Continua após publicidade

Anvisa alerta sobre falsificação de remédio para tratar doenças graves

Inmunoglobulina é usada para tratar vários males, tais como meningite, AIDS pediátrica e pneumonia; dica é não usar o produto

Por Redação VEJA São Paulo Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
10 fev 2022, 11h59

A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) determinou que todos os serviços de saúde do Brasil fiquem atentos ao usar unidades de imunoglobulina que tenham no rótulo a indicação de que foram fabricadas pelo Laboratório de Hemoderivados da Universidade Nacional de Córdoba, na Argentina.

+Doria diz que SP vai aplicar quarta dose contra Covid-19

O próprio laboratório alertou a Anvisa de que um de seus produtos, o frasco-ampola de solução injetável de imunoglobulina de 5g/100 mL, foi falsificado.

Entre as adulterações, foi constatado que o frasco falsificado é diferente do original; não existem informações sobre data de validade e nem número de lote; além da letra usada na embalagem ser diferente da usada pelo laboratório.

Esse tipo de medicamento é usado para tratar diversos males, tais como imunodeficiências primárias, leucemia linfática crônica, AIDS pediátrica, síndrome de Guillain Barré, hepatite A, meningite, pneumonia, herpes Zoster, além de várias infecções bacterianas.

Continua após a publicidade

+TCU libera obra de monotrilho até o aeroporto de Guarullhos

A Anvisa pede para que os profissionais de saúde analisem as embalagens e faça a notificação à Vigilância Sanitária.

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Para curtir o melhor de São Paulo!
Receba VEJA e VEJA SP impressas e tenha acesso digital a todos os títulos Abril.
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe semanalmente Veja SP* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de São Paulo

a partir de R$ 39,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.