os profissionais de saúde também foram os primeiros a receber o imunizante.

O lote inicial enviado ao México e ao Chile tem 10 mil doses da vacina. “São poucas doses, mas o México é o primeiro na América Latina a ter esta vacina”, disse o presidente Andrés Manuel López Obrador. Novos carregamentos chegarão aos dois países na próxima semana. 

Continua após a publicidade
Publicidade