Clique e assine por apenas 6,90/mês

Embaixada dos EUA suspende entrevistas e emissão de vistos no Brasil

Medida entrou em vigor nesta terça-feira; ainda não há data para que os serviços voltem a ser realizados

Por Redação VEJA São Paulo - Atualizado em 17 mar 2020, 15h54 - Publicado em 17 mar 2020, 15h51

A embaixada dos Estados Unidos e todos os consulados norte-americanos no Brasil cancelaram entrevistas para emissão de vistos de imigrantes e não imigrantes a partir desta terça-feira (17). A decisão, divulgada em um comunicado oficial, foi tomada para conter a proliferação do novo coronavírus. Serviços de rotina, como renovação de passaportes sem viagens próximas, não serão agendados. Ainda não há data para que as entrevistas voltem a ser realizadas.

A embaixada irá manter apenas serviços de emergência para cidadãos norte-americanos no Brasil. Brasileiros com entrevistas agendadas para o dia 17 de março em diante deverão remarcar o atendimento. A medida vale para os consulados gerais de São Paulo, Rio de Janeiro, Recife e Porto Alegre, para as agências consulares dos EUA em Fortaleza, Manaus e Salvador e também para a embaixada em Brasília.

Caso seja necessário viajar imediatamente, o órgão pede que o solicitante entre em contato por e-mail ou telefone para fazer um agendamento de emergência.

A embaixada ressaltou que a Taxa de Solicitação de Visto (MRV) é válida por um ano a partir da data de pagamento e poderá ser usada para um pedido de visto durante esse período.

Nesta terça, foi confirmada a primeira morte pelo coronavírus no Brasil. De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde, o estado de São Paulo tem 152 casos confirmados da doença até esta segunda-feira (16), com mais de 1 777 casos suspeitos. Em todo o Brasil são 234 casos confirmados de acordo com o boletim do Ministério da Saúde.

+ OUÇA O PODCAST #SPsonha

Continua após a publicidade
Publicidade