Clique e assine por apenas 6,90/mês

Vivi Brunieri diz que ganhou R$ 500 000 com pornô, mas se arrepende

A "ex-Ronaldinha" voltou a ser assunto após uma entrevista em que revela traumas do passado

Por Redação VEJA São Paulo - 12 ago 2020, 18h29

Viviane Brunieri, a ex-modelo que ficou conhecida depois de namorar o ex-jogador Ronaldo Fenômeno, revelou ao canal de YouTube Clube da VIP que recebeu 500 000 reais para fazer um filme pornô em 2008, mas que se arrepende da decisão.

“Como ganhava por cena, dava para ganhar quase R$ 500 000. Você ganha R$ 50 000 por cena e depois por participação”, explica. Na época, Vivi, como é conhecida, morava no Japão com dois filhos pequenos, Kaito e Manami, e acabou aceitando a proposta por que, segundo ela, passava por dificuldades financeiras. “Como trabalho artístico, foi o mais difícil [que já fiz]. Não desejaria para ninguém, [mas] foi o maior cachê que recebi”.

A ex-modelo também conta que passou por uma depressão um ano depois das filmagens. “[Eu] não aceitava. As pessoas esquecem tudo o que você fez e ficam só naquilo”, desabafa Vivi.

Em 2013, em entrevista à Vejinha, Vivi revelou mais detalhes sobre a vida no Japão, vícios em drogas e outros arrependimentos. “Era dependente da anfetamina. Era uma drogada louca. Em 2005, comecei a me relacionar com um dos maiores traficantes de Tóquio. Além de ter sido prostituta, drogada, fui mulher de criminoso”, disse na ocasião. “Um programa comigo ia de 5000 a 8000 reais”, revelou.

Com desejo de mudar de vida, a ex-modelo tornou-se evangélica. “Me internei numa clinica de reabilitação e, em 30 dias, Deus me libertou das drogas e da prostituição”. Ela afirma que doou o patrimônio que tinha, incluindo carros, imóveis, joias e relógios caros, com a conversão em 2009.

Continua após a publicidade
Publicidade