Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

CoronaVac se mostra 98% eficaz na prevenção de mortes contra Covid-19, diz estudo

Dados são do Ministério da Saúde da Indonésia

Por Redação VEJA São Paulo 13 Maio 2021, 17h22

O Ministério da Saúde da Indonésia realizou um estudo que apontou que a CoronaVac tem 98% de efetividade contra mortes e 96% contra hospitalização após a imunização com as duas doses.

Os dados foram obtidos pelo uso da vacina em 128 290 profissionais da saúde do país asiático que receberam doses do imunizante da farmacêutica chinesa Sinovac entre janeiro e março deste ano. Os trabalhadores são da cidade de Jacarta, capital da Indonésia.

Outro dado foi que o imunizante preveniu casos sintomáticos em 94%. Os números foram fruto de uma comparação entre pessoas vacinadas e não vacinadas.

A Indonésia tinha realizado outro estudo no mesmo padrão, mas com um grupo menor, de 25 000 pessoas. Na ocasião, de acordo como o Ministro da Saúde da Indonésia, Budi Gunadi Sadikin, a proteção identificada foi de 100%.

Até o dia 11 de maio, de acordo com a plataforma de dados Our World In Data, 13,6 milhões de pessoas, ou 5% da população da Indonésia, receberam doses de vacinas contra a Covid-19.

PARALISAÇÃO DA PRODUÇÃO

O presidente do Instituto Butantan, Dimas Covas, voltou a afirmar nesta quarta-feira (12) que não há previsão para a chegada de insumos da CoronaVac. “Existia a perspectiva de autorização da exportação até o dia 13”, disse Dimas Covas durante reunião com a Sinovac e a embaixada brasileira em Pequim. “Essa previsão não vai se cumprir. Nós não temos data nesse momento prevista para essa autorização. Estamos aguardando, ela pode acontecer a qualquer momento, mas, neste momento, não há previsão”.

 

Continua após a publicidade
Publicidade