Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Argentina barra entrada de turistas oriundos de países vizinhos

Medida vale para viajantes de Uruguai, Bolívia, Brasil, Paraguai e Chile

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 26 dez 2020, 14h18 - Publicado em 26 dez 2020, 12h48

A Argentina passou a barrar, desde a sexta-feira (25), turistas vindos de países vizinhos. A medida, que engloba Brasil, Chile, Uruguai, Bolívia e Paraguai, ocorre devido ao aumento de casos de coronavírus no continente. A proibição, a princípio, vai até o dia 8 de janeiro.

Os argentinos e os estrangeiros residentes no país podem retornar do exterior, mas precisam apresentar testes negativos para Covid-19, do tipo PCR, realizados até 72 horas antes do voo. Nesses casos, por determinação do Ministério do Interior, eles precisarão cumprir uma quarentena de sete dias.

As novas mudações do vírus Sars-Covid-2, que podem ser até 70% mais transmissíveis, já haviam feito o país vizinho a interromper a chegada de vôos do Reino Unido, Itália, Dinamarca, Países Baixos e Austrália.

  •  

    Continua após a publicidade
    Publicidade