Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Eficácia da CoronaVac deve ser divulgada no dia 7

Anúncio foi adiado duas vezes pelo governo do estado e o Instituto Butantan, responsável pelos testes no país

Por Redação VEJA São Paulo 25 dez 2020, 17h12

Os dados sobre a eficácia da CoronaVac, relativos aos testes feitos com a vacina no Brasil, devem ser anunciados no dia 7 de janeiro, segundo previsão do governo do estado na última coletiva sobre o assunto, no dia 23.

O anúncio foi adiado duas vezes pelas autoridades de saúde e o Instituto Butantan, responsável pelos testes no país. A data tinha passado do dia 15 para o dia 23 de dezembro, quando o percentual acabou novamente não divulgado.

A justificativa foi de que a informação deveria ser enviada primeiro à Sinovac, para que a empresa chinesa pudesse unificar os resultados obtidos em diferentes países. Ainda assim, ontem (24) a Turquia revelou que os testes no país tinham mostrado eficácia de 91,25% da CoronaVac.

Nesta quinta (25), o secretário de saúde Jean Gorinchteyn disse que, nos testes brasileiros, o imunizante não atingiu 90% de eficiência. Mas o governo afirma que o resultado ficou acima do exigido pela OMS, que é 50%.

No dia 7, com a divulgação do percentual, o Instituto Butantan deve fazer os pedidos de uso para a Anvisa. O Brasil vai receber 10,8 milhões de doses da CoronaVac até o final de 2020.

Continua após a publicidade
Publicidade