Dui

Tipos de Restaurantes: Cozinha contemporânea
VejaSP
starsstarsstarsstarsstars
Endereço: Alameda Franca, 1590 - Jardim Paulista - São Paulo - SP ver no mapa
Horário:
Estabelecimento fechado

    Comer e beber

    • 2012 - Participante

      Restaurantes cozinha contemporânea Comer & Beber .

      A chef Bel Coelho faz um trabalho cada vez mais sedutor. Ela acerta em pratos aparentemente mais simples, como a releitura do filé oswaldo aranha, na  realidade um bife de filé-mignon malpassado e coroado por purê de alho. Vem guarnecido de arroz agulhinha soltinho e batata em rodelas crocantes no molho da própria carne. Versão do pato amazônico, a coxa confit da ave chega sobre purê de mandioquinha e salpicada de uma crocante pipoca de tapioca. Na mesa, é encharcada por generosa quantidade de caldo de tucupi. Fica sensacional. Antes, cai bem de entrada o tartare de atum coberto por camadas de palmito pupunha picadinho e caqui fresco, tudo para ser regado a molho tarê. Numa taça de coquetel e disposto em camadas, o creme de café com doce de leite e paçoca cobertos por espuma de chocolate meio amargo é uma das melhores sobremesas. Desde agosto de 2011, a carta de vinhos está sob a responsabilidade de Robenilson Pereira Silva, o Robinho. Ele costuma indicar vinhos como o Aruma 2010, lançamento da vinícola argentina Caro.

      Veja SP

    • 2011 - Indicado

      Vinhos sommelier do ano Comer & Beber .

      Desde sua estreia no fogão aos 17 anos como estagiária do francês Laurent Suaudeau, Bel Coelho impressiona pela precisão e criatividade com que concebe seus pratos. O brilho dos resultados que ela obtém na cozinha lhe garantiu um voto do júri do “Comer & Beber”. Entre as sugestões criadas pela chef, o robalo crocante ao molho de castanha- de-caju sobre palmito pupunha virou uma espécie de assinatura. Na seção intitulada tapas, como chamam as pequenas porções para petiscar na Espanha, encontram-se delícias como o ragu de rabada na companhia de purê de mandioquinha e o camarão em crosta de tapioca picante no molho de cupuaçu. Das sobremesas, não há como escapar do fondant de chocolate e doce de leite escoltado por sorvete de canela e farofa de café. A seleção de vinhos estava nas mãos de Jô Barros, que recebeu duas indicações de sommelière do ano. Robenilson Pereira Silva, o Robinho, ocupou o lugar deixado por ela no fim de agosto. Uma das sugestões feitas por ele é o português tinto Vinha da Tapada 2008.

      Veja SP

    • 2011 - Indicado

      Restaurantes chef do ano Comer & Beber .

      Desde sua estreia no fogão aos 17 anos como estagiária do francês Laurent Suaudeau, Bel Coelho impressiona pela precisão e criatividade com que concebe seus pratos. O brilho dos resultados que ela obtém na cozinha lhe garantiu um voto do júri do “Comer & Beber”. Entre as sugestões criadas pela chef, o robalo crocante ao molho de castanha- de-caju sobre palmito pupunha virou uma espécie de assinatura. Na seção intitulada tapas, como chamam as pequenas porções para petiscar na Espanha, encontram-se delícias como o ragu de rabada na companhia de purê de mandioquinha e o camarão em crosta de tapioca picante no molho de cupuaçu. Das sobremesas, não há como escapar do fondant de chocolate e doce de leite escoltado por sorvete de canela e farofa de café. A seleção de vinhos estava nas mãos de Jô Barros, que recebeu duas indicações de sommelière do ano. Robenilson Pereira Silva, o Robinho, ocupou o lugar deixado por ela no fim de agosto. Uma das sugestões feitas por ele é o português tinto Vinha da Tapada 2008.

      Veja SP

    • 2010 - Indicado

      Restaurantes cozinha contemporânea Comer & Beber .

      Do time feminino em ação nos fogões da cidade, Bel Coelho chama atenção pelo trabalho cada vez mais requintado. A chef acerta em pratos como a rica costelinha suína caramelada no mel de engenho e guarnecida de um cremoso purê de abóbora japonesa e quiabo empanado no fubá. Antes de passar aos pratos, prove os petiscos chamados de tapas e mezzés. Um dos melhores é o ragu de rabada com purê de mandioquinha. Continuam formidáveis as barquinhas de alfaceromana recheadas de frango no estilo tailandês, deliciosamente picante pela adição de tirinhas de pimenta-vermelha. A carta de vinhos, organizada pela sommelière Jô Barros, contempla o uruguaio Casa Filgueira Merlot 2008. No 1º piso do restaurante, a chef acaba de inaugurar o espaço chamado de Clan destino. Funciona todas as quintas no jantar, quando Bel prepara um menu degustação em treze etapas. Mas só sob reserva e, no máximo, para vinte pessoas. Exige tempo dos comensais (duas horas) e inclui receitas como o cordeiro ensopado ao grão-de-bico guarnecido de esferas de ervilha e menta.

      Veja SP

    Comentários
    Deixe um comentário

    Olá,

    * A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

    Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

    Logotipo do WordPress.com

    Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

    Foto do Google

    Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

    Imagem do Twitter

    Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

    Foto do Facebook

    Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

    Conectando a %s